Militantes gays e feministas em sua intolerância: quem vai preso?


Estou entrando com representação junto à Ouvidoria do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro pela manifestação de intolerância religiosa e atentado violento ao pudor cometida por um bando de criminosos cristofóbicos e racistas altamente preconceituosos, composto principalmente de militantes gays e feministas da Marcha das Vadias (ou seriam vadias em marcha??).

A manifestação criminosa aconteceu durante a Jornada Mundial da Juventude, em praça pública, na praia de Copacabana, diante de todos os passantes. Realizou-se ultraje explícito aos símbolos de Fé de milhões de brasileiros em cenas de bizarrice e retardo mental flagrante.

Para ler minha opinião sobre o caso do ultraje à Cruz praticado por um transexual na Parada Gay 2015, clique aqui!

Houve muitos que se masturbassem seminus com os crucifixos e vadias que gritassem blasfêmias como “Tirem seus crucifixos da minha buceta” e outras coisas do gênero. Isso tudo diante de idosos, crianças e adolescentes, sem qualquer respeito pelas Famílias, pela Constituição ou qualquer lei. Não são mais foras-da-lei ou simples infratores; hoje, se arrogam estar muito acima das leis.

A Globo e o resto da mídia vendida deste país simplesmente silencia diante de tais eventos. Quem cala — nesse caso, a mídia e o aparato repressivo —, consente e esconde o que não convém ao lobby gayzista, feminista, abortista e laicista de inspiração maçônica.

Leia mais:

A Lei foi feita para punir apenas os que não detêm ascendência na mídia, que não podem pagar altas somas de dinheiro por anúncios publicitários e não vão de encontro aos ideais laicistas das Potências Maçônicas desse país e de fora dele. Acaso, não houve nesse fato — como nesse e nesse —, incorrência ao art. 208 do Código Penal?

Eis o que o mesmo reza e que tanto o Ministério Público como a OAB se recusam a coibir:

CP – Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 208 – Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso:

Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa. 

Parágrafo único – Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

Quem se sensibilizar com este estado de coisas vergonhosas para este país, para este povo indolente, e quiser usar seu navegador de internet para algo realmente útil, além de ficar apenas brincando de casinha no Facebook, pode enviar uma reclamação à Ouvidoria do Ministério Público do Rio de Janeiro, fornecendo seu testemunho, anexando fotos e links às denúncias e exercendo sua cidadania. Aqueles que moram no Rio de Janeiro, podem também fazer denúncias pelo telefone 127, para o qual a ligação é gratuita.

Mas, melhor ainda, será se todos assumirem sua responsabilidade na internet e der a conhecer ao máximo de pessoas as verdadeiras intenções das feministas e gayzistas: não querem tolerância, mas calar a opinião de todos sob falsa luta por direitos. Não desejam defender as mulheres, mas torná-las em assassinas de seus próprios filhos. Não querem liberdade, mas, como mostram as fotos, pretendem acostumar nossas crianças à cultura da libertinagem e da putaria pública.

Imperdível! ~~>> Gayzistas agridem católicos em manifestações.

POR FAVOR, COMPARTILHEM ESTE CONTEÚDO O MÁXIMO QUE PUDEREM EM SUAS REDES SOCIAIS OU POR EMAIL através dos botões de compartilhamento logo após o final do artigo.

***

Fonte: http://www.carlinhosfilho.com.br/2013/07/se-masturbaram-com-o-crucifixo-da-cruz.html

Para saber maisO que é o Gayzismo?

Anúncios

26 Replies to “Militantes gays e feministas em sua intolerância: quem vai preso?”

  1. São pessoas completamente desequilibradas, onde já não existe qualquer resquício de raciocínio! E anota aí, Mano: ainda virão coisas piores – é a liquidação do pensamento, que há muito já faliu! PESSOAS ASSIM NÃO TÊM VIDA LONGA!

    Curtir

    1. Sei que virão coisas piores. É por isso que não quero chegar a esse estágio que se aproxima sem ter testemunhado até o fim a abominável realidade deste Mundo.

