Para ser sincero…


A vocês — espíritos, mentes, pessoas, feras, semideuses, capatazes, chefes, entidades, santos, sócios:
  • que se acham donos dos outros e, de forma fria e oportunista, como a cobrar tributo, nos manipulam, meu sincero olhar de decepção;
  • que vivem da guerra entre as pessoas e povos, ganhando com a miséria dos lados em conflito, seja pelo “amor” ou pela dor, dedico meu sincero desprezo;
  • que formatam a mente de seus seguidores humanos, carentes de líderes e guias, praticando o que pregam quando lhes convém, minha sincera pena (por perderem a chance de serem bons exemplos para seus pupilos);
  • que mostram a verdade apenas para provarem estar, quando convém, com a verdade, meu sincero agradecimento (por me fornecerem mais motivos para ser, ainda mais, cético para com as “verdades”);
  • que nos acusam a todo momento, nos incitando à discórdia, e que sabotam os hipócritas para lhe superarem na vileza, meu cuspe azedo de um sincero vômito interior.
Anúncios

4 comentários

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s