Codex Alimentarius: estão querendo nos matar??


Oficialmente:

“A Comissão do Codex Alimentarius foi criada em 1963 pela FAO (Organização para a Agricultura e Alimentação) e pela WHO (ou OMS – Organização Mundial da Saúde) para desenvolver padrões de nutrição, diretrizes e textos relacionados que sirvam de códigos de conduta sob a supervisão do Programa de Padronização de Alimentos da FAO/OMS. As principais propostas desse programa são a proteção da saúde dos consumidores e a  garantia de práticas justas de comércio em transações que envolvam alimentos, assim como a coordenação de todos os esforços de padronização dos alimentos empreendidas por organizações governamentais e não-governamentais.”

http://www.codexalimentarius.net/web/index_en.jsp

Eu disse, na primeira linha, oficialmente… Mas, como não sou de acreditar à primeira leitura em qualquer coisa que vejo publicada por aí, fui pesquisar mais (e não só nas comunidades do Orkut, como alguns podem me acusar).

Vejamos algumas outras referências:

Com a Codex, será facilitado ingredientes geneticamente modificados e sem rótulo, irradiação de comida, aumento de pesticidas, eliminação de produtos naturais.

A organização ainda permitirá que seja adicionado aos alimentos, substâncias químicas banidas por 176 países, incluindo o Brasil, Portugal e Estados Unidos, conhecidas como Persistent Organic Pollutants (POPs). POPs também são conhecidas por causarem câncer de mama, pulmão, cérebro, doenças cardiovasculares, diabetes e outras graves doenças. Das doze substâncias proibidas e mortais, sete serão novamente permitidas pela Codex Alimentarius e estarão presentes em grandes quantias em alimentos como ovos, legumes, carnes, cereais, leite e frutas cítricas.

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=9749137

Esse código de padronização alimentar entrou em vigor, oficialmente, em 31 de dezembro de 2009. E não é especulação, como podem dizer os conservadores reacionários. Até mesmo, como não poderia deixar de ser, o Brasil aderiu a ele.

Vejam essas cositas más:

Segundo todos os sites governamentais – Anvisa, Inmetro, Ministérios da Agricultura e todos mais envolvidos, “O Codex Alimentarius é um Programa Conjunto da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação – FAO e da Organização Mundial da Saúde – OMS. Trata-se de um fórum internacional de normatização sobre alimentos, criado em 1962, e suas normas têm como finalidade proteger a saúde da população, assegurando práticas eqüitativas no comércio regional e internacional de alimentos, criando mecanismos internacionais dirigidos à remoção de barreiras tarifárias, fomentando e coordenando todos os trabalhos que se realizam em normalização.”

À primeira vista, parece ser bem simples e inocente, e até bem intencionada, a missão desta agência. Surgiu da necessidade de combater vírus, bactérias e demais impurezas nos alimentos industrializados que passaram a entrar e sair de seus países de origens com a aceleração do processo de globalização.

O CODEX ALIMENTARIUS é uma Agência Reguladora Internacional, fruto das já conhecidas FAO (Food and Agriculture Organization) e OMC (Organização Mundial do Comércio), que por sua vez integram o corpo das Agências Internacionais à serviço da elite multicorporativista e de alguns Estados específicos espalhados pelo globo. De tal maneira sorrateira, o Codex já existe, desde meados de 60, e foi criado com o objetivo de regular e legislar a respeito da politica de comércio alimentar entre países. Com um disfarçado propósito de promover a higiene dos alimentos e a segurança do consumidor – agora transformada no batido jargão Segurança Alimentar – este perigoso organismo terá suas regras e normatizações, construídas ao longo dos últimos 40 anos, conforme interesses das multinacionais do Agro, Farma, Química e todos os outros Megabussiness; passando a ter valor global e decisivo na história que viveremos a partir de 2010.

