A Esquerda, os “Black Blocs” e o apoio ao crime


De tantos episódios lamentáveis que vêm ocorrendo desde o início das tais manifestações populares pelo Brasil afora, em 2013, podemos citar dois fatos recentes, perpetrados por terroristas mascarados que se infiltraram em protestos pacíficos. (Se bem que boa parte dos protestos que se dizem pacíficos são organizados atualmente por sindicatos e “movimentos sociais”, reincidentemente envolvidos em vandalismos.)

Ei-los:

  • Fato 1: Protesto contra a realização da Copa do Mundo de 2014, em SP, termina com Fusca, com uma família dentro, incendiado por “black blocs” (25/01/2014);
  • Fato 2: Cinegrafista da Band (Santiago Andrade, 49), atingido na cabeça por rojão lançado por um “black bloc” em 6 de fevereiro de 2014 durante manifestação no Rio, morre no dia 10 de fevereiro.

(Fontes das notícias no rodapé da postagem.)

***

.

Algumas palavras sobre a Esquerda brasileira

Bem, o que falar mais? Os fatos, por si só, já exprimem a essência das intenções dos organismos internacionais em relação ao Brasil. Mais à frente, falarei sobre isso.

A Esquerda brasileira está dividida em dois blocos, ambos igualmente corruptos e rapineiros: a Esquerda “caviar” (segundo a nomenclatura zoológica de Rodrigo Constantino, com PT e PSDB como figurantes) e a Esquerda comunal (cujo estilo é marcadamente soviético e terrorista, composta por grupelhos como o PSOL, PSTU, PCO, PCB e PC do B).

A primeira classe é a governante, que apenas finge trabalhar pelo povo. Nem trabalha nem está se lixando para o povo. Subdivide-se em outros dois grupos: sociais-democratas (socialistas “light”, retirados dos estratos empresariais) e sindicalistas (que arregimentam agitadores dentre os proletários). O primeiro grupo, de democrata, tem muito pouco; apenas alicia os conservadores e neoliberais para facilitarem o afrouxamento da soberania nacional. O segundo grupo, da democracia passa ainda mais longe, enquanto fomenta a cisão social e o enfrentamento das instituições do Estado (humilhando este, por outro lado, através da progressiva tomada violenta do poder e da chantagem institucional).

É visível, a qualquer pessoa bem informada, que os dois grupos principais da Esquerda brasileira trabalham em conjunto, apesar da aparente oposição. O segundo grupo (os “radicais”, do PSOL, PSTU & Cia.), apenas na “fachada” se contrapõe ao des-governo do PT.

O PT é o vetor da fase de transição do atual sistema pseudo-democrático para o governo da ditadura socialista mundial, uma quadrilha que desmoraliza e captura as instituições do Estado de Direito, fazendo este parecer descartável e inútil, além de tornar ainda mais frágil a Economia e entregando com mais ardor o que seu parceiro (PSDB) começou a entregar aos estrangeiros, a saber, o patrimônio nacional. O que esses outros “radicais” (PSOL, PSTU & Cia.), só aparentemente adversários indignados do PT, estão fazendo é insuflar distúrbios sociais com fins a fazer propaganda de uma ação revolucionária de derrubada não do PT, senão de todo o Estado brasileiro como o conhecemos ainda hoje. E é para isso que o Foro de São Paulo fora criado pelo lacaio Lula, juntamente com Fidel Castro, em 1990: para a submissão final de todos os Estados latino-americanos aos revolucionários a serviço dos meta-capitalistas. Sim, não existe revolução sem capital, nem socialistas descalços, como imaginam alguns maconheiros. Tudo tem um preço!

Tenho para mim que, se o PT tivesse sido bem sucedido na implantação no Brasil de um regime como o da Venezuela, nenhuma dessas manifestações teriam ocorrido, ao menos não da parte desses “pacíficos” manifestantes. Se fossem manifestações da direita contra um suposto governo neo-chavista brasileiro de esquerda, esses manifestantes estariam defendendo o governo, ainda que fosse mediante apologia à barbárie, como seu Marcelo Freixo (PSOL-RJ) já andou fazendo, alegando que “qualquer movimento que busque uma sociedade mais justa é legítimo”. Lembremos: Hitler e Stálin também buscavam uma “sociedade mais justa”.

