Na minha curta existência, vi poucos símbolos expressarem tão eficientemente o Sagrado Feminino como a Rosa e o Cálice. Como já foi visto, no quadro A Última Ceia, Michelangelo expressa a importância da Mulher para Jesus (Maria Madalena, sua esposa) através do simbolismo da taça no esboço dos contornos das vestes dele e de sua companheira a seu lado. Seria um desenho em forma de V (taça), também forjando a letra M (de Mulher, Mãe e também porque a letra Mem, em hebraico, era a letra do elemento Água, distintivo do feminino que gera a Vida).


Mas, há também a combinação das cores azul e rosa das vestimentas de Jesus e Maria Madalena, denotando claramente o entrelaçamento indissolúvel entre seus corações. Mais ainda que a Taça (como no Tarô), para mim, a Rosa é a forma feminina mais perfeita de nosso mundo. Nascida da terra, com o aroma da manhã, traz os espinhos dos sofrimentos do mundo, vermelha pela paixão e Amor pela vida, pela qual se entrega sem reservas, e também aos que cultivam a vida de forma livre e não egoística.

Na Magia, uma Rosa pode ser de uso poderoso, tanto para malefícios como benefícios. Quem saber trabalhar com uma Rosa, pode ter um imenso poder, o poder feminino que toda mulher e/ou fêmea tem de vida e morte. Pois se o macho planta na terra, é a fêmea a única a permitir o nascimento, a manifestação de um ser.


Nesse dia dos Namorados, nesse dia em que as Rosas são exaltadas, ofereço essa poesia a todas as mulheres, sejam elas namoradas, mães, amantes, donas-de-casa, prostitutas, amigas:

Na mais alta insensatez
Uma rosa foi aprisionada
De tão mórbida morada
Foi covardemente atirada
Despencou
Por causa da ausência de lucidez
Da mais completa estupidez
A rosa foi sufocada e caiu
Despetalou
Tão serena e tão bela
A pequena rosa
Murchou
Sua vida ainda incipiente
Se abreviou
Seu olhar incandescente
Não mais brilhou
Se apagou
Seu sorriso pueril
Silenciou
Isabela, rosa tão bela
Estrela eterna
A perversidade te anulou
O Amor desbotou
E gangrenou
Mas linda como tu eras
Ainda agora estás
Aconchegada aos braços ternos
Do Criador.




*******

Fonte da poesia: http://sitedepoesias.com.br/poesias/30633

Anúncios

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s