Sobre o transexual “crucificado” na Parada Gay 2015


Eu tento não comentar polêmicas provocadas por hordas gayzistas, principalmente em Paradas Gays. Não que seja perda de tempo emitir opinião, mas é que o povo continua não querendo enxergar a gravidade da situação quando mostramos as intenções da Elite que coordena essas barbaridades todas. Acho que não preciso dizer que essa postura conivente é típica do povo brasileiro.

SP - PARADA GAY/SP - GERAL - Participantes durante a 19ª Parada do   Orgulho LGBT de São Paulo 2015,   denominada
SP – PARADA GAY/SP – GERAL – Participantes durante a 19ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo 2015, denominada “Eu Nasci Assim, Eu Cresci Assim, Vou Ser Sempre Assim: Respeitem- me!” na Avenida Paulista neste domingo, 07. 07/06/2015 – Foto: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO

Na última edição da Parada Gay, que nada mais foi do que o costumeiro show de bizarrices, uso de drogas e putaria com proteção policial, um indivíduo transexual, que se considera “atriz”, posou fantasiado como Jesus Cristo numa cruz, afrontando os cristãos do Brasil, recorrendo ao desprezo para com as leis (vide art. 208 do Código Penal aqui).

O transexual diz que não quis ofender quem quer que seja, mas apenas expressar a dor que todos os gays sentem, ali, em forma de protesto [*]. Ora, quem protesta, o faz em roupas decentes. Quem protesta, de verdade, o faz sem infringir a lei. Ou seja, protesta-se para exigir respeito às leis, não fazendo apologia à transgressão delas.

Art 208 do Código Penal

No ano passado, quando da visita do Papa ao Rio de Janeiro, uma horda de gays malucos (mesmo!) já havia chocado o Brasil, quebrando, publicamente, imagens de Nossa Senhora e enfiando crucifixos em seus rabos e vaginas, diante de todos, incluindo idosos e crianças. Polícia, quem precisa? Leis, para quem? Povo, idiota e songamonga!

Se um cristão (de verdade) manifestar sua posição sobre temas relevantes que envolvam o homossexualismo ou a homossexualidade, são tachados de homofóbicos, são arrastados aos tribunais como se sua opinião fosse comparável a de um nazista ou terrorista, como se não lhes fosse elegível a Liberdade de Consciência.

Quando gays afrontam o mais elementar dado científico — como aquele que nos diz que não há mais do que dois sexos —, são os cristãos, que apelam à realidade objetiva, que são declarados como loucos e radicais. Falar a verdade — se a verdade ir contra interesses obscuros da “Elite” — é um bom motivo para procurarmos outro emprego, fugirmos de casa e, claro, rezarmos muito a Deus por misericórdia. Bem, já escutamos gays afirmando que “evangélicos devem ser exterminados”, em Brasília, no ano passado. E a Globo, o que mostrou a respeito? Obviamente, nem uma palavra em nenhuma mídia de massa!

Em outro dia, assistindo ao vídeo de uma palestra de Hélio Couto, tive de concordar quando ele disse que “ninguém mais se choca com nada, estão todos idiotizados e doutrinados”. Especialmente, o povo brasileiro está nesse estágio de imbecilidade e apatia. Salve-se quem puder! É cada um por sua pele, seu salário e sua sacanagem de ocasião.

Venho apelar às boas consciências para que não se omitam, que não se fechem em seu egoísmo mais do que humano, mas que não nos diferencia na escuridão da alienação. Se você sabe, se você percebe que a mídia e o poder político estão privilegiando certas ideias e posicionamentos bizarros, não seja conivente.

Se você é alguém que se esconde em sua toca no meio de algum local agreste, alheio a tudo sob o ruído de animais silvestres, com esperança de terminar seus dias sem sobressaltos por causa de sua neutralidade, saiba que radicais sobem ao poder com sua ajuda, inocentes são perseguidos com seu beneplácito e uma imensa maioria será proscrita, quiçá dizimada, através de sua covardia. E, com absoluta certeza: se seu remorso não lhe cobrar a vida em troca de sua pusilanimidade, você deverá ajudar a preencher a lista dos proscritos ou assassinados por crime contra algum “direito humano”.

