Ela apareceu
No final da madrugada;
De vermelho trajada
Com sua boca te enterneceu…
– Acorda-te, Anjo!!

Te contou
O que você procurava saber.
Te encontrou
Pra voltares a viver…
– Rejubila-te, Anjo!!

Te falou do Senhor,
Teu Deus, e quis por
Em ti a semente do Caminho:
“Comigo não estarás mais sozinho”.
– Põe-te a caminho, Anjo!!

Apresentou-te a fechadura
da sua alma, e em ti, a senha!!
“Me faz Mulher, mas com ternura!
Rápido, antes que o dia venha!!”
– Preenche-a, Anjo!!

Apesar das divergências
De natureza, de origem,
Uma ao outro causou vertigem:
À feminina beleza, às saliências.
– Admira-te, Anjo!!

No êxtase do prazer carnal,
Entre o humano e o celestial,
Sofre, você, ó, que és vindo do céu,
A falta e a distancia da doadora de mel.
– Chora, Anjo!!

Numa tarde chuvosa,
MiLady nao bebe nem come
Enquanto nao vê a face charmosa,
Sua agora, tão de si como seu nome.
– Apressa-te, Anjo!!

Em teu pescoço salta,
Como grilo ou como pipoca.
“Quanto senti a tua falta,
Meu corpo só vive se em ti toca”.
– Beije-a, Anjo!!

Num cenário sonhado a dois,
Com platéia só de palmeiras,
Se amam sim, só respiram depois
Que as últimas sílabas sejam primeiras.
– Ame-a, Anjo!!

Das palavras, as mais doces;
E humano desejou que fosses.
Em seus seios descansas, sereno,
E então sussurra em seu ouvido pequeno:
“- Durma bem, meu Anjo!!”

14 comentários em “Lembra-te, Anjo!!

  1. Sabe poeta poucas coisas me deixam sem palavras mas esse poema fez mais me deixou com a respiração suspensa …. O defino como simplesmente MARAVILHOSO.
    Parabéns Ebrael a cada dia te sinto mais amadurecido como escritor e me sinto privilegiada por ter acesso a tão belos textos e poemas . Você vai longe , ainda voará muito longe com seu dom para a escrita.

    Beijos em seu lindo coração.

    Márcia Canêdo

    Curtir

  2. Olá amigo Ebrael, fiquei sem palabras diante de tanta beleza.

    “Quanto senti a tua falta,
    Meu corpo só vive se em ti toca”.
    – Beije-a, Anjo!!

    Maravilhoso poema, apesar de falar sobre como é a morte na Faixa de Gaza e vindo de uma criança, a qual convive constantemente com esse temor. Criança inocente, a qual relaciona a morte a um anjo.

    Abração.

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s