Mas, o PT, como sempre, foi “incompetente” (ainda bem!) em implantar leis a pedido do “cliente” (George Soros et caterva), como a da legalização do aborto irrestrito, de privilégios para gayzistas LGBTT’s, reforma agrária à moda soviética, de proibição da liberdade de expressão de religiosos, liberação das drogas, etc. Então, o Partido dos Trambiqueiros está em pleno processo de defenestração por campanhas de escândalos e manifestações protagonizadas por sindicatos “radicais” e grupos (Black Blocs, Annonymous & alii) financiados por organizações internacionais (como a Open Society, ligada ao fabianista George Soros). E vocês pensam que virá um partido de direita para ocupar o lugar dos vagabundos petistas? Enganam-se, pois o que os manifestantes radicais querem é justamente um governo mais extremista e comunista que o PT, que falhou em sua “missão”.

O quadro é sufocante, pois os conspiradores (da Nova Ordem Mundial maçônica), que pretendem instalar no Brasil uma sucursal da já previsível Ditadura Mundial, agem em múltiplas frentes, através de vários expedientes e usando de muito dinheiro. E o que podemos fazer? Muita coisa, dentro do espaço que nos resta. Lembremos: o futuro das próximas gerações, se acaso chegarem a ver a luz do dia, dependerá do que fizermos hoje.

.

Os “Black Blocs”

Segundo o que podemos ler nesta repostagem de Ricardo Setti, em sua coluna na Veja, os black blocs são um grupo formado por anarquistas, punks e arruaceiros, em sua maioria originados na classe média degenerada. Formaram seu primeiro grupo no Brasil em 2001, quando apareceram pela primeira vez na Avenida Paulista para protestar contra a criação da ALCA (Aliança de Livre Comércio das Américas). Resultado: uma loja de fast food e agências bancárias foram depredadas a marretadas por eles.

Mas, sua presença se tornou mais evidente a partir das manifestações organizadas desde 2013, primeiro contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo, depois pelas mais variadas causas. Nessas manifestações, que deveriam ser pacíficas, tendo em vista uma presença maciça de pessoas de bem, o que se viu foi a usurpação do movimento por grupos de terroristas urbanos, como esses black blocs, e de comunistas revolucionários. Hoje, pregam um governo que confisque a propriedade privada, a radicalização das manifestações, a violência como meio de tomada do poder pelo “povo”, pleiteam mais direitos para as “minorias” (como se a maioria de pobres cristãos tivessem muitos direitos), etc.

Lembram-se ainda dos dois fatos que citei no início da postagem?

Pois então! Uma família teve seu carro (Fusca ainda é um carro) incendiado por um coquetel molotov lançado por um black bloc durante uma manifestação contra a Copa do Mundo de 2014. Isso não é terrorismo? O vagabundo que fez isso está preso? Não, e logo após ser levado à delegacia, vadio, reconhecido, já contava com uma tropa de outros vadios (entre jornalistas, ativistas e outros bichos) para salvaguardarem-no como mais um “mártir da revolução”.

Na segunda ocorrência, vimos no noticiário que o imbecil criminoso e assassino black bloc, que matou um cinegrafista em pleno trabalho e deixou uma viúva e órfãos seus filhos, também contava, na delegacia, com o apoio de apaixonados “camaradas”, apologistas do crime.

Quando a Polícia age com truculência (e acho que parte do Comando das Polícias está lá promovendo esses maus policiais), a mídia e a Esquerda demonizam toda a Corporação, como se não fosse a ela que recorressem quando são assaltados seus asseclas. Pregam a desmilitarização da Polícia para que? Com certeza, para ser substituída por “milícias populares”, ao melhor estilo dos sovietes da antiga URSS. E aí, sim, estaremos ferrados, pois o Estado não existirá mais, nem restará qualquer resquício do pluripartidarismo. E é por isso também que os esquerdistas, tanto os do PT quanto os radicais do PSOL e PSTU, desejam tanto controlar e censurar a mídia.

