Código AUG, o código manuscrito mais eficiente que existe!


Para aqueles que, porventura, já tiverem lido o romance de Robert Graves, Eu, Claudius, Imperador, não deve ser muito difícil de lembrar das narrativas em que são contadas como o Imperador Augustus e sua esposa, a Imperatriz Lívia Augusta, roubavam o Império sem correr o risco de perderem a boa reputação. Na obra, tal código não é nomeado. Eu, durante o desenvolvimento do modelo, para meu próprio uso, batizei-o Código AUG, numa referência ao imperador Augustus.

Apaixonei-me, à primeira leitura, pela sofisticação do código, e todo seu método. Definitivamente, esse artigo será mais agradável aos amantes dos mistérios e da prática do secretismo, bem como àqueles que necessitam de um código relativamente simples de estruturar e utilizar em textos sigilosos e importantes.

Como diz o título, o código é todo manuscrito, e pode ser utilizado por qualquer um que tenha boa lida com cálculos de adição e subtração. Digo que ele é, virtualmente, indecifrável porque ele não trabalha com um padrão de substituição, interpolação, símbolos ou quaisquer desses métodos que os adolescentes usam para esconder segredos dos pais ou escrever um diário sem que outros possam ler sem autorização.

O Código tem um método que é dado a conhecer, mas não segue um padrão. O padrão é a chave a ser criada pelo utilizador, ou por dois ou mais emissores e receptores, para codificar e decodificar a mensagem. Logo, a letra “a” do começo de uma frase geralmente não terá o mesmo valor codificado que o “a” de outras partes da mesma frase.

É extremamente recomendável que a chave, que pode ser uma sequência numérica, uma frase ou até mesmo textos inteiros, seja mantida em sigilo absoluto e, se possível, inteiramente decorada.

Abaixo, disponibilizo um link para download do manual, para os amantes de códigos e para quem desejar testar um método de codificação praticamente indecifrável para o investigador e criptológo comuns.

 

Anúncios

6 comentários

  1. Saudações, irmão!

    Caraca! Muito bom trabalho.. Já li o “manuel” por inteiro (embora ele realmente não seja nada extenso 🙂 Mas vem cá… Vc o extraiu, totalmente, só daquele livro mesmo que indiscate? Não houve mesmo nenhuma outra fonte de consulta? Se não me falha a memória (não creio que exatamente o mesmo método) porém, um bastante parecido existe atribuído ao meu xará (o Sr. Da Vinci). Enfim.. Meu parabéns pelo ótimo trabalho! Esse tipo de tema igualmente sempre me atrai por demais.

    P.S – Se é que algo do gênero já não existe (não achas também que um simples software, bem programado) agilizaria em 90% os processos tanto de codificação e decodificação, ficando ao “autor” e “receptor” uma ‘preocupação’ muito menos ‘pesada’ somente com a tal MK?

    Forte Abraço!
    LJ.

    Curtir

    1. Bom dia, Leonardo!

      Bem, realmente não conheço se Da Vinci compôs um código parecido. Eu, de minha parte, pra não parecer um larápio kkkk deixo bem claro que não desenvolvi essa versão por minha própria criação, e cito a fonte.

      Acredite: eu já pensei em fazer um software, mas não conheço um bom programador pra criá-lo…até porque hoje o que vale é o dinheiro, a parte comercial, e isso seria algo bem restrito e pouco rentável. Mas sim, já pensei nisso…

      E também tem outra coisa. O ideal, como nos tempos de Da Vinci, é que cada utilizador aprenda o método e guarde-o na “caixola” junto com suas chaves, de modo exclusivo. Sabemos que, estimulando a criação de um software, estaríamos estimulando que se criem mecanismos de os “vigilantes da civilização” manterem o controle sobre os utilizadores e programas para lhes invadir a privacidade.

      Abçs!

      Curtir

  2. Ebrael, meu amigo de data nesse mundo virtual, adorei essa matéria!
    Como sempre você com o don nato entre linhas e pont0s, grande pensador que tu és, é que te faz trilhar sobre a sede do conhecimento, isso é uma dádiva quando a pessoa consegue caminhar sobre sobriedade, que desvia do enfado, bom,,,, quero te agradecer pela visita, e pelos pontos ressaltados na mmatérinha lá no amigo de Cristo da Igrejinha hihihihi, querido Ebrael, que Deus possas sempre estar tecendo em sua vida as concretizações de seus sonhos, e te abençoando grandemente nesse 2011 assim como a toda a sua família, no amor daquele que me chama pela sua graça Jesus, um grande abraço de seu amigo Falbo!
    Feliz 2011!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

    1. Pois então, Falbo, longa data, né?

      Os amigos “sóbrios” e que se esforçam pelo comedimento e pela Fé no que é Bom e Reto continuam sempre em contato. Saí do DiHiTT, mas procurei trazer e procurar os melhores contatos de lá para o Facebook, que para mim é rede bem mais ampla e funcional (milhões de vzs mais kkkk).
      Desejo que tua missão como pregador do Evangelho do Bem, do Amor e da Paz, seja fortalecida pelas bênçãos do Senhor e tua perseverança e esperança por dias melhores para nossa humanidade!!

      Que o Amor e Misericórdia (Chesed) do Todo-Poderoso (Shaddai) esteja sempre, no Coração de Deus (Lav-Adonai), acima de sua Ira (Ebrah-El).

      Grande abraço e meus melhores votos pra vc e sua família!

      Ebrael Shaddai.

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s