Enéas Carneiro e a Verdade, doa a quem doer!


[Assistam ao vídeo ao fim da postagem! Vale a pena!]

Enéas Ferreira Carneiro – cardiologista e político brasileiro, nasceu a 5 de novembro de 1938 em Rio Branco (AC), falecendo a 6 de maio de 2007 na cidade do Rio de Janeiro (RJ), vítima de leucemia mieloide aguda. Fundou o agora extinto Partido da Reedificação da Ordem Nacional (PRONA). Candidatou-se por três vezes à Presidência da República (1989, 1994 e 1998), uma vez à prefeitura de São Paulo (SP), sendo, finalmente, eleito para o cargo de Deputado Federal por São Paulo em 2002, com a maior votação até então, aproximadamente 1,57 milhão de votos.

Enéas Carneiro (1938-2007), cardiologista e político brasilero.
Enéas Carneiro (1938-2007), cardiologista e político brasileiro. (Foto: Antônio Cruz)

“Uma coisa é a greve como direito inalienável do trabalhador (…). Outra coisa, bem diferente, é viver disso, fazer da greve uma profissão de fé e não ter feito nada mais, além disso, na vida”. [1]

Apesar de seu jeito caricato de se expressar em público, o que o tornou famoso e ridicularizado pela maioria do povo, ele era franco e tinha um conhecimento profundo da realidade brasileira. Não precisou se alçar por um dedo perdido em uma máquina ou passar fome em caminhões de pau-de-arara para falar à nação. Trabalhou até o dia de sua morte, ao invés de se “encostar” no INSS aos 29 anos de idade (como fez o chefe da Quadrilha Petralha, Lula-Molusco).

O caráter não vem de berço, mas da educação familiar e da Vontade pessoal de ser honesto a qualquer custo. E nisto Enéas se mostrou irrepreensível, além de ser um estudioso autodidata, o que lhe garantiu, ao menos, um nível de informação bem acima de muitos políticos “profissionais”, mesmo ele próprio não o sendo. Enéas era incapaz de dizer um palavrão em público e era extremamente polido para com qualquer pessoa, fosse essa bem conhecida ou anônima.

E, ainda me pergunto como pôde o povo brasileiro ter elegido um ser desprezível como Lula só por ele ter passado fome. Hoje, a pobreza não é mais indesejável para muitos, mas lhes serve como fonte de gordas chantagens arremessadas contra a sociedade.

Numa entrevista à TV católica Rede Vida em 2006, Enéas fala tudo, fala toda a Verdade, aquela que muitos de nós desejamos dizer em TV aberta, mas sem chances para fazê-lo. Na entrevista, ele trata do cenário político nacional e internacional, da insegurança pública, as maquiagens que o PSDB e PT fizeram nos números da Dívida brasileira, do SUS, da expropriação do nióbio (do qual o Brasil detém 98% das reservas mundiais) e da Elite Globalista, que pretende implantar o Estado Policial em todo o mundo. Vale a pena assistir:

[1] Enéas Carneiro, em entrevista ao Programa “Roda Viva”, da Rede Cultura, em 1994. A referência é “clara como água de rocha”: tem como alvo o ex-presidente Lula.

Anúncios

Um comentário em “Enéas Carneiro e a Verdade, doa a quem doer!

  1. Nós ainda vamos agradecer aos céus pela oportunidade que tivemos de ouvi-lo. Ele estava uns 50-100 anos à frente de seu tempo, ainda tem jeito de aproveitar alguma coisa que ele disse. 🙂

    Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s