      Eles? Realmente, não têm vida longa. Acha que a AIDS surgiu como castigo em que tipo de meio? Na promiscuidade abominável dos vícios sexuais desordenados!

      Curtir

      1. Isso mesmo, Ebrael! A AIDS é a espada certeira da Natureza para mostrar e comprovar a supremacia dela contra todos que insistem em viver contra suas leis naturais, julgando-se superiores a ELA, de quem tudo dependem para ter seus buchos cheios. POVO INGRATO, MALFAZEJO, renitente no erro, por quererem ser!

        Curtir

      2. tipo assim….vcs acompanham estatísticas sobre HIV ? … saibam que o hoje o predomino é entre heterossexuais. Realmente Deus castiga não?

        “Nas mulheres, 86,8% dos casos registrados em 2012 decorreram de relações heterossexuais com pessoas infectadas pelo HIV. Entre os homens, 43,5% dos casos se deram por relações heterossexuais, 24,5% por relações homossexuais e 7,7% por bissexuais. O restante ocorreu por transmissão sanguínea e vertical.”

        fonte: http://www.aids.gov.br/pagina/aids-no-brasil

        Curtir

      3. O seu raciocínio é falho, e você corre, saltitante, com muita sede e pouco cérebro ao pote. É óbvio que a maioria dos infectados serão heterossexuais. Afinal, os heterossexuais perfazem a imensa maioria da população. Não é algo óbvio para você, em termos estatísticos??

        Uma coisa é você ter estatísticas à mão. Outra, bem diferente, é saber interpretá-las. Agora, te pergunto: qual a proporção (em relação ao total) de heteros e homos infectados?? Experimente fazer essa conta, senhor sabichão!

        Curtir

      4. Oi, Irany, boa tarde! 😀

        Obrigado por me encomendar à proteção do Alto! Te enviei convite de amizade no Facebook. Aceite e marcaremos, por lá mesmo, uma conversa. Que tal?

        Um abraço e obrigado, mais uma vez, pela confiança!

        Curtir

  2. Republicou isso em ACID BLACK NERDe comentado:
    O que esses extremistas LGBTetas´s e feminazis fazem é crime! ART 208 NELES! E tem mais, no passado um pastor da IURD foi defenestrado pela mídia porque chutou uma santa. Por que a imprensa não cai de pau nesses radicais? Não satisfeitos em destruirem as imagens, ainda o fizeram nus, para escandalizar as famílias que estavam se confraternizando na JMJ. Sinceramente, o direito de protestar é sagrado; porém, bom senso é fundamental.

    Curtido por 1 pessoa

    1. São loucos, zumbis comandados pelo cheiro do ânus do Diabo e pela corja governante.

      O tal pastor da IURD realmente mereceu o linchamento moral, tendo em vista o escândalo causado a tantas almas. Mas, claro: ele foi execrado pela Globo tendo em vista a disputa com a Record, que começava a subir no Ibope.

      Obrigado pela parceria e apoio! 😀 Sigamos avante e entre as linhas do Inimigo!

      Curtir

      1. 1-Ebrael, eu sinceramente não gosto dessa coisa de criminalizar a opinião alheia. Dentro da minha ideologia, creio que cada um pode protestar da forma que quiser. Tanto o pastor da IURD como as feminazis, no meu ponto de vista, não deveriam ser presos em virtude de seu protesto – mas já que a lei existe, que seja imposta.

        2-A única coisa que é inadmissível é ver esses protestos absurdos não receberem o devido achincalhe da opinião pública.

        3-Esses caras são engraçados, querem uma PL 122 para poder jogar na prisão quem discorda deles, mas protestam da forma mais criminosa possível e ainda reclamam quando não ficam impunes.

        4- Se nos calarmos enquanto eles agridem os outros, não poderemos reclamar quando eles nos agredir. O nosso silêncio encoraja essas feminazis a ousar ainda mais.

