Nestes tempos de perseguição brutal e genocida contra cristãos no Oriente Médio, e cultural no Ocidente laicista, deveríamos nos lembrar dos apelos de Nossa Senhora que, por meio de milagrosas aparições em diversos lugares do mundo, chama os pecadores à conversão e à oração. Muitas dessas aparições são simplesmente ignoradas e as mensagens, deixadas então por Nossa Senhora, rejeitadas por muitos que dizem pertencer ao rebanho de Cristo.

Nesta postagem, falaremos sobre as mais recentes das aparições de Nossa Senhora no Egito, algumas delas registradas em fotos, vídeos e depoimentos de pessoas que professam diversos credos, não somente cristãos, mas inclusive muçulmanos e judeus. Milhares se converteram à Fé Cristã e deixaram, ora suas heresias, ora sua idolatria pagã.

Foto tirada da aparição de Nossa Senhora sobre a Igreja de São Marcos em Zeitoun, Egito, 1968.

.

Zeitoun, Egito, 1968

Como todos devem saber, nos países do Oriente Médio os cristãos constituem minoria, sendo a maioria de muçulmanos. E isso mesmo considerando que a Fé Cristã surgira 6 séculos antes do Islã, sendo suplantada, no entanto, através de uma brutal campanha de conversão forçada empreendida pelos seguidores do pederasta Maomé, esse mesmo que sodomizou uma menina de 9 anos, tomando-a como escrava sexual, e que cria num deus (Al-Illah, ou Allah) que chefiava 360 outros deuses, segundo a crença das tribos árabes pagãs.

Sim, esta terra (Egito) em que pisaram Maria e José, com Jesus recém-nascido nos braços, fugindo da perseguição de Herodes, presenciou uma das mais bem documentadas manifestações da Virgem Santíssima dos últimos tempos. A seguir, um trecho da descrição destas aparições, segundo o site Derradeiras Graças:

Segundo a tradição cristã, quando a Sagrada Família de Nazaré precisou ir para o Egito, fugindo da perseguição de Herodes, estabeleceu-se na região chamada Matariyah, onde hoje se encontra a cidade Zeitoun, na periferia do Cairo, capital do Egito.

No passado para marcar o local que hospedou tão importantes visitantes foi construído um santuário denominado Igreja de Santa Maria. Após ser destruída e reconstruída por diversas vezes, caiu no esquecimento até 1925. Ainda conforme a tradição cristã da região, em 1925 um integrante da família Khalil recebeu, por revelação, um pedido da Mãe de Deus para uma nova reconstrução da Igreja ali naquele mesmo lugar.

A Igreja de Santa Maria foi erguida após doação do terreno pela família khalil, porém já havia passado 43 anos e a referida profecia ainda não tinha se cumprido em tempo, quando Nossa Senhora pediu a Igreja disse que nela se manifestaria.

A promessa começou a se cumprir em 02 de abril de 1968, quando dois funcionários de uma oficina mecânica, situada próxima à Igreja, viram no alto do telhado do templo uma “freira” vestida de branco. Pensando que ela se atiraria do alto, chamaram rapidamente o padre e a policia. De imediato, formou-se uma grande movimentação e as pessoas pediam para a “freira” não pular. Muitas comentavam que ela parecia ter um brilho. Após um certo tempo, lentamente desapareceu.

Após ter desaparecido a “freira”,  várias pessoas concluíram tratar-se de uma aparição da Virgem Santíssima.

Anos após, relatos de aparições começaram a ressurgir, inclusive a partir do testemunho de muçulmanos. Abaixo, vídeos gravados fotos tiradas por cinegrafistas amadores numa aparição em 2009, também em Zeitoun. Vários outros locais do Oriente Médio têm testemunhado aparições de Nossa Senhora com fortes apelos à conversão e à oração.

Bem, muitos céticos tentarão, de todo o modo, desqualificar as imagens e os relatos. Claro: a função dos verdadeiros céticos é evitar o relaxamento da capacidade de discernir. Ou seja, eles têm um encargo realmente útil no mundo de hoje. O que é deplorável são os positivistas fanáticos, que entram em total desespero quando se deparam com fenômenos que fogem ao escopo de sua rasa ciência materialista.

