Ao contrário do que muitos podem pensar pelo título, hoje não vou comentar o caso da garota que acordou com trinta e poucos caras sobre ela. Isso é assunto para a Polícia do Rio de Janeiro e da Justiça (??) daquele Estado. Meu foco hoje é a polêmica fala de algumas feministas (e simpatizantes), dizendo que vivemos em uma “cultura do estupro” e que “todos os homens são potenciais estupradores“.

Não, não é de todo inverdade a última fala citada acima, embora a mesma, saindo da boca de setores de feministas radicais e/ou abortistas, seja apenas um argumento oportunista com fins a dividir a sociedade entre criminosos e coitados, sem chances à conciliação. Esses movimentos feministas (ou feminazis) não buscam a justa medida das coisas e situações, nem lançam mão de qualquer racionalidade, na maioria esmagadora das vezes.

Mas, voltemos à “constatação” de que todos nós, homens, somos “potenciais estupradores”. Seres humanos são bestas em evolução controlada. Na maior parte do tempo, tendemos a ignorar isso, fingindo que não sabemos que todos nós herdamos, geneticamente, comportamentos de outras espécies animais (dentre mamíferos, répteis e espécies aquáticas). Já fomos canibais, genocidas e, no passado, nossa espécie adorava o fogo enquanto cozinhava seus primogênitos recém-nascidos em fornos crematórios em oferenda aos “deuses”. Ainda hoje, algumas tribos indígenas enterram vivos seus recém-nascidos com alguma deformidade. E aí, onde estará a mídia escandalizada a flagrar esses momentos?

Biologicamente, sim, homens são potenciais estupradores e assassinos, bem como mulheres são potenciais açougueiras de seus filhos ainda não nascidos. Enquanto algumas mulheres buscam expor as misérias masculinas de nosso potencial para a violência sexual e a barbárie, elas mesmas (em grande parte) se arvoram ao “direito” de escolherem quando e como retalhar seus filhos no ventre, como se eles fossem “parasitas” a serem eliminados. Obviamente, prefiro não ficar destacando aqui as misérias de nossa humanidade como espécie subinteligente. :\

Não há uma cultura do estupro. Vai muito além disso. Herdamos essas chagas, sem percebermos. Nem sequer sabemos por que nascemos neste planeta, mas aqui estamos. Uns dizem que é porque “Deus quis assim”; ainda, há aqueles que acham que estamos aqui evoluindo e outros tantos que lamentam por vivermos a pastar e comer cocô alegremene. Ora, nem tanto à sede ou ao pote. Pode ser que evoluímos até chegarmos à ideia de que “deus” queira que comamos cocô e arrotemos alfafa.

Homens estupram e as mulheres ainda se apaixonam por eles! Vejam! Será que as mulheres casam-se, todas, com medo do estupro, ou são retardadas mesmo? Vejam, homens estupradores, como a Fé em Deus nos leva a estuprarmos ao longo dos séculos! De um lado, alguns muçulmanos radicais justificam sua mania de estuprarem donzelas com seu fanatismo. De outro lado contrário, feministas acusam homens de usarem sua Fé ou qualquer coisa para estuprarem. Logo, homens no Ocidente ou serão estupradores por convicção ou por difamação. E por que? Resposta: porque a ação de alguns sociopatas estupradores do sexo masculino (sim, porque há também estupradoras) colocaram todas as mulheres sob o temor de sofrer estupro da parte do restante dos homens que têm seus instintos plenamente dominados.

O quero dizer com tudo isso é que, sim, nós, seres humanos (homens e mulheres), carregamos uma herança ainda bastante grosseira de inclinações e instintos primitivos. Se quisermos manter esses instintos sob controle e censura, enquanto damos lentos passos rumo a um status de civilização aceitável (se nossa espécie continuar subsistindo), precisamos unir a sociedade em torno desse esforço sincero em direção ao autoconhecimento e à solidariedade. Porém, solidariedade não equivale ao sentimentalismo e sensacionalismo barato, sempre próximos da hipocrisis mais crassa. Também, autoconhecimento não é expurgo de nós mesmos e de nossas sombras, mas integração dessas mesmas sombras, destiladas e purificadas de nossa teimosa grosseria e amargura.

Anúncios

Um comentário em “Potenciais estupradores?

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s