Estava com os dedos coçando para discorrer sobre a crise de segurança no Rio e as consequentes reações da Polícia, mas não queria me decepcionar mais uma vez com um possível recuo e retorno da criminalidade. Acho que agora, sim, podemos falar à vontade sobre o assunto, já que, ao que parece, a resposta “decente”, e à altura, foi dada aos vagabundos traficantes!!

Logo após o ataque de domingo, 21, de traficantes a três veículos na Linha Vermelha, ficamos de novo com a sensação de que “o Rio não tem mais jeito”. Na cabeça da maioria, o que ocorria? Ocorria que a Polícia, ao tentar reagir, levaria chumbo e samba de todos os lados, com cabines sendo metralhadas e oficiais assassinados. Se um traficante morresse, teríamos que engolir algum toque-de-recolher compulsório em alguma comunidade, só faltando as honras de Estado ao ato do enterro.

Carros incendiados por traficantes na Linha Vermelha.

Mas, o que se viu foi o que todos os cidadãos cariocas de bem e do Brasil, inclusive aqueles moradores de bem das comunidades em questão, mesmo intimidados, queriam assistir: todas as Forças de Segurança do Estado, estaduais e federais, unidas em uma parceria contra aqueles vadios, assassinos e destruidores de famílias, que zombam da Constituição e da vida humana. Num ato de cooperação, deixaram todas as rivalidades institucionais e partiram para as ruas a assumir seus papéis de Garantidores da Lei e da Ordem. Quando há vontade, não há onde o Estado, que deve ser onipresente, não possa adentrar, desde que seja para salvaguardar a vida e o cumprimento da Lei.

 

Há ainda reacionários (como podemos ler no artigo de Plínio de Arruda Sampaio) que, demagogicamente, acusam o Estado de estar aproveitando a situação para criminalizar a pobreza. O Estado está para garantir a Ordem coletiva e o cumprimento da Lei. Se o mesmo Estado ainda é infestado por corruptos, é uma lástima, mas NÃO por ser ainda inepto em atingir nos flancos os maiores traficantes, os de colarinho branco, que o mesmo deixará de guardar nossas portas do perigo iminente e mais próximo.

É justo toda a sociedade pagar com medo e pavor, perigo às nossas portas, o preço da incompetência dos governos em fornecer educação àquelas populações?? Elas também não votam nesses governos?? Vamos defender-nos, sim, em primeiro lugar, do perigo mais imediato, sem dúvida. Somos humanos, antes de desejarmos ser mártires!!

Por toda a internet, em redes sociais (Twitter, Facebook, Orkut, etc.), blogues e comunidades, vê-se o apoio maciço da opinião pública brasileira às operações de combate e ERRADICAÇÃO dos traficantes. Não suportamos mais assistir o mesmo estado que sustentamos ser vergonhosamente desafiado por bandidos sem-mãe (eles têm mãe, mas não é o que demonstram).

Foi delicioso, mesmo, assistir os blindados da Marinha e do Exército acossando os vadios, passando por cima de todos os obstáculos, impondo a centenas deles todos uma derrota fragorosa e uma debandada em massa. Onde está o orgulho debochado dos marginais?? Onde estão as armas de guerra, as bazucas, as metralhadoras ponto 40?? Sabe, que a resposta seria imediata e fulminante…

BOPE na Vila Cruzeiro

Agora, nesta linda manhã de sábado, com a honra de cidadão brasileiro lavada, espero a invasão do Complexo do Alemão para o desalojamento e a prisão de todos os traficantes sobreviventes, todos em jaulas de circo. É subir e advertí-los:

EM NOME DA LEI – OU DESCEM E SE ENTREGAM, OU SUBIMOS E VOCÊS MORREM!!

Depois, Governo do Rio, ocupe as favelas, pacifique-as e proporcione uma educação decente às crianças, cultura àquele povo e uma infra-estrutura básica de saneamento a todos!!

Assistam aquilo muita gente tem chamado de cenas do Tropa de Elite 3:

 

Fontes das imagens:

  1. Superior: http://odia.terra.com.br/portal/rio/fotos/10/11/21_arrastao3_575.jpg
  2. Centro: http://www.diariodecuiaba.com.br/conteudo/2010/11/26/383860.jpg
  3. Inferior: http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=8&idnot=36149
Anúncios

10 comentários em “Rio de Janeiro, entre a Guerra e a Paz

  1. Belíssimas palavras, Ebrael, como sempre muito bem colocadas. E faço questão de deixar minha opinião sobre essa tomada do poder contra os bandidos.
    Infelizmente, sempre houve o descaso das autoridades em relação a esse problema intrínseco; no máximo, haviam empreitadas da polícia em morros, tiros, mortes (pior de tudo, morte de inocentes!), mas tudo sempre continuou na mesma, como se houvesse uma conivência de ambos os lados, um respeito mútuo entre os dois poderes, o oficial e o paralelo. O que me deixa triste é concluir que isso tudo está acontecendo em função da copa do mundo!!! Se tivéssemos um governo austero e preocupado a fazer justiça social no momento certo, isso já teria acontecido há muito tempo sem que o Rio de Janeiro, nossa cidade maravilhosa, tivesse chegado a esse patamar de vítima da violência.
    Seria cômico se não fosse sério mesmo, e enxergo bons olhos tudo o que está acontecendo, porém curioisíssimo para saber o resultado final!!! O que irão fazer com toda essa bandidalha que está “migrando” de polo em polo nas favelas? Haverá um confronto final???? Na minha opinião, o governo deveria construir um complexo penitenciário enorme num lugar bem afastado como, por exemplo, a Amazônia, e levar toda essa corja para lá cumprir sentença, trabalhando e produzindo em função da subsistência de seu dia-a-dia… será que a idéia é boa e, ao mesmo tempo, humanitária e cristã??? A violência não pode justificar outras formas de violência, a justiça do homem é controvertida e falha, como sempre e, para mim, uma empreitada desse naipe viria a cair num momento contundente como esse que atravessamos e, também, justificado pela “corrida” para as grandes obras para a “Operação Copa”. Subsídios para isso o governo federal tem, só nos resta esperar pela boa vontade e coerência dos nossos representantes. Um abração fraternal deste teu amigo.

