Anotações sobrenaturais


Após um período de salutar jejum, afastado que estive das publicações, resolvi tecer alguns comentários sobre minha reaproximação da Igreja e da espiritualidade Cristã.

Dos meus leitores, aqueles que já visitaram, ou acompanharam, a Central Matrix, devem ter percebido o teor estritamente gnóstico dos conteúdos sobre os quais lá abordei. Após alguns meses em estado off, no entanto, senti que, apesar de tentar expor o problema da existência humana a partir de minha perspectiva, da forma mais clara possível, faltava-me — como sempre faltou —, a saber, o componente sobrenatural.

A tradição cristã (católica) ensina-nos que o ser humano é composto pela união de duas naturezas: a natural, formada por nosso organismo vivo, e a sobrenatural, ou seja, a chamada alma imortal. O corpo físico é constituído por habitáculo da alma, enquanto peregrina neste mundo.

A partir deste ponto, já não me importa se há uma guerra entre um Deus Imortal e um anjo rebelde, Satanás, ou se ambos são faces do mesmo potentado ditatorial. Nem mesmo importaria se não houvesse deus algum e estivéssemos sozinhos no Universo, frutos de um desenvolvimento mais aleatório que sorteio da Mega Sena. Importa, sim, é que o ser humano, na carne, é um ser fraco.

Se decidimos nos submeter a um Deus, ou não; ou se decidimos nos rebelar contra Ele e encontrar uma tal verdade escondida de todos nós, não anula o fato de que nada mudará nossa sorte como seres frágeis, tolos e volúveis, na carne e na personalidade. Quando muito, por exemplo, a Consciência muda-nos a sorte pela guinada em nossa postura diante do Mundo e pelos efeitos que nossos atos incidem sobre nosso Destino. Mas, nada, nada mesmo, muda a origem de nossa fraqueza: o orgulho.

É o orgulho que nos dificulta, pelo ciclo de ato e justificação do mesmo ato, a mudança de rumos em nossas vidas. O orgulho, em sua manifestação de soberba, nos isola de nossos semelhantes, segundo a carne, e das forças vitais e sobrenaturais que buscam nos salvar, o tempo todo, de sermos condenados a um tour no inferno. O inferno, aqui mencionado, é o estado de separação permanente entre a nossa essência e o Coração do Criador.

***

136-missas-gregorianas-frame (1)

Eu tentei manter-me longe da Fé e da Igreja. Porém, mesmo sob críticas e ataques, resolvi voltar para a Casa do Pai. Fui moído pelas provações e, lançado fora meu orgulho, pedi ajuda ao Céu, ao Cristo, meu Salvador, à Santíssima Mãe do Senhor e a Mikhael, o Grande Patrono da Santa Igreja. 

Recebi o Sacramento da Caridade (o perdão dos pecados), depois de anos sem o mesmo, e entendi o que acontece. O reconhecimento da Divindade, através do perdão dos pecados (capitais, mortais e venais), administrado pelo sacerdote, como que vira a chave em nossa fechadura emperrada pelo orgulho.

Levanta-te, Senhor! Salva-me, Deus meu! Porquanto feriste a todos os meus inimigos nos queixos; quebraste os dentes dos ímpios.

(Salmos III, 7)

Quando, por meio de solene Confissão, reconhecemos nossos pecados, automaticamente tendemos a tomar a direção da virtude, contrária ao pecado, para justificar nossa Consciência. É o que acontece também, ao contrário, quando erramos e buscamos justificar o erro, e quando mentimos, ainda mais, para sustentar a primeira mentira. A palavra é o sacramento de nossa Consciência, seja diante de Deus, seja diante do Inimigo.

Sim, a Confissão opera um efeito sobrenatural de cura e alívio sobre a Alma chagada pelo orgulho e pelo pecado. Daí em diante, se realmente arrependida a Alma, abre-se um estado de graça. Mantê-lo é tarefa pessoal e intransferível, através da Fé e da Caridade, por uma relação de Amor com Deus e com nossos irmãos.

Ubi Thesaurus, ibi Cor.

20180819_1109491361300047

4 comentários em “Anotações sobrenaturais

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.