Eles só sabem ameaçar e agir como cachorros-do-mato, de forma covarde, em bandos. De pobres, eles não têm nada, nem representam a sociedade. São oriundos da classe média, tanto quanto os socialistas do “puleiro”. São pelegos, mercenários pagos por dinheiro estrangeiro, embora somente seus dirigentes captem uma boa grana, enquanto os mili-tontos, se ganham 100 reais por manifestação, é muito.

No vídeo abaixo, vemos como um cinegrafista, que cobria a prisão do assassino de Santiago Andrade (aquele morto com um rojão na cabeça), reage, de forma viril, aos grunhidos de um cocô que lhe ameaça, dizendo-lhe que ele “seria o próximo” a receber um rojão na cabeça. Falou e pensou que o cinegrafista não faria nada. Se deu mal, levou uma bela pancada de câmera na cabeça para aprender a não ameaçar mais um trabalhador honesto, comportando-se ele como um vagabundo da pior espécie. Também no vídeo, em seu início, vemos a ativista Sininho (Elisa Quadros, que tem quatro apartamentos de alto padrão e já foi autuada pela Polícia do Rio por ter dois RG’s) reclamando e tentando enrolar com alguma desculpa esfarrapada. Mais sobre esse fato, e o envolvimento de Sininho na proteção e tentativa de justificação do assassino Caio de Souza Silva (o lançador do rojão), você pode ler mais aqui.

Abaixo, a “Sininho” (Elisa Quadros) dá uma entrevista exclusiva para o site “A Nova Democracia”, tentando se justificar das acusações de que teria admitido, por telefone, que o assassino Caio Silva de Souza (um black bloc comandado e protegido por ela) é ligado ao dep. Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Voltemos a fita…

Para quem não sabe, o site A Nova Democracia é um dos veículos de comunicação comunista mais extremistas da internet. E ainda tem sites merda-delivery (Brasil247, Carta Capital, Vermelho.org, etc.), espalhando que os black blocs são “fascistas de extrema-direita”. Só rindo mesmo. E aí, black blocs otários! Estão vendo? Os comunas da Esquerdalha brasileira não hesitam em queimar os seus cúmplices quando isso lhes convém.

ERRATA: Eu havia afirmado acima (trecho já retificado), ecoando uma fonte mencionada num programa da Rádio Vox, que Elisa de Quadros (vulgo “Sininho”), com 28 anos de idade, era neta (ou bisneta) de Jânio Quadros (ex-presidente que renunciou em favor do comunista João Goulart em 1963). Na verdade, Jânio Quadros teve apenas uma filha, Dirce Tutu Quadros, a qual não parece ter tido nenhuma filha de nome Elisa de Quadros Pinto Sanzi. (Créditos à observação da leitora Rute Lima.)

No entanto, sobre sua origem, aparece um novo indício. Em um comentário (confira aqui), Elisa de Quadros (a “Sininho”) parece confessar que seu pai é um dos fundadores do PT, junto de outras pessoas, e que eles é que permitem que ela viaje para fazer “ativismo” (baderna, apologia ao crime, etc.) sem precisar trabalhar, apesar de, aparentemente, ser formada em Cinema. Hoje, parece estar mais próxima de elementos do PSOL, como esse tal de-puta-dinho Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

Nessa semana, ela tentou pegar uma condução no Rio, depois de ter visitado, numa delegacia, um dos envolvidos na explosão da cabeça de Santiago Andrade, vestida com uma camiseta onde se lia a palavra “Favela”. Resultado: fora impedida de seguir viagem, por considerarem-na apenas mais uma “patricinha hipócrita”. Estariam errados os passageiros daquele ônibus? Leia mais sobre o currículo recente de “Sininho” clicando aqui.

.

