A Marcha das Vadias em Guarulhos, em 2013, foi um fiasco!


Ainda bem, não é mesmo? A manifestação (arruaça), também conhecida como Marcha das Vadias, planejada pelas baderneiras feministas do FEMEN,  para acontecer neste último sábado, 08/06, em frente à Catedral de Guarulhos/SP,  fora um desastre. Vejamos os motivos (felizes):

  1. Se haviam 30 vadias desocupadas, sem roupa para lavar em casa, era muito. Esperava-se uma súcia de umas 500 desmamicadas. Isso segundo testemunhas e fiéis presentes;
  2. A Polícia Militar cumpriu, exemplarmente, seu dever de garantir a ordem pública, proteger os locais de culto públicos (segundo o que reza o art. 208 do Código Penal) e impedir atentados violentos ao pudor (elas sempre tiram as camisetas e ficam com aqueles peitos caídos de fora, o que é uma agressão visual bem pior);
  3. Os católicos da cidade e região, mobilizados pelo Pároco da Catedral da cidade, por grupos de fiéis na internet e por muitos blogues, compareceram à Catedral para a celebração da Imaculada Conceição (primeiro sábado de cada mês) e formaram, de joelhos e com rosários em mãos, uma corrente humana para proteger a entrada da Catedral contra eventuais tentativas de invasão (sim, pois elas são invasoras fora-da-lei) e profanação do Altar.

Abaixo, as fotos que mostraram que nem todos os católicos são frouxos. Fiquem alertas, pois somos 70% dessa população, e vocês são uma minoria insignificante, composta de capachos do Governo Petralha, parasitas do dinheirinho da ONU e de outras máfias e fundações.

.

Pergunto-me: como esse movimento ainda não fora dissolvido pela Justiça aqui do Brasil? Liberdade de expressão todos devem ter, mas sempre dentro de limites legais no que respeita à ordem pública, à moral (sem nudismos imbecis), à propriedade privada (a Igreja é uma pessoa jurídica de direito privado) e à liberdade de culto.

Como sabemos, esses movimentos esquerdistas são reconhecidamente reincidentes na transgressão de todos esses limites legais citados acima. Por que a sociedade civil não se organiza para impugnar a existência dessas organizações parasitas do dinheiro público?? Sim, porque, além de dinheiro de fundações internacionais, elas com certeza conseguem uma grana pública.

Precisam colocar aqueles peitos de fora? Esquecem-se que é contravenção penal? Por quê ainda são toleradas? Conseguirão mais respeito para as mulheres dessa forma, autointitulando-se orgulhosamente como “vadias”, promovendo o assassinato de crianças nos ventres das mulheres em prol de sua sanha por putaria ilimitada e irresponsável?

O que mais espanta na neurose contagiosa dessas retardadas é que elas ainda se irritaram pelo fato de o Pároco da Catedral ter pedido para que a Polícia cumprisse a Lei (prevenir a invasão de local de culto protegido pelo Código Penal e atentados ao pudor). Isso é doença mental, loucura: querer ter o direito de se revoltar contra o cumprimento da Lei, transgredí-la e ainda fazerem-se de vítimas ao serem punidas por isso.

E ainda vêm com aquela mesma lenga-lenga de “Estado laico”. O Estado é laico, mas tem o dever de proteger a opção religiosa de todos os cidadãos, ou nós não somos mais cidadãos?? Serão apenas cidadãos os ateístas e imorais que estão no Governo, bem como os sustentados por ele (com o dinheiro do povo religioso)??

É esse o coitadismo reinante também no movimento Gayzista e entre os guerrilheiros esquerdistas (como a Dilma Rousseff, José Genoíno e outros meliantes e bandidos) que se declaram “vítimas de bárbaras torturas”.

Anúncios

4 comentários em “A Marcha das Vadias em Guarulhos, em 2013, foi um fiasco!

  1. Fica até difícil saber por onde começar esse comentário….
    Antes de tudo a marcha das vadias não é organizada pelo FEMEN, é um movimento organizado por um coletivo de mulheres feministas e que tem seus motivos muito bem explicados aqui (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=163079297204161&set=pb.129725723872852.-2207520000.1370976514.&type=3&theater).
    Pelas suas colocações creio que você sabe nada a respeito do movimento.
    A partir daí posso começar dizendo que seu texto é de uma ignorância e machismo sem tamanho.

    “Se haviam 30 vadias desocupadas, sem roupa para lavar em casa, era muito.”
    Antes de tudo é incrivelmente absurdo dizer que pessoas que dedicam seu tempo para manifestar-se em favor do que acreditam são desocupadas. Você mesmo dedicou seu tempo para ‘proteger o solo sagrado’ da sua igreja, não? Estava sem roupa pra lavar em casa?
    Além disso essa associação de mulheres a afazeres domésticos é reducionista e extremamente machista. Esse tipo de colocação reafirma as razões dessa manifestação. MANIFESTAÇÃO, e não arruaça como insistem dizer conformistas, conservadores e afins.

