“Direitos Sexuais das Crianças”? Promoção da Pedofilia, isso sim!


Abaixo, cartazes de divulgação de eventos relacionados à discussão sobre os “Direitos Sexuais das Crianças” e do Adolescente, promovidas por entidas públicas e organismos (anti-) sociais. Sinceramente, eu não sabia que existiam já, de forma tão explícita, discussões sobre tais “direitos”. Pensava eu, em minha ingenuidade, que crianças tinham direito a uma educação de qualidade, à alimentação, a ter pais e mães que os acompanhem e eduquem com base em valores morais sólidos, à proteção…

No entanto, o que podemos constatar é que todas as iniciativas de Governos esquerdalhas (como o do PT) e de pseudodemocratas (PSDB) incentivam a marginalidade (ao dar estímulo à delinquência com a blindagem do Estatuto da Criança e do Adolescente), promovem a prostituição infantil (ao rebaixar a idade de consentimento sexual para 14 – e logo -, para 12 anos), instituiram a aprovação automática – e não mais por mérito escolar – dos alunos da rede pública de ensino, etc.

Agora, estão a discutindo a “melhor” maneira de garantir “direitos sexuais” aos incapazes e vulneráveis! Sexo é ato procriativo, que se torna natural somente ao passo que naturalmente amadurece a capacidade de discernimento do jovem, e que tende a ter seu ápice na aquisição de responsabilidade mediante o casamento. Mas, nem senso de responsabilidade fazem nascer nos adolescentes (a não ser um automatismo politicamente correto, manipulado) nem propiciam o amadurecimento psicológico às crianças para que possam se desenvolver de forma equilibrada em direção à sua realização como pessoas humanas.

Leia isso: ONU estuda estender “Direitos Sexuais” inclusive a crianças de 10 anos. Não é isso que já Luiz Mott, Jean Wyllys e militância gayzista propõem em seus seminários LGBT’s??

Para provar que a agenda gayzista vem direto da ONU, aqui a prova de que no Brasil segue-se o cronograma acima apontado: http://www.childhood.org.br/direitos-sexuais-da-crianca-e-do-adolescente-serao-discutidos-no-rio-de-janeiro.

Anúncios

12 comentários

  1. Fiquei de queixo caído…. Simplesmente não vejo como ter um filho neste mundo de hoje em dia… Como dar à luz um filho para que cresça e mais tarde seja bombardeado com um monte de coisas dessas?? Quantos “direitos” sem sentido. Sinceramente, não sei o que fazer…

    Curtir

  2. Como é que se pode pretender garantir direitos sexuais de “incapazes” e “vulneráveis”. Ensinando-lhes o que é o sexo? Essa questão não é para outra fase da vida, a adolescência? Sinceramente, não sei onde isso vai parar, principalmente se a sociedade continuar inerte, passiva, omissa. No meu blog, o Dando Pitacos, sempre defendi a liberdade de opção sexual, sempre sustentei que homens e mulheres, ADULTOS, têm o direito de escolher seus parceiros, mas envolver crianças neste tipo de discussão é um absurdo!

    Curtir

    1. Pois então, Carlos! Eu também sempre defendi que todos devem ser livres para decidir o que fazer de sua vida, inclusive sexual, desde que sejam maiores de idade. Enquanto menores, esses não têm direitos que não devam ser avalizados pelos pais. Embora eu seja contrário à prática homossexual, eu defendo sim que as pessoas possam decidir, desde que não obriguem todos à tácita aceitação de suas condutas.

      Acredite: na luta gayzista, não há apenas a intenção de garantir direitos, pois estes eles já os têm. Há sim, sob o discurso coitadista e vitimista, a intenção de redefinir a sociedade com base na libertinagem sexual. Sabem eles que, soltos os demônios da libertinagem e dos vícios incontinentes, toda a capacidade de julgamento moral – e mesmo de oposição – é demolida pelo posicionamento politicamente correto, baseado na falsa interpretação da palavra liberdade.

      Chocar e distorcer! Quebrar tabus, antes necessários para a consrvação da civilização, destruir a Religião e a Moral – é isso que querem os gayzistas que defendem essas e outras aberrações!

      Assista a esse vídeo e você saberá que o fundo desse poço não está aqui na Terra, mas no Inferno:

      Curtir

    1. Carlos, infelizmente, ainda não encontrei um formato do meu gosto para exposição de meus parceiros de blog. Mas, com satisfação, estou inserindo o link de seu blog na seção “Recomendo” na barra lateral do Dies Irae. Na dúvida, passa ali; ao menos, saberás que também o elegi e o recomendo!

      Um abraço de seu novo companheiro de Blogosfera!

      In Corde Iesu, 😀

      Ebrael.

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s