[*] G1. ‘Representei a dor que sentimos’, diz transexual ‘crucificada’ na Parada Gay. Portal G1: São Paulo. Notícia (online), publicada em 7 de junho de 2015. Disponível em < http://goo.gl/PZgwQG >. Acesso em 10 de junho de 2015.

Anúncios

15 comentários

    1. É uma aberração! Maria, as leis são elaboradas, executadas e fruídas pelos que estão no Poder. Não adianta esperar que o povo se mobilize. Quando isso acontece, é sempre sem direção ou são guiados por infiltrados.

      Obrigado por mais essa fonte de notícias Um abraço! 😉

      Curtir

  1. LIQUIDAÇÃO MORAL QUE NÃO TEM FREIO, POR SER UMA COBRANÇA DA NATUREZA E DAS PESADAS. O MELHOR É NEM COMENTAR, PORQUE A NATUREZA NÃO ESTÁ DE BRINCADEIRA. MELHOR GRADECER SEMPRE E A CADA MOMENTO POR TUDO QUE NOSSA SOBERANA MÃE NOS DÁ, PRINCIPALMENTE O EQUILÍBRIO EM TODOS OS SENTIDOS. É MESMO SALVE-SE QUEM PUDER E SE PUDER, PORQUE NADA CONHECEM DA VIDA E E SUAS LEIS NATURAIS. TRISTE TUDO ISSO!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Como eu disse, Nágea, estou tentando evitar estes temas. Porém, eu não conseguiria dormir à noite se não desse, ao menos, uma resposta a essa laia de insanos e um apoio àqueles cristãos que se sentem desamparados espiritualmente diante de tamanha demonstração de desprezo e agressão.

      Sim, as cobranças da Natureza daqueles que dão um valor extremado aos seus ventres, apetites e maluquices serão duras, e não tardarão. 😉

      Um abraço!

      Curtido por 1 pessoa

  2. As pessoas exageram demais para chamar atenção do que não tem mais graça mesmo, com isso desvalorizam a fé, as tradições culturais, o respeito e o amor. Provavelmente cada povo, cada raça, cada credo, cada optante, teria muito mais a dar, a oferecer, a ensinar, a transformar, do que ultrapassar as barreiras do aceitavel e mostrando que a vida muitas vezes se torna desprezível nas mãos do ser (des)humano.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pois então, meu bem: tendo em vista o que você disse, você poderá ver qual o lado que está incitando o ódio e procurando o Caos social. Não querem se integrar, mas apenas escorraçar o outro lado para a sarjeta dos proscritos. Qual a ideia que aquela foto passa? Que Jesus é gay e que nós estamos matando e crucificando os gays do Mundo inteiro.

      Quero a harmonia também, quero a liberdade também. Cada maluco com sua loucura, mas sem querer impor essa neurose a todos nem a transformar isso em política de ensino. Isso é doutrinação fascista, ainda mais com apoio da mídia, dos partidos políticos e de grandes empresas. Ou seja: coitadinhos, muito pouco deles são. A grana rola solta e financia grandes projetos de mudança de paradigmas. Só que não para bons padrões, mas para padrões orgiásticos mesmo.

      Fique de olho no que falam sobre sexo na escola de sua filha, hein, Simone! Fique de olho!

      Curtir

  3. No budismo, o sâmsara ou roda das encarnações é algo que, através dele, pode ser quebrado, impedindo que o praticante novamente reencarne e fazendo-o alcançar o nirvana. A população LGBT, ao lutar contra a discriminação, está quebrando o seu sâmsara, mas ao invés de usar isso como símbolo, usa Cristo. E depois quer que todo mundo ache lindo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. João, bom dia, a Paz!

      No meio da população que rejeita o homossexualismo e o estilo de vida gay (sem impor essa rejeição, obviamente), há uma imensa maioria de pessoas com um preconceito normal e um mínima (mesmo) quantia de pessoas que têm fobia das pessoas gays. Esses, sim, devem ser vigiados e tratados, pois seu preconceito se tornou medo mórbido e aversão.

      Mas, o preconceito é normal. Não existe nem uma pessoa sequer que não tenha preconceitos, pois eles decorrem de nossas preferências, ou seja, do somatório de nossas aprovações e rejeições pessoais. O preconceito, na falta de um conhecimento maior da vida, nos traz a segurança de saber o que fazer e o que é melhor para nós e e para nossos filhos, em termos de ensino e vida.