    Curtir

    1. Osmar,
      Tenho que concordar com você: também acho que eles ficaram muito aplicados depois de ouvirem alguma ordem com vistas à Copa e aos Jogos Olímpicos de 2016.
      Mas, como tudo no Brasil tem que ter um pretexto, que não seja a defesa da Lei e sim do bolso e da vergonha na cara! Ainda assim, serão menos vagabundos em circulação!
      Sobre a prisão e o exílio, parece que já temos um bom presídio em Porto Velho. Bom se tivesse esse regime de trabalhos forçados, de preferência vestindo sainha rosa, como nos States!
      Abçs e fiquem você e Carmo com Deus!

      Curtir

  2. Como carioca e cidadã brasileira, eu confesso que nunca tinha visto tal atuação da polícia, minha dúvida é em como tudo isso vai acabar? Será que vai acabar?
    Não me surpreenderia caso houvesse, ainda que às escuras, um acordo de paz entre o governo e os bandidos, do tipo: para de fazer “baderna” que eu paro de mexer com vocês.
    Parece falta de credibilidade e de esperança? Sim… isso é o que há! Pois fica muito difícil de acreditar que está havendo um combate direto com a criminalidade.
    Sei que existem os direitos humanos e que a violêcia só gera a violência, mas apenas preder criminosos não resolverá o problema. Talvez seja mesmo necessário um banho de sangue para que os bandidos voltassem a temer a polícia. Claro, eles estão com medo também porque as forças armadas “entraram na jogada”, mas será que será sempre assim? Acredito que não, até porque isso seria voltar ao militarismo, então, logo que a “poeira abaixar”, acho que as coisas voltam ao normal, ou seja, não terá carro ou ônibus ou van queimadas nas ruas, mas o tráfico de drogas e de armas continuarão a existir…
    Eu lamento muito que as coisas estejam neste pé. Até porque eles podem até combater o crime e pacificar o Complexo do Alemão e a Vila Cruzeiro, mas se não acabar com esses bandidos, será que eles deixarão de ser bandidos para mudar de vida, ou será que invadirão outras favelas? Será que nossas cadeias de “segurança máxima” ou o risco de morte serão suficientes para inibir a ação dos bandidos e torná-los “da Lei”? Ou será que eles continuarão fazendo “bandidagens” da maneira acessível?
    Bem… acho que é esperar pra ver!
    O que eu e todo o povo carioca queremos é: PAZ, LIBERDADE E JUSTIÇA!
    Ótimo post!!!

    Curtir

    1. Barbbie,

      Também compartilho do seu receio de que tudo volte ao que era antes logo após o espetáculo acabar e os militares voltarem à caserna. Mas, como disse o Osmar, talvez até a Copa do Mundo o Rio tenha sido expurgado dessa escória. Parece que tô sendo radical?? A situação não me deixa outra opção, não uma opção mais prática…

      Você lembra do Massacre do Carandiru? Bem, eu lamentei muito que os policiais tenham sido tão truculentos (e continuam sendo, por seus perfis) e matado tantos inocentes que estavam entre os líderes de gangues internas do presídio. Mas, no fim das contas, aplaudi que todos os marginais piores tenham sido fuzilados lá dentro, depois de se exibirem em rebeliões audazes e desafiadoras. Depois daquele trágico dia, nunca mais o PCC menosprezou a Polícia paulista.

      Bjs e obrigado! Deus nos abençoe!

      Curtir

  3. Ebrael,

    Então lembremos que vergonha no ano passado um helicoptero ser receptado por tiros de bandidos, o mundo todo viu. O horror em frente a um dos Hoteis mais importantes do Rio que fica em S. Conrado, quando bandidos em motos e fortemente armados até entraram neste hotem para aterrorizar!

    Isso sem dizer tantas outras barbaries que o mundo tem visto instantaneamente.

    Seremos realmente capazes de ter uma Copa e Olimpíadas?! Que coragem dos turistas!!!

    Não acredito que o Governo consiga resolver em pouco tempo o que anos construiram erroneamente. Está instalado e oculto.

    Beijos

    Curtir

    1. Não sei mesmo se teremos condições de sediar os Jogos e a Copa, mas…qdo há vontade política td é possível…só espero q td não acabe em pizza e acordo de compadres! Qro ver eles na jaula, como fizeram com o Pablo Escobar na Colômbia e com o Guzman no Peru: JAULA!!
      Bjs e força, minha amiga!

      Curtir

  4. Nossa realmente tá complicada essa situação no Rio não é meu amigo…. confesso que ando ficando assustada com os telejornais , tenho uma sobrinha que mora em Niterói estamos preocupadas com a vinda dela pra casa (em Carmo, tb estado do Rio) porque realmente a situação tá melindrosa demais.
    Sabe não sei se podemos ou devemos culpar os governantes, a falha na educação que os pais vem dando aos filhos… o que posso dizer apenas é que é triste ver pessoas inocentes morrendo nas mãos de marginais e também de policiais.
    Se isso é uma guerra civil ou apenas descontrole da situação, o tempo dirá..e que não demore muito tempo para que se minimize essa questão.

    Beijo no coração meu amigo.
    Márcia Canêdo

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s