Codex Alimentarius: estão querendo nos matar??


Oficialmente:

“A Comissão do Codex Alimentarius foi criada em 1963 pela FAO (Organização para a Agricultura e Alimentação) e pela WHO (ou OMS – Organização Mundial da Saúde) para desenvolver padrões de nutrição, diretrizes e textos relacionados que sirvam de códigos de conduta sob a supervisão do Programa de Padronização de Alimentos da FAO/OMS. As principais propostas desse programa são a proteção da saúde dos consumidores e a  garantia de práticas justas de comércio em transações que envolvam alimentos, assim como a coordenação de todos os esforços de padronização dos alimentos empreendidas por organizações governamentais e não-governamentais.”

http://www.codexalimentarius.net/web/index_en.jsp

Eu disse, na primeira linha, oficialmente… Mas, como não sou de acreditar à primeira leitura em qualquer coisa que vejo publicada por aí, fui pesquisar mais (e não só nas comunidades do Orkut, como alguns podem me acusar).

Vejamos algumas outras referências:

Com a Codex, será facilitado ingredientes geneticamente modificados e sem rótulo, irradiação de comida, aumento de pesticidas, eliminação de produtos naturais.

A organização ainda permitirá que seja adicionado aos alimentos, substâncias químicas banidas por 176 países, incluindo o Brasil, Portugal e Estados Unidos, conhecidas como Persistent Organic Pollutants (POPs). POPs também são conhecidas por causarem câncer de mama, pulmão, cérebro, doenças cardiovasculares, diabetes e outras graves doenças. Das doze substâncias proibidas e mortais, sete serão novamente permitidas pela Codex Alimentarius e estarão presentes em grandes quantias em alimentos como ovos, legumes, carnes, cereais, leite e frutas cítricas.

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=9749137

Esse código de padronização alimentar entrou em vigor, oficialmente, em 31 de dezembro de 2009. E não é especulação, como podem dizer os conservadores reacionários. Até mesmo, como não poderia deixar de ser, o Brasil aderiu a ele.

Vejam essas cositas más:

Segundo todos os sites governamentais – Anvisa, Inmetro, Ministérios da Agricultura e todos mais envolvidos, “O Codex Alimentarius é um Programa Conjunto da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação – FAO e da Organização Mundial da Saúde – OMS. Trata-se de um fórum internacional de normatização sobre alimentos, criado em 1962, e suas normas têm como finalidade proteger a saúde da população, assegurando práticas eqüitativas no comércio regional e internacional de alimentos, criando mecanismos internacionais dirigidos à remoção de barreiras tarifárias, fomentando e coordenando todos os trabalhos que se realizam em normalização.”

À primeira vista, parece ser bem simples e inocente, e até bem intencionada, a missão desta agência. Surgiu da necessidade de combater vírus, bactérias e demais impurezas nos alimentos industrializados que passaram a entrar e sair de seus países de origens com a aceleração do processo de globalização.

O CODEX ALIMENTARIUS é uma Agência Reguladora Internacional, fruto das já conhecidas FAO (Food and Agriculture Organization) e OMC (Organização Mundial do Comércio), que por sua vez integram o corpo das Agências Internacionais à serviço da elite multicorporativista e de alguns Estados específicos espalhados pelo globo. De tal maneira sorrateira, o Codex já existe, desde meados de 60, e foi criado com o objetivo de regular e legislar a respeito da politica de comércio alimentar entre países. Com um disfarçado propósito de promover a higiene dos alimentos e a segurança do consumidor – agora transformada no batido jargão Segurança Alimentar – este perigoso organismo terá suas regras e normatizações, construídas ao longo dos últimos 40 anos, conforme interesses das multinacionais do Agro, Farma, Química e todos os outros Megabussiness; passando a ter valor global e decisivo na história que viveremos a partir de 2010.

Puxando um carro chefe disfarçado de Segurança Alimentar Global, o Codex Alimentarius (Código Alimentar, em latim) passou por uma série de processos de construção de suas legislações e normativas, com a ajuda de Comitês Codex instaurados em todos os países membros da OMC. Estas normatizações abrangem todos os tipos de alimentos, dos crus aos processados, sendo quase que humanamente impossível tomar conhecimento de todas as medidas que foram criadas. Algumas centenas de diretrizes (mais de 400) aparecem no site da Agência (www.codexalimentarius.net), não disponível em português; toda informação oficial que se pode acessar está disponível nos sites das Agências e Ministérios governamentais, apesar de estar suprimida e bastante desatualizada e fragmentada pelos sítios… mas não será essa a intenção? Entre centenas de diretrizes e normativas, podemos encontrar processos perigosos que dizem respeito à:

