Liberdade econômica é uma balela


(Aos liberais que vierem me trolar, quero dizer que o que segue são apenas apontamentos, comentários. Prometo, a qualquer hora dessas, dedicar uma ou duas horas a sistematizar meus argumentos.)

Não se enganem: nada disso que vem acontecendo no Brasil nos últimos anos – nem os escândalos de corrupção, nem as denúncias que os escancararam – foi à toa. Todos os partidos agem sob uma mesma batuta estrangeira, com auxiliares fiéis e mercenários deste solo, tanto da chamada Esquerda como da Direita. A estratégia é: a Esquerda escandaliza o povo com leis e gestão bizarras, a Mídia prepara um clima de instabilidade (e lucra com os dois lados) e o povo, anestesiado e faminto, exige a volta das quadrilhas engravatadas e liberais da Direita.

Resultado: caminho livre para os bancos ditarem as regras nos próximos mandatos dos liberais como o fizeram no monopólio maçônico da Esquerda. Veremos, sim, venda em massa de ativos nacionais a empresas estrangeiras que – não duvidem – tomarão o Brasil de assalto.

Essa balela de liberdade econômica – de gente integrante de grupos como Movimento Brasil Livre, Instituto Liberal, etc., não me convence. E os ditos conservadores ainda vão atrás de lorotas contadas por Rodrigo Constantino e Felipe Moura Brasil – sem falar, é claro, nas patacoadas de Olavo de Carvalho, sobre o qual nada preciso acrescentar. A Liberdade econômica seria um efetivo protetor para o cidadão se houvesse mecanismos para evitar super-concentração de renda, se a educação tecnológica fosse privilegiada e a burocracia realmente odiada pelos bancos.

Bancos não desejam o desenvolvimento pessoal de cada cidadão e a livre concorrência. Não há livre concorrência real, mas grupos desiguais que usam o mesmo sistema fechado de drenagem de ativos físicos reais aos fabricantes de dinheiro falso – os bancos. Bancos visam apenas uma coisa: expropriação indolor (porém, nem sempre indolor). Enquanto os bancos forem, na prática, os emissores de moeda (como garantidora do pagamento de dívidas) nem o cidadão se verá livre de dívidas nem os governos poderão ter autonomia.

Bem, os liberais sabem bem do que estou falando. Mas, por ora, tenho que voltar a trabalhar para que o governo me tome cinco meses de salário anualmente e os bancos recebam seus juros imorais e fraudulentos por dívidas que nós não contraímos.

Anúncios

1 comentário

  1. Perfeito, Mano! A escravidão é um sistema que sempre existiu e permanece, escondido atrás de várias máscaras, até que a humanidade se convença de que cada qual precisa mudar de vida e ter como base a NATUREZA e, não essa cultura materialista e artificial. E enquanto cada qual não se demover dessa ilusão, dessa repetição fantasiosa, HAJA LAPIDAÇÃO! Confira, Mano: https://nalub7.wordpress.com/2012/02/21/tudo-uma-repeticao-fantasiosa/
    Grande abraço, Mano! o fim de tudo isso já começou, graças a DEUS!

    Curtido por 1 pessoa

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s