Como se não bastasse a péssima qualidade da maioria dos cursos superiores no Brasil, a intenção de extinguir a prova para admissão na OAB, a evidente falta de preparo da maioria dos médicos e enfermeiros recém-formados e a censura prévia aos psicólogos em matérias morais, agora os governantes brasileiros, com a conivência de parlamentares, querem nivelar os alunos dos ensinos fundamental e médio por baixo. Sim – por baixo -, pois em Santa Catarina a Secretaria Estadual de Educação aprova automaticamente TODOS OS ALUNOS.

A alegação, estúpida por sinal, é de uma desfaçatez inominável. A Secretaria de Educação justifica tal medida dizendo que visa liberar vagas para os alunos mais novos, que chegam aos milhares todos os anos para desfrutar de um de seus mais sagrados direitos humanos – o Direito a uma educação integral e suficiente para o seu desenvolvimento. Contraditória, no entanto, é a justificativa em si. O Governo nem dá educação suficiente, com salas de aula em estado precário, professores mal formados (com perfil docente deformado), nem abre vagas suficientes.

Se a população escolar aumenta, o número de escolas e salas de aula devem aumentar sem prejudicar os alunos. Se alunos não obtém rendimento satisfatório, vários fatores entram como causadores dessa situação alarmante: professores mal pagos e despreparados, salas de aula caindo aos pedaços, pais que não são integrados à comunidade escolar por incompetência das pedagogas, grade curricular deficiente. Mas, o Governo prefere não enfrentar tais desafios, demonstrando toda a sua mediocridade e desprezo por suas atribuições, e simplesmente empurra a juventude para a vagabundagem, a mediocridade, o analfabetismo funcional e falta de disciplina.

Não bastasse adotarem cartilhas do MEC que afirmam que vícios de linguagem e erros de concordância elementares são expressões da cultura nacional, que propagam a obscenidade a crianças de 6 anos em aulas de sexo descritivo (como as que preconizam o kit-gay, ainda não enterrado), agora também seguem os “parâmetros” para o emburrecimento da população. Claro: alguém têm dúvidas que tais “parâmetros” são instruções estratégicas do governo Petralha para a futura submissão da população às esmolas vindas do Governo aos “cães” famigerados do povo??

.

Reprodução da matéria de Moacir Pereira em seu blog, 26/12/2012:

“Prezado Moacir,

Aproveito esta carta para fazer uma denúncia em relação à SED, visto que hoje o Diretor da minha escola, comunicou-nos de que todos os alunos das 7 séries do Ensino Fundamental estariam aprovados. Tal comunicado é decorrente de um e-mail enviado aos diretores de escolas no dia 23/12 (sexta-feira), ao final da tarde, comunicando que as escolas deveriam aprovar automaticamente todos os alunos das referidas séries. Já basta que este ano foram aprovados automaticamente os alunos das 5ª séries, 6ª séries e AGORA os da 7ªs. Eu estou revoltadíssima com toda esta situação, estão perpetrando verdadeiras atrocidades na Educação de Santa Catarina, e ninguém está fazendo nada !!!

Peço ajuda aos meios de comunicação para Denunciarem estas barbaridades em relação ao ensino em Santa Catarina.
Atenciosamente,

Professora Rogeana Seberino- E.E.B.Gov. Celso Ramos – Blumenau.”

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/moacirpereira/2011/12/26/absurdo-aprovacao-automatica/?topo=67,2,18,,,67

***

.

P.S.:De que adianta esses amadores lotados nas Secretarias de Falta de Educação alegarem que a “progressão continuada” (como é chamado tal sistema) evita a evasão escolar se a grade curricular é insuficiente, os professores são despreparados, o tempo das aulas é reduzido (quando deveria ser integral)?? De que adianta aprovar alunos se eles saem indisciplinados, incapazes intelectualmente e sem aprenderem o suficiente? Há alunos cujos ambientes familiares favorecem o autodidatismo. Mas, e aquelas crianças em situação familiar desfavorável, com pais relapsos e desinteressados?

Percebe-se que a aprovação automática nas escolas serve apenas à imagem de sepulcro caiado dos Governos Federal e estaduais, que se preocupam mais em fazer propaganda de número fictícios “para inglês ver” do que com a adequada capacitação dos jovens brasileiros.

Este ano esse crime deve se repetir em todas as escolas da rede estadual de educação de SC. Algum advogado, jurista ou outro profissional que possa ceder um pouco de seu tempo para nos orientar como podemos combater esse desatino??

.

Links relacionados:

Anúncios

Um comentário em “Aprovação automática de alunos revolta pais catarinenses

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s