– INOCUIDADE DE ALIMENTOS ATRAVÉS DA IRRADIAÇÃO
– LIMITES MÁXIMOS ALTÍSSIMOS PARA AGROTÓXICOS E QUÍMICOS (agora as chamadas ?medidasfitossanitárias?)
– “LIMITES” MÁXIMOS BAIXÍSSIMOS PARA VITAMINAS E MINERAIS (e quem um dia disse que deveriam haver limites para vitaminas e minerais?)
– Taxação de alimentos nutracêuticos e funcionais como remédios, ou drogas…

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/05/447008.shtml

Aqui você pode ter acesso à versão integral e atualizada do Codex Alimentarius em português:

http://www.anvisa.gov.br/divulga/public/alimentos/codex_alimentarius.pdf


Anúncios

32 Replies to “Codex Alimentarius: estão querendo nos matar??”

  1. Olá Ebrael,
    Excelente post informativo! Eu particularmente é a primeira vez que leio algo a respeito do Codex Alimentarius.Esses tipos de agências, aparentemente dotadas de boas intenções, me preocupam muito, pois acabam tendo um poder muito abrangente. Sei que moramos num mesmo planeta , mas políticas de “controle” a nível mundial sempre são assutadoras, pois são sempre países poderosos que tomam as decisões…E não acredito que pensam no bem mundial.
    Abraços

    Curtir

    1. OI Elaine!
      Vc extraiu a essência do post!! É isso aí!! Muito controle pra pouca gente!! Ea manada de zebus aqui: anda pro lado que eles querem, e um dia vão comer a ração que eles quiserem também, até que… nem vou completar o raciocínio.
      Bjs e obrgado, querida!

      Curtir

  2. Olá Ebrael!

    Já tinha visto em tempos nalguns sites e blogues portugueses o pedido de assinaturas para a não implementação do Codex Alimentarius. Na realidade nunca me detive a ler com atenção todas as implicações de tal medida. Vou investigar para saber se ainda vale a pena assinar, porque parece-me que nós, portugueses, já lá estamos! 😦

    Excelente informação!

    Beijos
    Luísa

    Curtir

    1. Oi Luisa!!
      O Codex é o cardápio seu e meu para o futuro!! Vc e eu não decidiremos mais se queremos comer isso ou aquilo, pois comeremos entre os itens que eles oferecerem. Isso é só começo!! Mas, o principal, é que o “nutricídio” estará legitimado, para os que assim se propuserem! Isso é assustador!!
      Bjs!

      Curtir

  3. Olá amigo Ebrael, nunca ouvi falar do Codex Alimentário, fiquei sabendo agora. Esta é uma excelente informação que estás nos passando. Se isto realmente está acontecendo a maioria da população mundial daqui a alguns anos não mais existirá. Isto é um tipo de extermínio, e falam do holocausto, para mim é a mesma coisa só que de modo diferente. A OMS deste jeito vai acabar, pois para que adiantará esta organização? para nada, pois a Codex já está tomando conta do planeta. HÁ, sim deve mudar de nome e se chamar Codex.
    Em que mundo nós estamos vivendo, como se não bastasse vivermos num mundo em que os corruptos tem vez, as mulheres ainda são discriminadas e o poder do dinheiro prevalescer diante do mais fraco, agora essa dos alimentos. Estamos num mato sem cachorro, lascados de vez( desculpe a expressão).

    Abração.

    Curtir

  4. Ótima postagem Ebrael. Pra mim também foi novidade essa história.

    Sinto inveja de alguns amigos que moram em comunidades alternativas, só comem e fumam o que plantam. Muito mais seguro né!

    Grande abraço,

    Bruno RZ.

    Curtir

  5. Ebrael,

    Eu já conhecia alguma coisa sobre o Codex Alimentarius.É uma barbaridade o que estão a fazer á humanidade.
    E depois falam que o mundo vai acabar…vai acabar sim,mas é o propio homem que aos poucos com as sua estupidezes vai dar cabo do mundo,não é Deus que vai acabar o mundo…

    Felizes aqueles que ainda podem ter a sua horta,cultivando as verduras,hortaliças e legumes,frutas ,e criam animais como porco,galinha.Meus avos paternos tiveram a possibilidade de fazer isso. Belos tempos aqueles!!!…Era tudo mais saudavel e gostoso!