        Abraços.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Pois é…

        Por exemplo: quando os evangélicos fazem suas pregações com críticas dentro dos limites da Teologia, sem ofender a nós, católicos, eu louvo não pelo conteúdo, mas pela Liberdade que cada um deles usa para expor sua visão. Sem ofensas gratuitas, sem escândalos ou imoralidades, sem ódio nos olhos.

        Essas manifestações perfazem sinais mais do que claros de ódio anticristão. Mesmo se você for ateu, isso ficará evidente até para você. Tanto é que os gayzistas, que já demonstraram não ter apreço algum pelo modelo familiar heterossexual, insistem em querer casar como os heteros casam, de passar pelos mesmos ritos que nós, de terem “filhos”. E por que? Por que esse modelo é de origem eminentemente cristã, ao menos no Ocidente. Querem afrontar e destruir a Igreja, e dela têm ódio mortal incubado.

        Escreva isso que lhe disse. Logo, você terá confirmações quando começarem as já prometidas perseguições do Obama aos católicos que se opõem ao aborto e ao ajuntamento gay nos EUA.

        Leia: http://espectivas.wordpress.com/2013/04/08/obama-diz-que-os-catolicos-sao-iguais-aos-militantes-da-al-qaeda/

        Curtir

  3. Lembrei das últimas eleições que uma mina fez um bulling dos nordestinos com a intenção de atacar a eleição do atual governo e que a coitada foi execrada pela mídia e afins.Hoje em dia a gente vê coisas bem piores nas redes sociais e agora não só com palavras ofensivas a quem pensa diferente mas com atos tb,ou seja,um bulling bem pior que a mina fez.Na verdade a coitada pagou pelo bulling,quando na verdade devia ser enaltecida pela crítica embutida no bulling que fez.Pode passar 20 anos mas sempre me lembrarei da crítica e que custou caro ninguém defendê-la.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Dessas fotos, não. Os fautores dos atos estavam encapuzados, mas as “pessoas” (eufemismo) que faziam cordão de isolamento para proteger os atos (o que se constata na foto por algumas mãos dadas) estavam com seus rostos descobertos. Seria bom que pudéssemos denunciar essas pessoas por formação de quadrilha.

      Curtir

    1. Maurício, veja bem: a Igreja e os demais cristãos são as bolas da vez. Os comunistas que financiam essa baderna com dinheiro graúdo de fundações sionistas querem é isso mesmo: extinguir o cristianismo conservador no Ocidente, através da intimidação, da ridicularização e do cerceamento da liberdade religiosa. Daí para a ruína moral definitiva do Ocidente é meio passo. Mas, não conseguirão tão facilmente não, podes ter certeza.

      Um abraço!

      Curtir

  4. Sou ateu de direita e me oponho a esse tipo de absurdo, ninguém tem direito de fazer isso com símbolos de religião ou ideologia alguma. Isso foge de qualquer nível que uma crítica saudável poderia chegar, essas pessoas são uma vergonha para a nação, só não confunda alguns ideais que eles “fingem” pregar (como a laicidade) com o que eles de fato são, a escória da sociedade. Laicidade sempre, todos tem o direito de crer o que quiserem!

    Curtir

    1. Claro que não confundo, Luciano. Uma coisa é o neoateísmo militante, tão fanático como qualquer religião pode chegar a ser. Outra coisa é o ateísmo como sistema filosófico que prega a inexistência de deidade.

      O que eu quero dizer é que quando a coisa cai na militância, todos os excessos e bizarrices são possíveis. Tudo deveria ficar no campo do debate e da negociação equilibrada, com lados bem representados.

      Como você diz, esses são escória da nação, desequilibrados, sociopatas perigosos. Deveriam ficar presos em manicômios de alta segurança. Nem é questão apenas dos símbolos religiosos. É a agressividade com que agem contra a sociedade, como querem chocar, não se importando com a sensibilidade nem de idosos ou crianças presentes.

      Sua avaliação foi equilibrada, agradeço a contribuição. Um abraço e volte sempre!

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s