Amor e Ódio são irmãos gêmeos
Que caminham lado a lado:
Amor é o Ódio regenerado;
Ódio, o Amor sepultado.

Quem ama ou odeia
Corre o risco de ficar louco:
O Amor enlouquece por se querer,
E sem querer, o Ódio, pouco a pouco.

Amor e Ódio são as duas metades do louco:
Amor, o não-ser, a inconsciência pura;
O ódio, a grande e caótica loucura.

Entre os dois, uma aparente distância abissal.
Um é o duplo do outro; juntos, o Paraíso e o Umbral,
As duas muletas nas quais oscila toda criatura.

Anúncios

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s