    “A Polícia Militar cumpriu, exemplarmente, seu dever de garantir a ordem pública, proteger os locais de culto públicos (…) e impedir atentados violentos ao pudor (elas sempre tiram as camisetas e ficam com aqueles peitos caídos de fora, o que é uma agressão visual bem pior);
    Antes de tudo a polícia militar agiu com violência, agredindo fisicamente uma manifestante que não apresentava nenhuma ameaça à ordem pública. Além disso deixar o peito à mostra não é atentado violento ao pudor, vide a quantidade de homens que andam sem camisa diariamente em dias quentes. Já era ruim o bastante, mas você resolveu piorar quando disse que elas ficam com os peitos caídos de fora. Essa marcha vem justamente para questionar essa imposição estética, a ditadura da beleza. Seios a mostra são muito bem vindos, desde que se enquadrem num padrão pré-estabelecido pela mídia e agradem aos homens que se julgam os reis dessa sociedade escrota e acham que podem impor às mulheres o que fazer ou não com seu corpo. Corpo esse que não é nada além de um corpo, ‘propriedade’ da mulher e não um objeto sexual a disposição de quem bem entender.

    Pra não ser ofensiva vou apenas dizer que a corrente feita em frente a igreja foi patética, uma vez que não havia (e nem nunca houve) a intenção de invadir esse famigerado ‘solo sagrado’. A calçada, no entanto, é pública e pode ser ocupada por qualquer cidadão. Da mesma forma que vocês utilizaram esse espaço para ajoelhar-se as manifestantes utilizaram para se reunir e manifestar-se de forma PACÍFICA por seus direitos.

    Não há uma linha de seu texto que não seja extremamente ignorante mas esse comentário já esta ficando muito grande, então vou me atentar apenas às aberrações.

    “Conseguirão mais respeito para as mulheres dessa forma, autointitulando-se orgulhosamente como “vadias”, promovendo o assassinato de crianças nos ventres das mulheres em prol de sua sanha por putaria ilimitada e irresponsável?”
    Já enviei ali em cima o motivo do nome da marcha, mas reafirmo: se a palavra ‘vadia’ é utilizada para se referir a mulheres livres e donas de si, que brigam por seu direito de escolha então a resposta é SIM, conseguirão mais respeito dessa forma. A questão do assassinato de crianças é mais uma ignorância. A ciência comprova que antes de 12 semanas de gestação o feto é apenas um amontoado de células. Se seu deus pensa diferente as mulheres que acreditam nele que optem por não abortar. Simples assim. A descriminalização do aborto não o torna obrigatório, apenas o torna legal e seguro para que a mulher possa decidir. E é ela quem vai decidir. ELA, a dona do corpo, baseada em suas crenças e motivações.
    “em prol de sua sanha por putaria ilimitada e irresponsável”
    Acho que essa imagem responde bem a esse trecho.

    “O Estado é laico, mas tem o dever de proteger a opção religiosa de todos os cidadãos, ou nós não somos mais cidadãos?? Serão apenas cidadãos os ateístas e imorais que estão no Governo, bem como os sustentados por ele (com o dinheiro do povo religioso)??”
    Essa frase é totalmente contraditória. O estado é laico, isso significa (ou pelo menos deveria significar) que nenhuma decisão pólitica deve ser tomada em função de crenças religiosas. NENHUMA. Quanto à manifestação de sua fé, o cidadão é livre ara acreditar e defender o que bem entender. TODOS OS CIDADÃOS. Seu direito enquanto cristão não é maior do que meu direito enquanto mulher e feminista, ou do que os direitos de um casal homossexual ou um cidadão ateu.
    A associação de ateístas com imorais é mais uma de suas aberrações. Uma definição não tem absolutamente nada a ver com a outra. Poderia citar aqui uma lista de cristãos fervorosos absolutamente imorais, e de ateus extremamente comprometidos com causas sociais, por exemplo.

    Pode ser que toda essa ignorância seja fruto de uma fé cega e falta de senso crítico (se tá na bíblia eu acredito), mas vou considerar que é apenas falta de informação e sugerir que antes de escrever essas atrocidades você leia mais e entenda o contexto social e político em que estão inseridas manifestações como essa.

    Curtir

    1. A Marcha das Vadias não é presidida diretamente pelo FEMEN, mas recebe dinheiro das mesma fontes internacionais. Experimente pedir uma prestação de contas a elas. Mesmas fontes, mesmos orientadores (patrões ideológicos).

      A diferença entre uma manifestação pública “ilegal” (pois reincide em contravenção penal – atentado violento ao pudor e ultraje a local público de culto) e culto público em local RESTRITO é clara. A primeira visa fazer propaganda política (é isso mesmo!); o segundo não visa convencer ninguém de nada, apenas defender um simples local HISTÓRICO, além de religioso do vandalismo e do ultraje.

