Vaidade das vaidades…e tudo é vaidade!!


Eu escolhi esse versículo bíblico, do livro do Eclesiastes, para falar de um assunto que me veio à mente ao reler o texto que repostei no meu último post: a vaidade das vaidades.

(…)É saber que existe vaidade mesmo quando alguém diz que não têm vaidade:
vaidade de não ter vaidade.(…)

A vaidade é algo tão traiçoeiro que as pessoas nem se apercebem que existe vaidade até em ser sóbrio (demais). Hoje em dia, não é mais moda somente o ter, mas também o desprezo às posses. Virou moda o desapego, o virtuosismo que se auto-promove, em que as pessoas esperam, intimamente, serem mais adoradas no meio social, e por conseguinte, se destacarem dos demais, pois que já está “cansativa” e entediante a busca pelo ter. Inventaram, então, essa modinha: viver mais frugalmente do que naturalmente seria necessário.

Porque estou falando disso?? Não é minha intenção atacar nenhum estilo de vida, desde que autênticos, ou autenticamente inerentes à natureza de um grupo de pessoas. Mas uma boa parcela das pessoas, frustradas com suas “conquistas”, vêem no estilo natureba, despojado e andarilho, uma forma de inclusão em seus meios sociais, como forma de serem mais bem-quistas ou como de se auto-promoverem social, econômica ou até, pasmem, politicamente.

Vaidade de não ter vaidade.. Orgulho de viver despojadamente, soberba por se achar acima dos ricos e poderosos, ufania em ser “pobre”. Rico ou pobre, famoso ou anônimo, o homem só pode, hoje em dia, se orgulhar, sem medo, de duas coisas: do seu trabalho e de sua família. Todo o resto, sem distinção, pode levar a mais e mais decepções e frustrações, sejam elas pela religião dos pobres, pelo iluminismo da ciência, seja pela causa mais nobre, seja pela ousadia mais inconsequente, pela rigidez na dieta vegetariana ou pela opulência de banquetes régios. Tudo isso é vaidade. E na vaidade reside a estupidez!!

Tanto o rico, que se orgulha de posses transitórias e poder passageiro, como o pobre, que se acha mais honesto ao comer menos, ter menos móveis em casa. Tudo é vaidade!!

Somente do trabalho vêm os bens preciosos da vida: inteligência, o sustento de si e de sua prole, a paz de espírito e o cansaço que traz o sono renovador do corpo.

A Vida é o trabalho de Deus, e nosso trabalho é a Vida de Deus no mundo humano. Falemos menos, arrotemos menos, durmamos cedo e trabalhemos mais por nós mesmos. A solução não é renegar nossas necessidades. Quando trabalhamos, nossas necessidades estão em equilíbrio com nossas possibilidades, pois o vício pode consistir tanto no excesso de privações que provoca o Caos, quanto no excesso de exageros, que trazem acúmulos e tornam nossa vida um fardo mais miserável do que o mais miserável dos casebres.

Anúncios

One Reply to “Vaidade das vaidades…e tudo é vaidade!!”

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s