      A vida heterossexual, nessa sociedade, não é a ideal, e está muito longe disso. Ao menos, consideramos que ela está muito mais em consonância com a Natureza e nossa função nesse mundo do que a revolta contra o karma, citado por você.

      Um abraço e fique na Paz!

      Curtir

  4. Boa noite, Júlio César!

    Tenho pesquisado vários blogs a respeito desse assunto. E o seu me pareceu ser o mais sensato. Você deixa claro a sua posição e nem floreia a situação. Diante disso senti-me a vontade para deixar o meu comentário que discorro abaixo.

    Antes de tudo, tenho 36 anos, sou bacharel em Direito, Funcionário Público do Estado do RJ. E sou homossexual. Mas antes de qualquer coisa não vim atacar e sim concordar com vários momentos elencados por você.

    Pra começo de conversa, eu como homossexual, não praticante. Pois, acredito muito na máxima que Deus ama o pecador, mas abomina o pecado. Não sei como isso aconteceu, eu ser homossexual, já tentei de várias maneiras mudar o rumo disso, a minha infância e adolescência não foram fáceis. Chegou um momento que me aceitei como tal, mas decidi não praticar.

    Como estava falando acima, eu como homossexual repudio totalmente esse atos cometidos pelo movimento gay. Sou contra essa ideia de querer impor a verdade deles como absoluta. Está tendo um disparate e um descontrole, falta de equilíbrio emocional, psicológico mesmo. Li que vários homossexuais foram contra a esses atos, então todo o grupo não pode ser acusado como conivente, mas acho que eles deveriam tomar uma posição e dizer que essas pessoas não os representam.

    Acho sim que hoje em dia está ocorrendo uma banalização sobre o assunto e está disposto na mesa de forma errada e desequilibrada. Eles não tem base sólida para protesto.

    A tal parada gay se não me engano foi criada nos EUA, mas sua ideia inicial é para poder os homossexuais lutarem por seus direitos e poder levar seus familiares e amigos para o apoiar. Mas isso parece que nunca aconteceu. O que vemos hoje em dia é uma promiscuidade ao ar livre. Atos que deveriam se restringir a privacidade de cada indivíduo. Seja ela homossexual ou heterossexual. Como levar a família e amigos para um evento desse tipo? Não tem como.

    Sobre a Lei da Homofobia: Minha sincera opinião é que eu acho desnecessário criação de tal lei. O homossexual não é melhor e nem pior que qualquer outro da nossa sociedade. São perante a lei todos iguais, conforme artigo 5º da Constituição Federal. Foi morto? Tem o artigo 121 e seus incisos, alíneas e itens. Sofreu lesão corporal? Artigo 129 e seus incisos, alíneas e itens. Como você vê já existem artigos para tal e está tudo no Código Penal Brasileiro. Não há o que se falar em Lei de Homofobia.

    Cabe também destacar a diferença entre Homofobia e o simples não gostar. Hoje em dia virou mania que todo mundo que não gosta ou é contra, por convicções religiosas ou pessoais, são considerados homofóbicos. Realmente percebo uma certa ditadura gay. Nem todo mundo é obrigado a gostar de fígado, como tem outros que gostam. Não é porque a pessoa não concorda ou não gosta, que ela vai querer sair batendo ou matando os homossexuais. Isso pra mim não deixa de ser vitimização exacerbada.

    Outro ponto a destacar, não tem como querer comparar a situação do negro com o homossexual, quem assim o faz não entende nada de história. A questão do negro é completamente diferente e eles sim precisaram de uma Lei específica para o protegerem e as suas cotas no ensino público, pois historicamente eles foram colocados de lado. Os gays não passaram e nem passaram por isso. São situações completamente diferentes.

    Também não entendo essa perseguição de alguns gays ao Cristianismo. Está bem claro que o Cristianismo não aceita a homossexualidade, o adultério, o homicídio, o roubo e tantas outras coisas. Acho muita pretensão querer mudar uma crença milenar. Se querem respeito, devem respeitar os dogmas da crença.

    Claro que existem disparates por parte de alguns adeptos, mas isso não quer dizer que ele seja o porta voz dessa religiosidade.

    Também acho errado essa fiscalização do movimento em querer proibir que os seus adeptos cristãos diga se é ou não certo. Ora bolas, está Bíblia, e os seus seguidores seguem o que está escrito na Bíblia.