Apologia escancarada ao crime

Essa linha política monstruosa de apologia ao crime começou lá no governo (de merda) de Fernando Henrique Cardoso (coleguinha do Lula, nas décadas de 70 e 80, agente da CIA e funcionário da Fundação Ford), com o Estatuto da Criança e do Adolescente. Essa bosta criou uma incubadora nacional de futuros assassinos e da degeneração das futuras gerações. Esse Estatuto, como outras leis hediondas e antidemocráticas, tirou dos pais a autonomia na correção dos futuros cidadãos.

Se um vadio-mirim, corrompido pelas drogas que o Governo quer liberar, assassina um policial diante da Família (fato como esse acompanhei em minha cidade), há um coro de conselheiros tutelares para evitar que o infrator seja corrigido ou sofra qualquer reprimenda. E a família da vítima, quem vai socorrer?

A apologia ao crime se estende a todas as categorias de delitos, desde o aborto (assassinato de bebês humanos indefesos, que recebe menos rigor que o tráfico de um ovo de jacaré), passando pelo estupro de vulneráveis (que deixará de existir se a criança tiver, ao menos, 12 anos), indo até a aceitação de condenados por corrupção ativa em comissões de Justiça da Câmara dos Deputados. Lembro-me da sentença judicial que absolveu um estuprador confesso, alegando que a menina de 12 anos não era mais virgem (ou seja, foi estuprada por outro, não identificado).

Não menos chocante é a censura que a pregação de virtudes cristãs sofre da furiosa patrulha virtual esquerdista e anticristã. É evidente que, junto com a desestabilização das sociedades ocidentais, é a Igreja o principal obstáculo para avançar com a submissão final das massas à revolução, pela intimidação e pela corrupção da juventude. E, claro, dentro da mesma Igreja encontram-se já os emissários do Diabo, prontos para detonar a bomba H da dessacralização da Liturgia e a consequente fragmentação da Unidade Católica em múltiplos segmentos cismáticos.

Quanto mais para longe da Igreja o mundo ir, e quanto menos fiéis à Tradição Católica formos, mais próxima do abismo a Civilização Ocidental, forjada pela Igreja, estará.

***

Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus Vivo, tende piedade de nós, pecadores!

Fontes das notícias da postagem:

  1. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-misterio-do-fusca-incendiado/
  2. http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/02/10/morre-cinegrafista-da-band-atingido-por-explosivo-em-protesto-no-rio.htm
Anúncios

17 comentários em “A Esquerda, os “Black Blocs” e o apoio ao crime

  1. INFELIZMENTE A VERDADE É QUE O POVO, NÃO SÓ DO BRASIL, MAS, COMO TAMBÉM DO RESTO DO MUNDO, ESTÁ COLHENDO O QUE PLANTOU. A SEMEADURA É LIVRE, MAS A COLHEITA É OBRIGATÓRIA! E COM TUDO ISSO, A HUMANIDADE AINDA INSISTE EM NÃO QUERER SE CONHECER. E SEM SE CONHECER É TUDO DE PIOR PARA PIOR SEMPRE! ESTAMOS NO TEMPO DE MURICI, ONDE CADA QUAL PRECISA URGENTEMENTE CUIDAR DE SI, PELO DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO, PARA PASSAR A SE CONHECER. ABRAÇO, MEU IRMÃO!

    Curtir

  2. Caro Julio Cesar, lendo sua apresentação vejo que deve ser uma pessoa integra. Jânio teve só uma filha, conhecida por Tutu. Esta, por sua vez, tem só um filho, Janinho, que nem fala português direito etem 39 anos, portanto a tal Sininho não pode ser bisneta. Se o Jânio tivesse filho homem até poderíamos pensar que essa Elisa apareceu de alguma pulada fora, mas uma mulher não saber que teve uma filha ainda não vi. Do Jânio vimos todas as loucuras, mas nunca se soube de um caso dele, que pudesse ter dado origem a essa neta. Espero que dedique um espaço para o esclarecimento da inverdade. Eu não gostava do Jânio, acho que foi o culpado por toda a confusão que veio depois, com o Jango e os militares. Mas daí a publicar inverdades, não pega bem. ” Também no vídeo, em seu início, vemos a ativista Sininho (Elisa Quadros, que tem quatro apartamentos de alto padrão e é neta do maluco Jânio Quadros) “

    Curtir

    1. Amanda, você tem os nomes das três filhas da Dirce? Busquei e não encontrei. O Jânio Neto, se eu não me engano, tem seus 40 anos, mais ou menos. A Elisa tem 28 anos. Seria meio difícil ela ser filha do J. Neto.

