Amor ou Posse?


O nosso «amor pelo próximo» não será o desejo imperioso de uma nova propriedade? E não sucede o mesmo com o nosso amor pela ciênica, pela verdade? E, mais geralmente, com todos os desejos de novidade? Cansamo-nos pouco a pouco do antigo, do que possuímos com certeza, temos ainda necessidade de estender as mãos; mesmo a mais bela paisagem, quando vivemos diante dela mais de três meses, deixa de nos poder agradar, qualquer margem distante nos atrai mais: geralmente uma posse reduz-se com o uso. O prazer que tiramos a nós próprios procura manter-se, transformando sempre qualquer nova coisa em nós próprios; é precisamente a isso que se chama possuir.

Cansar-se de uma posse é cansar-se de si próprio. (Pode-se também sofrer com o excesso; à necessidade de deitar fora, pode assim atribuir-se o nome lisonjeiro de «amor). Quando vemos sofrer uma pessoa aproveitamos de bom grado essa ocasião que se oferece de nos apoderarmos dela; é o que faz o homem caridoso, o indivíduo complacente; chama também «amor» a este desejo de uma nova posse que despertou na sua alma e tem prazer nisso como diante do apelo de uma nova conquista. Mas é o amor de sexo para sexo que se revela mais nitidamente como um desejo de posse: aquele que ama quer ser possuidor exclusivo da pessoa que deseja, quer ter um poder absoluto tanto sobre a sua alma como sobre o seu corpo, quer ser amado unicamente, instalar-se e reinar na outra alma como o mais alto e o mais desejável.

Friedrich Nietzsche, in ‘A Gaia Ciência’

Anúncios

6 thoughts on “Amor ou Posse?

    1. O Amor está acima de tudo, ainda que pensemos que as coisas conspiram pelo ódio! Tudo é Amor, pois tudo é vivo!
      Abção!

      Curtir

  1. Infelizmente, amor e posse, algumas vezes estão doentiamente atrelados.
    Contudo, podemos amar o próximo sem fazer do ato uma posse.

    Bjs

    Curtir

  2. Nestrah, amar é bem-querer, posse é paixão. Os dois unidos e conjugados proporcionam a segurança e a coesão necessários para que o bem-querer não nos faça ser subservientes e a posse procura nos garantir que a alma e corpo que comungamos na cama e na vida diária esteja conosco nas tempestades da vida. Só quem consegue viver de forma autosuficiente, como os antos, não necessitam possuir ninguém, já que são estáveis em si mesmos.

    Com certeza, não há como não haver algum nível de apego! N[os todos que o digamos!

    Bjs em vc!

    Curtir

  3. Sim, amor e paixão têm de andar juntos. Triste é pensar que a paixão tende a amainar com o passar dos anos…A menos que vivamosuma vida itinerante, cheia de aventuras e estimulante, ao mesmo tempo que mantenhamos a coesão e segurança (fidelidade absoluta), a paixão tende ou destruirnos ou ser motivo de rompimento.

    Mas, claro, a Paixão é a semente que frutificará no Amor!

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close