Desde o lendário evento que culminou com o tal pecado original, a casta dos mentirosos (entenda-se todos os ramos: mistificadores, dissimuladores, usurpadores, estelionatários, etc…) se disseminou quase que por entre toda a espécie humana. Pode-se afirmar que, em alguns casos, chamá-la de humana seria um equívoco, um erro de catalogação, ou uma piada grotesca. Mas, se soubermos que a palavra humano provém do termo latino humus (barro, lodo), entenderemos porque ainda engatinhamos na lama e, por vezes, taxemos aqueles de porcos miseráveis.

Os mentirosos (ou ainda, como eu os chamo, mentirólogos) têm representantes “ilustres” em todas as camadas das massas e também das elites, e é desnecessário e fatigante citar tantos exemplos.

Aqui vou falar de dois tipos bem visíveis e em evidência em nossos tempos sombrios: os Políticos e os Mistificadores religiosos.

Políticos: Mentem que estão com o governo, o apóiam nos estados e metralham, no entanto, o Lula no Congresso. Mandam construir postos de saúde (ou de falta de saúde, que é o mais apropriado!!) para entupir de grana as empreiteiras e esquecem de contratar médicos e enfermeiros. Deveriam “fabricar” profissionais, aproveitando assim a “sobra” de verba. Por vezes, esquecem até que postos de saúde precisam de gazes e esparadrapos!!

Especialidade de político é superfaturar. Faturar, isso sim, eles sabem fazer bem. Eu mesmo, assistindo aos jornais, aprendi didaticamente como funciona a arte do superfaturamento e do caixa 2 quando tinha apenas 13 anos.
” – Mãe, quero cortar o cabelo!”
” – Quanto vai me custar?” – perguntava ela.
” – Sete reais”, eu respondia. Saía dali e ia cortar o cabelo onde custava R$ 4,00, e embolsava os R$ 3,00 restantes. Hoje, fico de olhos bem abertos para que meu filho não me dê o troco.

Mistificadores da Religião (charlatães e legítimos Filhos-da-Puta!!): essa sub-espécie tem seu lugar garantido nos lagos de fogo e enxofre (affff!!) dos condomínios de seus diabos. Dizem conversar e entabular negociações com o Espírito Santo, que traria a “prosperidade” para os seus fiéis depositantes. Vendem lotes no céu (isso é estelionato, pois vendem o que não está em seu poder. Ahh, se o CRECI entrasse na jogada…) por prestações a perder de vista. Na verdade, alguns fiéis perdem um ou dois olhos da cara, pois o terceiro, que vive escondido, é o último a ser penhorado, depois das jóias, carros, empresas e casas.

Deus é fiel sim… é fiel da balança!! Quanto mais pesar o envelope de sua oferta num prato, mais Deus vai equilibrar a balança e vai pesar a seu favor no outro prato…Afinal, Deus é todo Justiça!! E como Deus é brasileiro, seus ministros na Terra têm de andar bem vestidos, regiamente paramentados. Eles precisam, a exemplo de seus colegas de ramo (os políticos, com quem têm grandes “obras”, por isso chamados também de “grandes obreiros” do Reino!!), precisam de auxílio-terno italiano, auxílio-iate, auxílio-gasolina, auxílio-mansão, auxílio-viagem, auxílio-cassino-em-Israel, auxílio-puta. Mais ainda, precisam de pessoas com cabeça fraca, que não pensam e procuram outros que pensem por eles, que os salvem da mediocridade, enfim, manipuláveis, sentimental, emocional, política e financeiramente. Uma massa de manobra!! O poço onde essa gente habita não tem fundo. Assim como não tem fundo o saco de pano onde os idiotas depositam suas parcas economias para a edificação da vaidade de muitos e das mansões de uns poucos (como a do Pedir MaisCedo, digo, Edir Macedo, que custou 6 milhões de reais!!).

Deus assinou, coitado, já velhinho e meio decrépito, uma procuração em nome de todos os vaqueiros, donos de currais e estábulos, e claro…pastores…para que pudessem usar o dinheiro que os fiéis ofertavam a Ele em “boas obras”, a “Obra do Reino de Deus”. Claro: Obras que incluíssem mármore italiano no orçamento!! Afinal, Deus não vai usar a grana mesmo!! Boas Obras: bons templos, boas casas, bons ternos e sapatos italianos, rádios e canais de televisão, partidos políticos… Deus está glorificado, televisionado!! Glorificado e globalizado!!

A única coisa que imagino que o pastor diria (em salas do subsolo das igrejas) ao distribuir o dinheiro das ofertas é:
” – Eu vou jogar o dinheiro de Deus todo pro Alto; o que Ele conseguir pegar é dEle!!”

Eu sei…é infame!! Mas quem já assistiu a aula do Tio Pedir MaisCedo ensinando sua corja a enganar os fiéis e rapelar seu dinheiro sabe que isso que eu disse não faz nem cócegas…e outros camaradas do Edir Macedo estavam juntos no vídeo, enchendo a cara de cerveja e rindo à toa: Silas Malafaia, Jabes Alencar….é pesquisar no YouTube e achar!!

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s