Clique na imagem e conheça o “currículo” de Dilma Rousseff.

O Brasil não precisa de mais médicos, mas de vergonha na cara para que não eleja para presidente da República uma pessoa que, além de ter atuado como assaltante de bancos e integrante de grupo terrorista no passado, não tem nem mesmo o cacoete para mentir “decentemente”. É vergonhoso a qualquer brasileiro ter um presidente que não presta nem para mentir. Os filhotes da esquerda brasileira aprenderam a assaltar o país, praticar terrorismo armado e de Estado, pregar imundícies para a juventude, mas nunca adquiriram a proficiência necessária para disfarçar suas intenções antipatrióticas.

A hipocrisia, que descrevi em meu artigo anterior, grassa sempre mais insidiosa entre as fileiras do “politicamente correto”. E essa hipocrisia, regada nos jardins do Planalto Petista, é uma das piores: a hipocrisia demagógica, aquela que leva o povo a aderir a uma caridade social às avessas. Estaremos permitindo a vinda de médicos cubanos, em aviões “negreiros”, para quê, exatamente? Perguntas que se resolvem em si mesmas:

Será para aumentar o atendimento da população carente do interior do País? E qual seria a qualidade desse atendimento? Não seria ela duvidosa, a saber pela recusa do Governo em submeter tais médicos à validação de seus diplomas pelo órgão (in-) competente?

O que diremos do acordo feito entre o PT e o governo de Cuba no que tange à remuneração dos médicos? Para quem não sabe ainda, 80% do salário deles irá direto para os caixas dos socialistas de Fidel, restando a eles 20% para “se virarem” no interior. Isso não é trabalho escravo? É muito fácil enviar cubanos para o interior do Brasil, a trabalhar em condições precárias, estando eles acostumados ao trabalho escravo em Cuba. Como poderíamos aceitar que o Governo brasileiro compactuasse com a expropriação imoral que os socialistas de Cuba impõem sobre os ordenados de seus trabalhadores? Não são eles mesmos, militantes do Partido dos “Trabalhadores”, obrigados (pela coerência, inexistente neles) a defender os direitos dos trabalhadores, sejam eles de que procedência for?

É estranho que líderes petistas encarem as críticas à contratação dos cubanos como “xenofobia de reacionários”. Ora, quando Yoaní Sanchez esteve aqui para simples palestras, sem ficar com sequer um centavo do dinheiro público, militantes petistas praticamente impediram que ela se pronunciasse em público, ocupando espaços e cerceando a liberdade de expressão dela em nome da “democracia” petralha. Quer dizer que não ouve xenofobia só porque os manifestantes eram militantes esquerdistas do PT? Não consideram agressão as difamações sofridas por essa moça da parte dos manifestantes apenas porque ela criticava a ditadura socialista de Cuba?

Pronto Socorro em Cuba.

Mais incompreensível e desumano ainda é vermos que o governo de Cuba não se preocupa nem um pouco com seu povo, já que exporta médicos como mercenários enquanto a epidemia de cólera assola o país. Regime imoral é o cubano, seguido por seus pupilos do PT, investidos com poderes de Estado, apesar de sua psicopatia ideológica.

Abaixo, mostra-se que, apesar da insistência dos Petralhas em dizerem que o PT & Esquerdalha não são socialistas-marxistas, seus seguidores já não têm vergonha alguma de apoiar o Socialismo-Comunismo, um sistema que já matou mais de 150 milhões de pessoas nos países onde já deteve o poder. É isso que queremos para o nosso país? Acordem enquanto temos tempo!

***

Em outubro de 2012, o Brasil contava com quase 390 mil médicos formados. Obviamente, os cursos de Medicina, de forma geral, estão decaindo em qualidade, embora ainda haja muitas boas faculdades. Sabemos, no entanto, que a capacidade de um aluno de Medicina, quando adulto, estará inexoravelmente ligada à formação dele nos ensinos fundamental e médio.

O que vimos, no entanto, foi o Governo instituir a aprovação automática de alunos nas escolas para maquiar os números vergonhosos de aproveitamento curricular. Como se não bastasse, a corrupção nos costumes e o culto da promiscuidade e das drogas apregoada pela mídia acabam por tornar o aluno, não somente de Medicina, mais um semialfabetizado que mal sabe redigir um encaminhamento para consultas. As “memoráveis” pérolas do ENEM estão aí, rolando na internet, como provas cabais desse emburrecimento da juventude levado a cabo pelos petralhas.