Puxando um carro chefe disfarçado de Segurança Alimentar Global, o Codex Alimentarius (Código Alimentar, em latim) passou por uma série de processos de construção de suas legislações e normativas, com a ajuda de Comitês Codex instaurados em todos os países membros da OMC. Estas normatizações abrangem todos os tipos de alimentos, dos crus aos processados, sendo quase que humanamente impossível tomar conhecimento de todas as medidas que foram criadas. Algumas centenas de diretrizes (mais de 400) aparecem no site da Agência (www.codexalimentarius.net), não disponível em português; toda informação oficial que se pode acessar está disponível nos sites das Agências e Ministérios governamentais, apesar de estar suprimida e bastante desatualizada e fragmentada pelos sítios… mas não será essa a intenção? Entre centenas de diretrizes e normativas, podemos encontrar processos perigosos que dizem respeito à:

– INOCUIDADE DE ALIMENTOS ATRAVÉS DA IRRADIAÇÃO
– LIMITES MÁXIMOS ALTÍSSIMOS PARA AGROTÓXICOS E QUÍMICOS (agora as chamadas ?medidasfitossanitárias?)
– “LIMITES” MÁXIMOS BAIXÍSSIMOS PARA VITAMINAS E MINERAIS (e quem um dia disse que deveriam haver limites para vitaminas e minerais?)
– Taxação de alimentos nutracêuticos e funcionais como remédios, ou drogas…

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/05/447008.shtml

Aqui você pode ter acesso à versão integral e atualizada do Codex Alimentarius em português:

http://www.anvisa.gov.br/divulga/public/alimentos/codex_alimentarius.pdf


Espancada por 25 anos: Agora chega!!


A morosidade da (In-) Justiça Brasileira já é de conhecimento até mesmo científico. Há alguns teóricos que dizem que tudo no Brasil funciona em marcha lenta (inclusive essa conexão de banda estreita) pelo clima, muito quente, que dificultaria a locomoção das canetas e das viaturas policiais. Mas, por outro lado, me espanta a rapidez e agilidade (leia-se impunidade) com que agem os criminosos desses país, seja em trajes sport, de chinelo e bermuda ou, mesmo, em ternos italianos. Também pudera, em um país onde juízes do Supremo Tribunal Federal, os maiorais do Judiciário nacional, dão seu ótimo exemplo, trabalhando (ou fingindo trabalhar) por três dias na semana, poderíamos esperar coisa melhor?? Acho que não. Acho que reclamamos de barriga cheia.

Afora isso, já que minha cota de acidez irônica já foi destilada com sucesso, vamos ao trabalho!! Afinal, esse blog não deve se aplicar apenas a sonhos místicos ou teorias conspiratórias. Deve servir (e o poderia ainda mais, admito) a prestar um serviço de utilidade pública e solidariedade para com nossa sociedade.

Comecei falando de (in-) Justiça, por que fiquei sabendo ontem de uma carta escrita por uma amiga blogueira que está (pasmem!!) sofrendo maus tratos há 25 anos. Ela é espancada quase que diariamente, segundo depoimento em carta, e também por artigos publicados por ela já há muito tempo. Vão me perguntar, antes de lerem essa carta citada aqui por mim, por que então ela não denuncia o agressor?

Lembram-se todos do caso da mulher, morta há alguns dias, que denunciou o ex-marido 8 (eu disse OITO) vezes, sem que a Polícia tomasse qualquer providência para resguardar a vida dela?? De que adianta denunciar?? Isso garante a proteção de alguém nesse país?? Se não é morto na rua, o é em casa, no carro e até em banheiro público. Não importa: quem denuncia, está assinando um meio atestado de óbito. E no caso dessa minha amiga, Maria de Fátima Jacinto, o fato de ter renunciado a uma carreira condizente com seus anseios, para cuidar da família e dos três filhos, tirou dela toda auto-estima, fazendo-a prisioneira de um torturador psicopata.

