Fanatismo bolsonarista


Estávamos, todos, fartos do populismo petista que, por trás dos panos, formava um caixa de grana suficiente para financiar campanhas vitoriosas (a reboque de chantagem sobre os mais pobres) até, pelo menos 2036, segundo certas delações premiadas da Lava-Jato.

Por outro lado, ascende, dentre o baixo clero dos deputados, irrequieto e aparentemente indignado, Jair Bolsonaro, alçado à Presidência por uma campanha ancorada nas redes sociais, pelo vácuo político devido à falta de indivíduos de credibilidade.

Com certeza, foi um belo experimento integrado por:

  • meios virtuais frequentados, a todo momento, por dezenas de milhões de brasileiros;
  • discurso conservador misturado, de forma improvisada, com promessas liberais mal explicadas;
  • povo descontente (como sempre) pelos indícios de corrupção sistêmica em todos os Poderes da República e, claro;
  • um líder altivo, autocrata e que “joga para a torcida”.

ANTECEDENTES

Não tardou, e pudemos perceber que havia rachaduras nessa gambiarra política arranjada para estancar o fluxo purulento da chaga petista. A vergonha não acabaria ali, com o Petrolão. O sistema político já está viciado há muito tempo. Sabe-se que, com problemas nacionais que convergem para a Política, somente da Política é que soluções para tais problemas poderiam surgir. Mas, surgir, como, de onde?

Os antagonistas do petismo formavam um tipo de grupo das donzelas ultrajadas, como se fossem guardiões das virtudes que todos os jovens devessem saber de cor. Eu, desde sempre, desconfiava daquela indignação generalizada, embora partilhasse do sentimento de horror diante dos assaltos que petistas e aliados operaram sobre estatais, além dos contratos bilionários concedidos, de forma totalmente irregular, a empresas “amigas” de campanha.

Houve um tempo, anos atrás, em que manifestações pediam liberdade de expressão e combate ao monopólio do discurso, da Esquerda, em todos as instituições da sociedade. Realmente, é perigosa a massificação de discursos. Perigosa, e sabemos onde termina. Ora, mas não é isso que vimos retornar, só que com sinal trocado, ainda durante a campanha eleitoral de 2018?

Jair Bolsonaro, ainda candidato, sofre uma atentado a faca. Ali, ainda no hospital, enquanto passa por cirurgias, ele já é aclamado como um herói contra o establishment, um semideus. Ninguém mais o poderia antagonizar, pois, emocionalmente delirante, seu séquito o defenderia, com unhas e dentes, de qualquer crítica, mesmo arrazoada. Seus eleitores o haviam adotado; Bolsonaro (pai) estava, literalmente, em seus colos.

A mesma cegueira, disfunção cognitiva apontada pelo guru dos Bolsonaros, Olavo de Carvalho, como sintoma de esquerdopatia, pode ser, agora, verificada nos casos de destropatia. Dentro dessa classe, estão aqueles pertencentes à seita bolsonarista, para os quais princípios conservadores, inclusive, são abandonados, se preciso, para defender o salvador anticomunista, Jair Bolsonaro.

>> LEIA MAIS: Confronto entre bolsonarismo e lulismo (outubro/2018)¹.

Bolsonarismo: chantagem e histeria

Hoje, bolsonaristas, simplesmente, torna a imagem do Presidente ainda mais detestável, já que é destes que Bolsonaro depende para sobreviver politicamente. Bolsonaristas fazem, hoje, exatamente o que as milícias virtuais do PT faziam nos governos de Lula e Dilma Rousseff: perseguir, difamar e ofender quem lhes confrontasse, criticasse ou apontasse escândalos. Provaram que Direita e Esquerda são cabeças vorazes da mesma Besta política, manipuladas por meio de suas paixões e ilusões políticas.

O Comunismo é, sim, uma chaga a ser cauterizada com determinação. Mas, enquanto doutrina totalitária, ela não é diferente das Ditaduras direitistas, que divergem dos governos comunistas de Esquerda apenas em detalhes primários. O resultado é sempre o mesmo:

  • supressão da dissidência de pensamento, mesmo a da crítica construtiva;
  • culto à personalidade do Governante;
  • controle da economia ou falsa abertura econômica (arrocho fiscal, controle de gastos baseados na diminuição de investimentos e garantia da oligarquia banqueira);
  • revanchismo ideológico nas instituições (Mídia, Governo, Academia, etc.).

Os adeptos da seita bolsonarista, desesperadamente empenhados em “passar pano” nas infelizes ações e declarações deste Governo, insistem na chantagem de que, “se Bolsonaro cair, o PT volta”. Podemos dizer que certos “acordões” com agentes dos Poderes Judiciário e Legislativo é que podem garantir a volta do PT. Pretendem os bolsonaristas estar lidando com crianças medrosas. Enganam-se!