      Se tiver os nomes das três filhas da Dirce, por favor, poste aqui.

      Um abraço! 😉

      Curtir

  3. PODE ME CHAMAR DE MACACO GENÉTICAMENTE MODIFICADO-
    CHAMAR ALGUÉM DE MACACO É SÓ 2% DESRESPEITO OU DESACATO- O PROJETO Genoma também nos chamou todoS DE 98% cHIMPANZÉS E NÃO FOI PROCESSADO POR ISTO-
    Dizem que ela tem duas carteiras de identidade- O ESTADO ME DEU 3 RG’s, LEGALMENTE-
    A primeira, aos 16 anos em MG, onde nasci- A segunda, no RJ onde fui funcionário por 13 anos- A terceira, no Nordeste, onde tb fui funcionário por 25 anos,-
    Fruto de jornalismo formado em faculdades comerciais- Pelo menos, o DOI-CODI imcompetente sabia colher informações básicas de seus investigados— Sabia onde Dilma nasceu, quem eram seus pais, onde estudou, etc etc-
    Dizem que esta moça estudou na URSS e Cuba, etc e nem sabem qual é a família dela nem onde ela nasceu, nem onde mora, etc—

    Quanto aos protestos, isto é resultado de uma política econômica de 20 anos, desde o início do Plano real, que só aumenta a renda dos banqueiros e mantém a população na pobreza-
    Nosso Pib per capita em 1994 era de R$2252,00 atualizados- Hoje, nosso Pib per capita está em R$22,500,00 anuais- NOSSA RENDA BRUTA POR HABITANTE CRESCEU QUASE 1000% NO PERÍODO 1994/2014 E NOSSO SALÁRIO-MÍNIMO CRESCEU 176% REAIS, DEDUZIDA A INFLAÇÃO DO PERÍODO-
    Temos favelas porque nossa política habitacional favorece o especulador imobiliário e não financia habitações para o pobre-
    Casas “populares no longinquo Itaboraí no RJ, já são vendidas por R$120/140,000,00–
    Habitações que não se gasta R$30,000,00 para se construir-
    ENQUANTO ISTO, CADA FAMÍLIA DE 4 PESSOAS NO RJ TRANSFERE AO GOV FEDERAL UM APTO DE 120 MIL REAIS A CADA 4 ANOS-
    No ano de 2010 o Gov do RJ pagou ao Des-governo federal R$ 181 Bilhões e recebeu deste apenas 16 BILHÕES-
    E ERA ANO ELEITORAL, IMAGINEM!!!!

    Nossa educação fraquíssima que perpetua as diferenças sociais na medida que um pobre não pode conseguir um bom emprego pelas deficiencias de sua formação baseada na PROGRESSÃO AUTOMÁTICA- O governo finge que dá educação e o pobre finge que a recebe- o governo finge que dá segurança e nós fingimos que a recebemos, O governo finge que dá saúde e assim por diante-

    Curtir

  4. Bem, gostei do blog e concordo com quase tudo sobre suas inspirações e consequentes explicações sobre o que se passa, questão de aborto legalizado, drogas, facilitação de crimes, permissividade etc mas discordo quando tua fala se aproxima de uma espécie de nazicrentismo que subjulga a legitimação civil de uma parte da população que paga impostos e sempre foi relegada a marginalidade indevidamente pela opção sexual. Direito civis não podem se misturar com questões religiosas, de foro intimo. Se justificarmos que os direitos sociais não incluem os gays vc estará retorcedendo a religião as antigas teocracias que derramaram muito sangue, vc voltará a inquisição que mandava para fogueira pessoas ruivas pois eram atraentes, portanto pecaminosas… Esse odio fóbico quanto aos gays parece uma espécie de obcessão de auto anulação de desejos, algo que a psicanalise explica, fixação e rejeição mas isto não vem ao caso. De qualquer forma atrelar direitos civis dos homossexuais com agenda comunista… Não creio.
    Uma pessoa inteligente e se for cristã precisa ser absolutamente imparcial, pense nisto.

