Categorias
Minhas Poesias

Nada de novo sob o Sol


Comentando um post no Dihitt, hoje, me surgiu, essa poesia em minha alma:

Nada de novo sob o Sol!!
Nada de novo, nem a insolação!!
Mas como cada um é um mundo,
Meu sol continua quente,
E o sol de muita gente
Sinto que é frio como Plutão.
Mas não te caves:
O que meu coração sente,
(Esse nobre Astro-Rei, vagabundo)
Mesmo, é tua eterna translação.

Por Júlio [Ebrael]

Blogger, amateur writter, father of one. Originally Catholic, always Gnostic. Upwards to the Light, yet unclean.

// Port.: Blogueiro, poeta amador, pai. Católico, casado. A caminho da Luz, mas sujo de lama.

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.