Eu estava procurando aliviar a metralhadora, já que meu blog não serve (nem deve) somente para ajudar a desmascarar esses gayzistas totalitários travestidos de coitadinhos indefesos, que fraudam estatísticas e procuram isolar a população do debate honesto, bem como aprovar suas propostas infames na base de decretos no STF. Óbvio: querem atropelar a tudo e a todos, porque não são afeitos à democracia. Sim, são perfeitos amantes da tática fascista-nazista.

Mas, isso acontece no Brasil apenas, como descrevi acima? Não! Lá fora, a coisa tá pior! Abaixo, uma notícia que reproduzi na íntegra do blog do Orlando Braga, adaptando algumas palavras. Não gosto de repostar notícias, mas essa achei que vale a pena:

***

“Obama prepara uma nova diretriz legislativa para os funcionários públicos americanos, através da qual o silêncio dos funcionários públicos em relação ao estilo de vida dos homossexuais será automaticamente classificada como “desaprovação”.

Segundo Obama, não basta que um funcionário público se abstenha de criticar a sodomia e o estilo de vida dos invertidos: pelo contrário, essa abstenção de crítica será entendida, pela nova lei a preparar por Obama, como um sinal de desaprovação. Por isso, os funcionários públicos terão que apoiar publicamente a sodomia, caso contrário poderão sofrer represálias que podem incluir o congelamento da carreira na função pública.

A nova norma homófila está expressa neste documento oficial da administração de Obama, em PDF, em que se diz, preto no branco:

“DON’T judge or remain silent. Silence will be interpreted as disapproval.””

(Fonte: blog Espectivas)

***

Vê-se que os gayzistas não se contentam mais com a covardia das pessoas nem somente com a intimidação aberta. Querem também – e eu já falava isso há algum tempo -, a aceitação forçada, o apoio compulsório da sociedade ao comportamento homossexual, mesmo sendo ele promíscuo e imoral.

Claro: isso tem o objetivo claro de isolar os conservadores e a Igreja, passando a imagem de que a  mesma já não encontra respaldo entre os fiéis. Mas, o que é mais grave e aviltante é a chantagem moral, sob diversos aspectos (filosófico, trabalhista, etc.) incutido nesse pacote de arbitrariedades contra o cidadão.

Aqui, já preparam pacotes como esse, como o que fora suspenso pelo governo do DF apenas pelo heroísmo de alguns, quando entraria em vigor. A coisa vai ficar pior, e as pessoas não acreditam…

Anúncios

8 comentários em “Obama: “Silêncio será considerado desaprovação (contra gays)”

  1. Verdadeiramente nós não estamos errados, quando chamamos essa assolação de ditadura gayzista.
    Levando em conta que o Brasil adora imitar os EUA, não duvido que demore muito essa ser ser aprovada, tão logo seja proposta, por aqui…
    Esse Obama está levando uma nação outrora cristã a elevar cheiro desagradável a Deus, o fim desse anticristo vai ser triste.
    Que Deus faça a justiça.

    Curtir

    1. Tal agenda gayzista é coordenada desde fora, vem pronta da ONU. O Obama é apenas uma agente, um ponta-de-lança, que tá fazendo bem seu “trabalhinho”… A Deus pertence a vingança, por tudo que se faz hoje para a destruição da civilização Ocidental.

      Compartilhe, obrigado pela presença! 😀

      Curtir

  2. São avanços do gayzismo.
    Já não basta proibir e calar toda crítica e manifestação desfavorável (que gayzistas espertamente rotulam de “preconceito”, “homofobia”, “hate speech”, “discurso de ódio”) e perseguir quem ouse emitir tais desacatos à agenda gay.
    Agora as pessoas já são obrigadas a ELOGIAR o invertismo, aprová-lo em voz alta, bater palmas, achar lindo.
    Depois juram que não há ditadura gay, que isso é coisa de “homofóbicos”, “fanáticos religiosos”, etc.

    Curtir

    1. Eu não sei se rio na cara ou se sinto pena desses que juram que não vêem agenda ditatorial gayzista…mas, no fundo, burro gosta de comer capim. Ao menos, eles acham que são felizes assim. Mas, nós sabemos que eles não são burros, apenas estão inebriados em meio a uma névoa de alucinações e ilusões. Seus pais ou professores não lhes mostraram os pilares da Razão e do que seja Natural de verdade.

      Vamos fortalecer o coro, quem sabe um dia ouçam e acordem, quiçá não seja tarde demais! 😀

      Curtir

  3. Obama é o mais radical presidente da história dos EUA. Se não fosse negro, jamais seria eleito. E a mídia brasileira o tem como um santo. Isso é um absurdo. Esse monstro devia sair da casa branca direro pra prisão.

    Curtir

    1. Ele ir pra cadeia? É mais fácil ele enjaular toda a população e transformar os EUA no maior presídio do Sistema Solar, assim como Israel fez com os palestinos. Ele tem poder absoluto: pode prender, deportar e matar qualquer cidadão que ele considera como “extremista” ou “terrorista”.

      Lembremos que há algumas semanas ele declarou que integrantes de movimentos Pró-Vida, que lutam contra o aborto, são “fundamentalistas perigosos”, que ameaçam os “direitos” das mulheres (especialmente o direito de assassinar seus filhos até os 9 meses de gestação).

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s