    Curtir

    1. Carla, não tô misturando questões religiosas às sexuais ou civis. É justamente o inverso. Estou dizendo que, mesmo sendo católico, tenho direito de ser contrário a um estilo de vida, comportamento ou sei lá o que mais sem prejuízo da liberdade religiosa.

      Sim, princípios religiosos norteiam comportamentos públicos e nuances culturais, mas princípios advindos da moral sexuai antecedem, e muito, à influência religiosa, seja ela cristã ou não.

      Eu, sinceramente, não generalizo. Tanto que, em mais de uma oportunidade, explanei que não combato os homossexuais, mas o gayzistas, que, em troca de ilusões e promessas desses movimentos de esquerda, são manipulados por esses no confronto daqueles contra a Igreja. Gramsci, o mestre estratégico dos esquerdistas atuais, já dizia que a Revolução jamais dará certo se a Igreja estiver de pé, com credibilidade. O que fazem é jogar os gays contra os cristãos enquanto, por outro lado, aliciam com sua Teologia da Libertação largos setores de católicos “de banco”.

      Ser contra o Sionismo, contestar o holocausto, se negar a aceitar comportamentos homossexuais que são negados aos heterossexuais, afirmar nosso modelo de Família natural milenar e NATURAL… enfim, exercer a liberdade de pensamento e crença, se for contra os protegidos do sistema, é proibido, é “crime contra a humanidade”.

      Ninguém tem ódio aos homossexuais, trabalho com quatro deles, e me dou muito bem com eles em geral. Minha crítica é ao cerceamento da liberdade de pensamento, como você, também, quer fazer aqui. Você pensa diferente de mim, mas não te proíbo de expor o que pensa em um ambiente que não te pertence. E você, o que faz? Quer cercear a minha liberdade, fazendo suposições ridículas acerca de alguém com quem nunca fez sexo?

      Quer seguir os livros de História, escritos e repetidos pela Mídia que vcs dizem rejeitar? Siga! Só refutam ou apoiam aquilo que convém ao que pensam, hipocrisia em alta!

      A incoerência é patente. Prega liberdade e vem querer perseguir quem se atreve a contestar o “politicamente correto”.. Pense você nisso!

      Curtir

  5. Vejo contradição no que você diz e sim o espaço é seu mas a internet é pública. Achei muito legal a sua iniciativa de discutir estes temas por isto resolvi parar e debater com você de forma direta, estamos vivendo em um estado laico e ainda democrático de direito.
    A minha questão é que quanto ao aborto, quanto a descriminalização das drogas, quanto ao socialismo que insiste em se perpetuar acho extremamente válidas as suas colocações.
    Refutar os abusos quanto à familia, ou apoio a condutas sexuais que sejam perversas ou perlo menos para nós, doentias, também concordo Porém… acho que você como homem deve refletir sobre o fato de que há pedófilos entre homossexuais e heterossexuais. Ao ir para o trabalho co meu marido todos os dias passamos por uma região em que há prostitutas e travestis e os homens que param… não se dizem homossexuais, possuem mulher e filhos… porém… aliás temos exemplo disto no futebol que é considerado um esporte másculo.
    Não podemos generalizar, foi só isso que quis dizer e como acompanho vários blogs e achei o seu legal, só quis colocar algo que talvez aperfeiçoe ainda mais suas reflexões mas não veja isto como uma crítica ou invasão de seu espaço.
    Tenho um colega de trabalho homossexual, pessoa maravilhosa, discretíssimo, que teve mulher e mora com seu filho de 18 anos. Te pergunto, esta pessoa não tem direitos civis a serem assegurados? pensão, seguro saúde, herança e etc se vier a ter um companheiro fixo? Se criou um filho legítimo não poderia adotar um outro?
    Qual a segurança que teremos que ele não agiria de forma errada e perigosa com este filho se o compararmos com o médico que foi omisso junto a madastra segundo dizem os jornais? e o caso Nardoni?

