Recomendo: Livro contra Violência Doméstica


Atendendo a uma solicitação de apoio de minha amiga virtual Maria de Fátima Jacinto, escritora e “uma mulher na luta contra a Violência“, como ela mesma se intitula, com conhecimento de causa, resolvi promover esse E-book escrito por ela. A violência contra a mulher parece ter passado para a categoria de mazelas sociais superadas no Brasil, até mesmo se comparadas com a situação da mulher em outros partes do planeta (como a África e Oriente Médio). Mas, não podemos esquecer que  Brasil continua deficiente em educação e cultura, e onde não há esses dois alicerces, não há progresso e melhorias significativas.

Recomendo a aquisição desse livro valioso para todo cidadão consciente de suas responsabilidades sociais, clicando na imagem abaixo ou aqui. Abaixo uma breve descrição da obra:

E-book "Violência Doméstica - Ferida silenciosa na alma da Mulher"
Ilustração do E-book

É um e-book direcionado à mulher que é vitima, e muitas vezes não sabe o que está acontecendo em sua casa. Nesse e-book, descrevo vários perfis de agressores, assim como de vitimas.

Discuto também sobre o problema da denuncia, e a forma como muitas vezes a vitima é tratada.

A vergonha, o medo, a dor do julgamento, a anulação perante os filhos, a família que não dá apoio, a sociedade que fecha seus olhos diante de tudo isso abre uma ferida em nossa alma que jamais cicatrizará por completo.

Minha intenção é a de que possamos passar, à nova geração de mulheres, conhecimento suficiente para que elas possam ter relações mais saudáveis e completas, com famílias mais estruturadas.

É um e-book direcionado às mulheres vitimas, a juízes das Varas da mulher, advogados, médicos, enfim, a todos que lidam diretamente com o grave problema da violência doméstica.

Anúncios

4 Replies to “Recomendo: Livro contra Violência Doméstica”

  1. Querido amigo solidário, eu agradeço tambem por compartilhar este livro.

    Eu que sofri violencia, especialmente a psicologica, digo que ler um livro é sempre terrível, sabe por que?! Porque parece que estamos lendo o que passa ou passou em nossas vidas e perguntamos: como ?! como deixei acontecer? como nao percebi antes? como a escritora sabe o que aconteceu/acontece comigo? etc…

    Eu penso que livros que abordam este assunto tinham que ser dados às mulheres recem-casadas. Pois nenhuma sabe, de fato, com quem vai compartilhar uma vida. Se, de repente, aparecer mais de um “sintoma”, que a leitura sirva de advertência e se “salve” enquanto é cedo.

    Beijos

    Curtir

  2. É verdade. Me sinto só na minha cosnciência. Depois de tantos anos em situação de violência só consegui ver que meu relacionamento era tão violenta quando, fugida. terminei meu casamento. Sai destrida e agora,depois de três anos, é que começa a perceber o que passei. Ler sobre nos da a certeza que fomos mais uma vítima. A sensação não é boa. Mas, o processo, libertador.

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s