    O próprio Papa Francisco demonstra compaixão aos homossexuais, mas isso não quer dizer que ele vai passar aceitar tal ato, ter compaixão é um ato do cristão.

    Acho que esse movimento ao fazer isso só perdem a pouca credibilidade que tem, se é que teve algum dia. E no fundo acho que tudo isso é forma política para se ganhar dinheiro público, dinheiro que como eu, você e todos os outros pagam pelos impostos. Os impostos financiar esse tipo de coisa é ao meu ver um absurdo. E sem contar que tudo desvia dos verdadeiros assuntos da nossa sociedade. Enquanto dinheiro público é investido nessas coisas, a saúde, a educação e tantos outros assuntos importantes ficam sem o devido investimento público. É o famoso pão e circo para o povo.

    Falaria muito mais sobre assunto e o que realmente penso sobre tudo isso, mas para não parecer preconceituoso e nem ser atacado por pessoas que pensem contrários a mim, encerro por aqui.

    De qualquer forma peço desculpas se ofendi alguém, mas achei que deveria dar a minha opinião a respeito de tudo e deixar escrito a minha indignação. E ainda mais por eu ser homossexual.

    Abraços!
    Gabriel Borges

    Curtir

    1. Gabriel, bom dia!

      Sua sinceridade cristalina deveria envergonhar a muita gente hipócrita e extremista, de ambos os lados, seja homossexual ou heterossexual (realmente, não importa, mas como é disso que estamos tratando…). Me sinto cada vez mais confiante (na verdade, seguro) de que boa parte, senão a maioria, dos homossexuais estão conscientes do uso covarde que certos grupos, cada vez mais alçados e financiados pela mídia e pela Esquerda, fazem da homossexualidade para se promoverem. O mesmo falo dos negros. Seus ancestrais sofreram muito e hoje têm seus nomes e imagens usadas como mote de manobra e estratégia de fragmentação social.

      Obviamente, não nego que haja muitos racistas e homofóbicos (um pouco menos, eu diria). Mas, daí a querer criminalizar a opinião para chantagear toda uma parcela da população como se fossem todos, a priori, potenciais criminosos… aí é demais.

      Eu lhe digo e a todos os homossexuais: vocês são livres para optar pelo que quiserem ou desejarem entre quatro paredes. Se me perguntarem, serei a favor ou aprovarei? Posso dizer que, sendo nós diferentes em termos de opinião e gosto, não aprovarei a tudo. Mas, a Constituição garante essa liberdade, a todos. Liberdade de Consciência, de Expressão (respeitosa, não dúbia e não anônima), de Culto. Não acho que a instituição religiosa, seja qual for, deva ter influência política. Porém, quando opiniões religiosas se manifestam na política, como negar que elas fazem parte do repositório da Liberdade individual? Qual uso pode ter a Liberdade Religiosa se as crenças não forem manifestas? Servem apenas da porta de casa para dentro?

      Suas opiniões são equilibradas e sensatas. Ainda bem que você, a exemplo de uma pequena parcela dos advogados do Brasil, não se deixou contaminar pela ideologia vigente hoje na OAB. Também me incomodo com os excessos de alguns religiosos, que levam tudo para o terreno do enfrentamento. Sou a favor do enfrentamento apenas quando há necessidade de nos defender e proteger a Liberdade. Fora isso, defendo o diálogo, como esse que estamos tendo. Defendamos ideias sem levar as coisas para o terreno pessoal. Claro, desde que a pessoa não incorra em escândalo público danoso.

      Homossexual ou heterossexual, ateu ou crente, muçulmano ou judeu, negro, branco ou oriental: você e todos que têm essa postura equilibrada e honrada que você demonstrou aqui são bem-vindos!

      Volte sempre! 😎

      Curtir

    1. Com certeza, Aladim!

      A diferença é que Neymar não nos ultrajou com nosso dinheiro de impostos. Ou será que foi e eu não sei?

      Não conseguirão relativizar e fazer passar por normal um crime por esse ser comum.

      “O que é errado, será errado mesmo que todo mundo o cometa. O que é certo não deixará de sê-lo porque ninguém o pratique.”

      A Paz de Cristo esteja contigo!

      Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s