Há também os neo-ateístas e esquerdistas que, sem nem mesmo argumentos razoáveis, preferem negar até o fim, de forma absolutamente irracional, aquilo que está bem diante de suas fuças. Há os protestantes que dirão tratar-se dos primeiros prodígios e sinais que a Besta deveria operar no fim dos tempos, lembrando que “o Inimigo pode até travestir-se de anjo de luz para enganar os eleitos”. Ademais, alertam para  risco que o povo corre de cair em idolatria mariana.

De todos essas objeções, as que considero dignas de ponderação são as últimas. Realmente, há sempre o risco de sermos enganados em prodígios preternaturais operados por Satanás, mestre do Ilusionismo e patrono das Fábricas de Fogos de Artifício. Há risco de seguirmos ilusões de forças que apareçam como salvadoras e “angelicais”. Mas, sigamos a dica de Nosso Senhor para reconhecer os impostores: “Por seus frutos, os conhecereis”. São Paulo também disse algo a se considerar: “Examinai tudo e retende o que for bom”.

O mundo anticristão, que jaz no colo daquele que mais odeia a humanidade e Cristo — a saber, Satanás —, parece decretar histericamente a deposição e a derrota do Evangelho e de seu apelo à conversão. As pessoas estão embriagadas por sua soberba e hedonismo, relegando o apelo evangélico como inconveniente. Num mundo como esse, em que o Cristianismo é tido como doutrina nociva aos “Direitos Humanos” e é, pouco a pouco, relegado da porta para dentro dos lares, não se pode esperar outra coisa que não a intervenção de Deus e da Mãe da Igreja.

Enquanto no Ocidente, os cristãos estão sendo ultrajados pela mídia em suas crenças, espoliados em seus Direitos e liberdades pelas Côrtes que os deveriam guardar, no Oriente nossos irmãos cristãos estão sofrendo martírio nas mãos dos sanguinários muçulmanos. Homens, mulheres, idosos e crianças estão sendo cruelmente assassinados — muitos por decapitação — por resistir em sua Fé cristã, professando o nome do Salvador, verdadeiro autor da Caridade que os governos dizem, hipocritamente, guardar.

Neste vale de lágrimas em que se tornou a Terra, sangue de inocentes está irrigando o solo dos infiéis assassinos muçulmanos com a conivência de uma parte dos católicos, que constitui uma massa inerte inúteis e insensíveis que acendem uma vela para São Saci e duas para o Diabo. Enquanto crianças perdem a vida decapitadas na Síria, católicos brincam de casinha no Facebook, brincam de namoro na Internet, dão preferência aos seus assuntos mundanos. Enquanto igrejas de quase dois mil anos são destruídas no Egito, tem gente no Brasil transformando templos em circos. Enquanto o Corão renega todas as verdades católicas acerca de Cristo e sua Santa Mãe, o Papa Francisco prefere cometer mais heresias e reconhecer Allah como sendo outro nome para Nosso Deus.

***

Nas aparições de Zeitoun, Nossa Senhora nada disse. Mas em La Salette, Lourdes, Fátima, Bonsucesso e Medjugorije (entre tantos outros sítios), a Mãe de Deus (e nossa) nos alertou em termos claros o que havia de abater-se sobre o mundo nos últimos tempos no caso de as pessoas não renunciarem ao pecado e suas imundícies. Tudo está se cumprindo. As palavras de Cristo sobre a Grande Tribulação e a perseguição hedionda que nós, cristãos, haveríamos de sofrer, estão se cumprindo .

Mas, à medida que o mesmo sangue cristão, por meio desses martírios se derrama e clama aos Céus por justiça, o Céu responde. Milhares de muçulmanos estão testemunhando aparições de Nossa Senhora e se convertendo à Verdade da Salvação. Mas, é imprescindível que oremos sim, mas não deixemos de alçar a voz para denunciar os crimes e as perseguições Cristofóbicas que a mídia se esforça em esconder de todos nós!

***

Saiba mais:

Anúncios

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s