Prefiro os Sonetos…


Em resposta às palavras de incentivo de uma Amiga Verdadeira, em mensagem no Facebook, resolvi escrever esse poema, declamando os motivos de minha preferência pelos Sonetos, através de um poema que não é um soneto, por sinal.

 

Prefiro os Sonetos


Sempre preferi os sonetos
Por motivos cabalísticos:
Duas quadras para o físico
e dois tercetos para o espírito.

As quadras trazem a atração e as boas-vindas
Ao nosso olhar, e os tercetos…
Bem, os tercetos se dirigem ao Coração,
Alvo e fim último das estrofes sentimentais,
No desfecho de uma conquista meticulosa.

Os poemetos me são caros,
Pela simplicidade.
Mas, são os sonetos que me levam ao êxtase,
Pois que coadunam a carne e a alma,
Conjugam verbo e cavidades,
Unem os ângulos retos e os fazem retorcer-se
Em triângulos poéticos.

O soneto é o filho perfeito do casamento
Entre a rigidez métrica e o espírito da surpresa.
Quanto mais não me surpreendo,
Sonetos lendo,
Assim que me abro
À Pedra Angular do Quatro,
E me transcendo
Ao gran finale, por um comentário,
Uma lembrança muda,
Que ao concluir,
Ao Amor aluda.

Prefiro os sonetos, sim,
Imiscuo-me à Quadra e ao Terno;
Mas, dê-me pena e papel,
E lhe faço dos números todos
Uma Antologia completa.

Anúncios

10 thoughts on “Prefiro os Sonetos…

  1. Linda poesia, adorei! 🙂

    Curtir

  2. Olá, Ebrael,

    Poema muito bonito.

    Achei interessante a razão de sua preferência pelo soneto.

    Abração e ótimo final de semana.

    Curtir

  3. Parabéns! Muito bonito e didático seu soneto!

    Curtir

  4. Também prefiro os sonetos. Sou apaixonado por sonetos bem escritos, independente da temática. Um soneto de amor, então, é um doce acalanto para o coração é um mimo para os olhos. Obrigado pelo seu comentário no meu poema “Cris, Cristalina… (tenho vários sonetos, dentre eles o que mais gosto são “Poema Sacro” e “Soneto Fúnebre”. Um abraço

    Curtir

    1. Tenho vários tbm! Vou te mandar alguns por e-mail, ok?
      Abçs!

      Curtir

  5. Pô, Ebrael, supimpa este teu “poema didático”. Muito bem escrito, viu!? E já que você se “transcende ao gran finalle, por um comentário”, que seja este o motivo para mais uma viagem tua ao reino do gozo espiritual… parabéns, amigo!
    Fique na energia divina com um abração forte meu,

    the Osmar
    .

    Curtir

    1. Calma, Osmar! Não tão rápido, gozar não tão rápido!! kkkkkkkkkkkkkkkkk Mas pode deixar, já tenho as mãos calejadas…de tanto escrever…kkkkkkkkkkkkkkkk
      Obrigadão e volte sempre!
      Abçs!

      Curtir

  6. Belos versos, Ebrael.

    Continue assim.

    Beijos.

    Curtir

  7. Tbm prefiro sonetos. Acho-os lindos! Agora gosto mais ainda, apreciando pelo prisma que descreveste acima.
    Bjs… MP.

    Curtir

    1. Sim, o prisma do Quarteto e do Terceto, do Quadrado e do Triângulo, união do Céu e da Terra, dos opostos, um dentro do outro. No quadrado, a diagonal que rasga dois ângulos retos.

      Beijos! 😉

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close