O programa Mais Médicos é mais uma resposta eleitoreira e oportunista do PT às reivindicações da população do que propriamente uma ação efetiva para aplacar o déficit qualitativo no atendimento em Saúde no Brasil. Aliás, de efetiva não tem nada. Tem sim um teor político que procura esconder intenções inconfessáveis, embora claras a qualquer nanico intelectual.

Por esse programa, o PT pretende drenar dinheiro de nossos impostos para o Governo Cubano, o qual não é amigo de ninguém aqui, a não ser apenas dos partidos de esquerda brasileiros. Parceiros na bandidagem, nada mais! E nós, aqui, financiando, permanentemente, o regime cubano que já assassinou em torno de 1 milhão de pessoas nos paredones de Fidel Castro. E, segundo informações do próprio Ministério da Saúde, serão enviados aos ditadores cubanos R$ 350 milhões a cada semestre. Além disso, procuram dar uma resposta política pífia, a toque de caixa,  a um problema que não consiste em falta de médicos, mas de condições dignas de trabalho para os que se formam nas Universidades.

Oferecer 10, 20 ou 30 mil reais em salários aos médicos não quer dizer muita coisa, já que há relatos de muitos deles denunciando a exploração que sofrem nas unidades básicas de saúde do interior. Falta de materiais médicos, burocracia e privilégios para o atendimento de apadrinhados, insegurança, equipamentos sucateados (isso quando existem), gestores incapacitados nas secretarias municipais de saúde, etc. Não há planos de carreira nesses cafundós do fim do mundo, e quando há, são submetidos a condições tão miseráveis que acabam por desistir. Desistem, a população fica à míngua novamente, mas há sempre políticos a capitalizarem com a aparição desses médicos, rápida como sofrível.

No vídeo logo abaixo, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) expõe, de forma brilhante, por quais motivos o programa Mais Médicos não deve ser aceito pela sociedade. Por exemplo, sabendo que o atendimento e tratamento da população não consistem apenas em consultas médicas, mas também em exames de baixa, média e alta complexidade, cirurgias e procedimentos em instalações adequadas e outros profissionais capacitados, podemos prever que a contratação de médicos, apenas, piorará o quadro.

Outras prioridades são realmente mais urgentes do que a simples contratação de médicos: investimento pesado em instalações, valorização e capacitação permanente dos profissionais, salários atraentes, jornadas de trabalho condizentes, equipamentos modernos, gestão descentralizada, segurança e garantias à integridade física dos profissionais, etc.

Como foi mostrado mais acima, não se fazem políticos mentirosos como antigamente. Os antigos farsantes tinham estilo, choravam por coisas convenientemente dramáticas, não falavam palavrão em público e tinham aulas de oratória. Hoje, saem das fábricas e não trabalham mais, ficando apenas no ofício do assalto ao Tesouro Nacional. O problema é que o povo continua emburrecendo e toma como normal o fato de ter que financiar governos ditatoriais e endossar atos políticos que servirão apenas a fins eleitoreiros dos Petralhas & Assaltantes Associados.

***

Você poderá também ouvir a narração deste artigo, baixar e ouvir em seu dispositivo (smartphone, iPod, etc.) ou salvá-lo em seu computador para mais tarde. Disponha:


4 comentários em “Mais médicos? Para quê?

  1. Essa ficha que você está publicando da Dilma é falsa, é um documento adulterado. Você pode responder criminalmente por estar divulgando um documento FALSO. Isso é crime.
    Cordialmente
    Parzival

    Curtir

    1. A ficha é falsa apenas em sua cabeça de camarão autista! Se há outras fotos oficiais (em jornais da época) em que figura ela e os militares que a julgaram em plena sessão e no dia de sua soltura, tempos depois, é porque a ficha é verdadeira. Do contrário, ela não teria sido anistiada. Como poderia alguém ser anistiado de crimes que não cometeu?

      E você, com seus comparsas da Patrulha Virtual petralha, por favor: VÁ À MERDA!

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s