    Mas enfim,fazer o que?…O mundo está nas mãos dos poderosos…que erram a cada passo que dão…

    Tenho imensa pena dos que nascem agora…

    Resta-nos rezar pelas mentes destes senhores que parem de cometer tolices…

    Parabens pela sua excelente postagem1

    beijnhos
    joana

    Curtir

    1. Isso Joana!
      Como tbm tenho saudades da hortinha da minha vó. No terreno ao lado, onde há hj um edifício, tínhamos bananeiras, goiabeiras, hortaliças de todo os tipos, limoeiros, etc. Para comer, ali, só há concreto. É capaz de me perguntarem se eu quero com molho branco ou assado.
      Bjs!

      Curtir

  6. Ebrael, me preocupo muito com órgãos de controle do governo, que como qualquer outros órgãos públicos, às vezes servem apenas para favorecer este ou outro pproduto.
    Esta matéria é um grande alerta. Traz em seu conteúdo informações e depoimentos abrangentes
    Parabéns

    Curtir

  7. Olá, Ebrael!

    É importante que o Brasil siga padrões que sejam praticados no mundo todo. A uniformização leva à condução de procedimento e condução de forma semelhante seja em que pais for. Notadamente em se tratando de alimentos.

    Abraços

    Francisco Castro

    Curtir

    1. Francisco,

      Se, pelo menos, essas leis fossem daqui pro Mundo, eu saberia que a besteira é culpa (mais uma vez) dos pra-lamentar’es. Mas não!! São leis vindas de fora, que não foram votadas, entrando em vigor sem a aprovação do povo. O Brasil não tem mais auto-determinação?? O povo brasileiro não é mais soberano nem pra decidir o que e como comer??

      Abçs!

      Curtir

  8. Olá, meu amigo.
    Estas parcerias em “prol” de um bem comum, são discutíveis.
    É engraçado como artigos proibidos lá fora, ainda são comercializados aqui (vindos de lá). Toda espécie de ação coercitiva me deixa com “um pé atrás”: são uns poucos decidindo o que é melhor para uma maioria que, sem se aprofundar em nenhuma matéria, faz tudo que o seu chefe mandar.
    Excelente post. Parabéns!
    Beijos
    Bel

    Curtir

    1. Bel,

      Que boa parte do que consumimos é porcaria, eu já não tenho dúvidas. Agora, aceitar que gringos me digam que porcarias comer?? Até agora temos sobrevivido a duras penas, com dificuldades de toda sorte (violência, desastres naturais, falta de $$$). Mas, aceitar que eles determinem ou liberem a quantidade que devemos consumir do veneno nosso de cada dia?? Não, né? Mas é isso, já estão aí…

      Bjs!

      Curtir

  9. Olá Ebrael

    Essa denúncia é grave, não estava a par de tal procedimentos. Isso mostra a qualidade dos políticos, já que eles morrerão junto conosco.

    É interessante ressaltar que até em pequenas cidades já estão consumindo água mineral, ao invés de água de rua, não há mais confinça nos setores públicos.

    Durante a epidemia da gripe suída, enquanto os moderados afirmavam que estava tudo sob controle, vários noticiários, inclusive o meu blog, alertava-mos para o perigo de se procurar postos de saude, devendo primeiro se procurar o médico particular, para evitar o agravamento da epidemia.

    Eu tenho sorte de morar em uma cidade pequena, já tenho inclusive proposto as pessoas a agricultura de subsistência, o que já é feito por muitas pessoas, com isso pelo menos elas sabem o que estão consumindo.

    ABS

    Curtir

    1. Jânio,

      Nem acho que é denúncia, pois isto já está aí há muito tempo pra ser implementado, mas as pessoas não eram informadas disto. E não é “grave”, pois as coisas graves já estão banais para a maioria!! Grave, para eles, é a situação da personagem da novela das nove, e seu triângulo amoroso!! affffff

      Agricultura de subsistência é uma boa, mas tem que ver se a s sementes não vêm da Monsanto, pois as sementes deles são (provavelmente), geneticamente modificadas.

      Abçs!

      Curtir

  10. Obrigado por publicar a verdadeira intenção do CODEX!
    Peço as pessoas que viram e divulgem a informação!
    pq as emissoras de tv, nunca iriam mostrar isso!
    Obg abraços

    Curtir

  11. Olá a todos, muito legal esse esclarecimento,também ñ sabia nda disso,até ouvir o rubens falar sobre o codex,é simplesmente assustador,quero passar adiante o quanto antes. Obrigado gente e vamos trabalhar pra isso!

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s