>> LEIA TAMBÉM: Sobre ataques virtuais de milícias bolsonaristas (maio/2019)².

Abaixo, uma amostra de como o filho caçula do Jair Bolsonaro, vulgo Carluxo (mentalmente desequilibrado) se refere aos “isentões” (ou seja, aqueles que não tomam partido). Chama eleitores arrependidos de Jair Bolsonaro (tais como eu), de putinhas e cadelas. Pasme: apenas por discordarem das ideias e ações de seu pai, além de apontar a falta de equilíbrio mental do mesmo e de seus filhos.

Já cansamos de ouvir e ver militantes bolsonaristas tentarem relevar que:

Não, não temos medo de que o PT volte. O PT não voltará, está desmoralizado. Não apenas o molusco de Garanhuns (Lula), mas todos os seus colegas de legenda estão marcados pela vergonha, por rótulos que vão de ladrões a desequilibrados mentais.

A Esquerda, por meio de uma estratégia de convencimento dos católicos da América Latina, ocuparam grande espaços na sociedade. Corromperam a juventude, iludiram trabalhadores. Essas gerações só puderam ser enganadas porque falsos conservadores, militares de 64, quiseram mudar as mentes das pessoas de fora para dentro, por meio da ordem, e não das ideias. Bateram em maconheiros e jornalistas, enquanto os verdadeiros oposicionistas “sofriam em Paris”.

O que tenho a dizer, afinal?

A massificação de ideias falha sempre. Eles, os fanáticos pelo Poder, dominam o picadeiro, mas não a plateia. Sejam de Direita ou de Esquerda, os líderes autoritários sempre falharam. Dentro das mentes, eles não podem entrar sem que as pessoas os convidem.

Por isso, as religiões são tão perigosas, a longo prazo. Você pode crer num deus, mas você não deve endossá-lo pelas mãos de um pastor, padre ou guru. Da mesma forma, você pode dar seu voto a um candidato humano à Presidência, mas cuidar para que, para justificar seu voto, você não renegue o óbvio e se abaixe demais em sua dignidade.


NOTAS:

  1. CANTANHÊDE, Eliane. O confronto é entre duas seitas, bolsonarismo e lulismo. Mas, viva a democracia! Contraponto (art. online). Publicado em: < 07 de outubro de 2018 >. Disponível em: < https://is.gd/yfhxYC >. Acessado em: < 17 de outubro de 2019 >.
  2. RUDNITZKI, Ethel & OLIVEIRA, Rafael. Influenciadores de dreita relatam linchamentos virtuais perpetrados por bolsonaristas. Agência Pública, via EXAME (art. online). Publicado em: < 26 de maio de 2019 >. Disponível em: < https://is.gd/um418O >. Acessado em: < 17 de outubro de 2019 >.

4 comentários em “Fanatismo bolsonarista

  1. Irmão, a coisa eh muito mais complicada de entender ……..
    Vc. tem e não tem razão!
    Uso sue link sobre o racismo judaico sempre, e eh ali que começa a compreensão do que rola!!
    Peço a leitura destes livros👇🏿
    http://www.controversyofzion.info/Controversy_Book_Spanish/index.htm
    http://inacreditavel.com.br/wp/gerard-menuhin-o-holocausto-e-a-maior-mentira-da-historia/
    https://telltruthshamedevil.blogspot.com/2016/03/ebook-tell-truth-shame-devil.html?m=1
    No site abaixo vários livros de interesse, destacando os de gustavo barroso, “o dossiê Rosenthal”, sobre o talmude…..
    https://archive.org/details/LivrosHistoricosBanidos/page/n1
    Boa leitura…….
    Enquanto não estivermos dispostos a entender que a revelação da verdade eh a chave para a liberdade de todos, independente de serem cristãos, muçulmanos, judeus, ou qq outro, independente de raça,…….seremos refens e escravos!!
    E, alguém ligado ao entendimento do amor de Cristo, praticante íntimo da sua revelação, será necessário para conduzir os demais, como Jesus ensinou!!!!!
    Mas, esse alguém terá que ter discípulos praticantes e íntimos da mesma doutrina…….

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bom dia, irmão!

      Busco sempre a verdade, independente de que cara ela tenha. Todos os livros indicados, eu os tenho. Não conseguiu lê-los todos, mas os tenho por referência quando preciso.

      A liberdade NUNCA será exterior. A matéria é uma “rede” que amarra a todos enquanto vivos. Quer ser livre? Isole-se. Mas, deixe tudo para trás.

      Sobre Jesus, prefiro deixar a cada um para que meditem.

      Saudações!

      Curtir

      1. “Sobre Jesus, prefiro deixar a cada um para que meditem.”
        Sim, irmão, claro, eh o que tenho feito…..
        Mas, está claro também que a cada ser foi dada a liberdade de arbítrio!!
        Abs forte, e obrigado!!

        Curtir

Escreva abaixo seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.