Visitem o blog da Maria de Fátima e prestem sua solidariedade, seja com palavras de conforto ou qualquer outro tipo de auxílio, financeiro ou jurídico, para que se livre dessa situação degradante, tais como a de milhares de mulheres por esse nosso Brasil afora.

O blog dela está nesse endereço:  http://araretamaumamulher.blogspot.com/

Leiam a carta dela, que também se encontra no blog Masquerade, da minha amigona Sissym Mascarenhas:

Amigo (a):

Maria de Fátima JacintoPeço um favor, que você leia está carta até o final e deixe o seu coração tomar a decisão.
Nessa carta exponho uma parte da minha vida. Meu nome é Maria de Fátima Jacinto, tenho 49 anos, sou mãe de três filhos, dentre os quais um faleceu em janeiro de 2009. Somos, meus filhos e eu, vitimas de violência doméstica.
Após a morte do Vinicius, nossa situação piorou bastante, nos sentimos encurralados, sem um lugar para nos movimentar.
Vivemos numa casa, que não é nossa, e não existe a menor chance de um dia ser. Somos ameaçados e humilhados, pelo meu ex-marido, o pai dos meus filhos. Somos tratados como se fossemos porcos em um chiqueiro, ele tem um padrão de vida altíssimo, mas nos deixa viver em uma casa de três peças sem portas internas, nem o banheiro tem porta, com uma fossa a céu aberto, e com entulhos que ele vai juntando e trazendo para cá de tudo quanto é espécie. Se jogarmos fora [os entulhos] somos espancados e humilhados. Não estamos mais suportando tamanha humilhação.

Tenho um blog onde falo mais profundamente da vida que levamos, deixo aqui o endereço caso você queira conferir. Procure os post mais antigos do blog, que é onde está sendo contada a minha vida. Aqui está o endereço do blog: http://araretamaumamulher.blogspot.com/
Pensei muito no que fazer, não quero parecer ser o que não sou. Por isso, quero deixar claro que tenho um bom nível de escolaridade. Mas , vinte e cinco anos de humilhação e espancamentos acabaram com toda a minha auto-estima, estou em tratamento psicológico, caso contrario não conseguiria fazer nem o blog nem  [escrever] esta carta, tenha essa certeza.
Precisamos sair daqui o mais rápido possível, e não temos condições financeiras para isso. Então, resolvi pedir doações na internet. Não estou pedindo a ninguém um valor alto, gostaria que você postasse uma carta no correio com R$2,00 (dois reais), não se esquecendo de colocar um pedaço de papel dobrado com o dinheiro dentro caso contrario os correios não entregam. Mas se o dinheiro estiver dentro do papel passa com certeza pelos correios. Deixo aqui meu endereço e telefone, e me coloco a disposição de qualquer pessoa que queira conferir a veracidade dos fatos.


Maria de Fátima Jacinto
Rua Fidalma Manduca, 302.
Jardim Primavera
CEP 78725 110 Rondonópolis MT.


Minha idéia é a seguinte, se cada pessoa me enviar R$2,00 reais terei condições de procurar um lugar para que eu e meus filhos possamos morar, e começar novamente novas vidas. E não estarei deixando ninguém em situação difícil para me ajudar. Deixo aqui também o numero da minha conta poupança caso alguém queira fazer uma doação maior:

Caixa Economica Federal (pode ser efetuado em qualquer casa loterica e na maioria dos supermercados.)
Agencia 3119
Operação 013
Conta poupança 8614-0
Maria de Fátima Jacinto

Quanto à justiça, ela é muito lenta e muitas vezes um psicopata consegue enganar um juiz, isso já aconteceu comigo outras vezes. Por favor consulte o seu coração e se faça o que você achar que deve.
Conto com a usa ajuda!!
Se sentir vontade divulgue essa carta, me ajude!!
Desde  já agradeço
Fique na Luz e na Paz
Maria de Fátima Jacinto
Uma Mulher

http://araretamaumamulher.blogspot.com/