      A manifestação em si é que é, realmente, uma imposição estética crítica de uma MINORIA, enquanto o que você chama mesmo de imposição estética é aceita não tacitamente, mas conscientemente pela maioria das mulheres (mesmo as mais moderninhas). E, ainda assim, você está errada: tanto é contravenção penal sim que você não conseguirá entrar num ônibus com o PEITO DE FORA. A Lei é essa, e não é sua visão particular que vai mudar a legislação. Nem você nem o barulho neurótico de suas companheiras DESOCUPADAS. E mais: a Polícia ali agiu com energia proporcional. Vocês SABEM MUITO BEM que ficar com peito pendurado para fora da camisa é CONTRAVENÇÃO PENAL. Ação exemplar da Polícia; já basta que no ano passado vocês quisessem invadir uma igreja no Rio de Janeiro com peitos de fora (infringindo o art. 208 do Código Penal).

      Quando você diz que não havia intenção de invadir a Igreja, você esquece do fato que lembrei no final do parágrafo anterior. Não tem memória, não garota?? Ou é cara-de-pau mesmo? Reveja:

      Você arrota:

      A ciência comprova que antes de 12 semanas de gestação o feto é apenas um amontoado de células.

      Tem como provar? Que ciência é essa que você cita que prova essa asneira? Isso aí é coisa de asno! Ao contrário, isso aqui é que é ciência:

      Há quem defenda, no entanto, que a vida só começa na 3ª semana de gravidez – porque, até ali, o embrião ainda pode se dividir, dando origem a dois ou mais gêmeos. Existe ainda a corrente dos que afirmam que o feto só se transforma numa pessoa quando começa a produzir ondas cerebrais semelhantes às de um ser humano “pronto” – 8ª semana para uns, 20ª para outros. E, por fim, há os que apontam para a 24ª semana de gestação, quando os pulmões do feto já estão formados. Para quem acredita nessa tese, é só nesse momento que o futuro bebê adquire condições de sobreviver fora do útero.

      Diante de tantas possibilidades, alguns pensadores preferem abordar a questão por outro ângulo: o essencial não seria descobrir quando a vida começa, mas determinar se todos os estágios da existência humana devem ser igualmente valorizados. “Ao nascer, a criança não fala, não anda e carece de diversas características que só vai ganhar mais tarde. Mas nem por isso negamos a ela a mesma dignidade de um adulto”, diz Dalton Luiz de Paula Ramos, professor titular de bioética da Unifesp. “Portanto, temos de reconhecer que a vida intrauterina tem o mesmo valor, embora faltem ao feto vários traços que ele irá adquirir depois”.

      Mesmo quando nasce, o bebê não pode ser considerado um ser humano completo, vindo a se completar em suas funções biológicas e cognitivas somente na idade adulta. Como você pode determinar que os amontoados de células não estão para o feto maduro como o bebê recém-nascido está para o ser humano adulto?? Todos têm o DNA humano, são humanos desde o início do desenvolvimento embrionário. O feto não é prolongamento do corpo da mãe, portanto ela não tem direito a nada, a não ser a responsabilidade biológica que recebe ela mesma ao nascer: SER MÃE. Na verdade, não é o feto que depende do corpo da mãe, mas é este cujo metabolismo é regulado segundo o desenvolvimento do bebê.

      Você não entende o que é laicidade do Estado. O fato de o Estado ser laico não o torna ateu, pois o Ateísmo também é um atitude religiosa, embora seja contra a religião. Ele simplesmente não pode negligenciar a voz do povo religioso, pois é isso que a democracia representativa exige: que todos, sob argumentos religioso ou não, sejam ouvidos e contemplados, desde que tais argumentos influenciem culturalmente nos costumes e ordem social vigentes. A palavra “laico” vem do latim laicus, que quer dizer “leigo”. Ser leigo é ser alguém que não privilegia um grupo ou religião. Não privilegiar grupo algum não significar desabonar algum grupo. Vocês não sabem mesmo o que é democracia, Se sabem, então, conscientemente, a violentam.

      Você tem razão: a palavra certa a associar com imorais não é exatamente ateístas, mas neo-ateístas ou laicistas radicais. Se você quiser se dispor a pesquisar tais definições em fontes minimamente neutras, é algo que recomendo. Essa é a única errata que faço ao texto do post, que você lê como qualquer outra revoltadinha feroz.

      Garota, eu tenho bastante senso crítico. Vivi anos em meio a movimentos de esquerda (durante 5 anos marchei com movimentos estudantis ao lado de militantes do PSTU, chegando a me filiar) e movimentos sociais. Todos conspiradores, traiçoeiros e extremamente INTOLERANTES com movimentos que lhes oponham e para com qualquer um dentro dos movimentos que lhes façam frente ou lhes ponha objeção. São totalitários, arbitrários e violentos. Sei muito bem do que falo. Feministas e gayzistas (militantes LGBTs) são todos financiados eu sei bem por quem. Mais que dinheiro e verba liberados por partidos de esquerda brasileiros, o grosso do dinheiro que financia suas ideologias vêm da ONU e de fundações internacionais. Todas criminosas, indistintamente!

      É aquela coisa: como diziam os latinos, asinus asinum fricat! Sendo assim, esquerdista chafurda junto com esquerdista!

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s