    Curtir

    1. Até o trecho em que você fala que há pedófilos entre heterossexuais e homossexuais, concordo inteiramente. A internet é pública, mas até os espaços públicos são moderados, incluindo este, que está sob minha responsabilidade e tutela e que, portanto, seguem algumas regras.

      Mas, voltando… o problema do mundo é que, enquanto há setores laicos que incentivam a tal “descriminalização das condutas sexuais DIFERENTES” (incluindo a pedofilia), há uma prevalência de um discurso de achaque contra a Igreja como ninho de pedófilos. Ora, padres não são assexuados, apenas devem fazer continência, são celibatários. O sexo não é o último limiar da vida, embora seja muito importante. Mas, as pessoas não entendem. Isso é uma guerra da Maçonaria Protestante tentando desestruturar a Igreja, para que se pareça mais com as seitas protestantes. Se são acusados de pedófilos, então, os padres acossados pela crítica e tentando relaxar seus votos, acorreriam em massa contra a Tradição para se vender ao sensualismo protestante.

      A briga dos católicos não e´contra os direitos civis dos homossexuais, que são cidadãos como quaisquer outros. Mas contra a distorção que ALGUNS SETORES fazem de conceitos como o de Família. Família, não interessa a cultura ou o que cada pense dela, servirá sempre para passar, de geração em geração, os meios culturais e morais de perpetuar a espécie humana. Não é um conceito largo, abstrato e relativista, como querem passar. Família não é um simples ajuntamento de pessoas com ideais comuns. Essa noção só serviria para que algumas aberrações fossem aceitas, como o “casamento poligâmico”, como alguns gays já estão pleiteando em alguns locais (com vários deles tentando legalizar a suruba como direito civil e protegido por contrato).

      Poderíamos, sim, em sociedade, estabelecer conceitos jurídicos baseados na Razão e no Direito Natural para essas relações. Sim, a convivência sólida de dois homossexuais, em amizade (ainda que o sexo entre eles continue sendo reprovável para nós), deve ter reconhecimento legal. Mas, como saber o que uma convivência durável e sólida das que são de ocasião, apenas para usufruto do sexo? E isso vale, também, para heterossexuais! É por isso que a Igreja sempre foi contra o divórcio, pois abriria caminho para que a putaria fora do casamento fosse também protegida por lei, extinguindo qualquer sanção contra os cônjuges que, sem motivos suficientemente graves, resolvessem rescindir o compromisso e se entregar à putaria mais crassa. Resultado do divórcio: banalização do sexo, gravidez na adolescência explodindo, mulher como uma prestadora sazonal de serviços sexuais não remunerados, o homem como reprodutor para feministas enlouquecidas.

      Não, criar um filho não é algo como mensurável por habilidades, mas um trabalho e vocação conjuntos, que deve ser praticado por um pai e uma mãe. Sem esse negócio de o “tio João” vai ser o pai e o “tio Tonhão” a mãe. A criança se orienta pelas imagens, exemplos, tudo é simbólico. Precisam de referências que, por mais que os parceiros homossexuais sejam cuidadosos, não conseguirão passar de forma sadia. Não falo de referências de caráter, mas de referências simbólicas, que fazem toda a diferença no desenvolvimento da psique humana. A figura masculina e feminina, de verdade, são essenciais para o justo e equilibrado desenvolvimento da criança. Formarão a base do que ela pretenderá fazer e imitar quando crescer. Numa sociedade em que o casamento heterossexual, o único válido e real, inclusive para a Biologia, for relativizado, a perpetuação da espécie humana estará em sérios riscos.

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s