Vida, mentira institucional?


Nunca me considerei adepto do existencialismo, mas já me perguntei, por diversas vezes, os motivos que justificariam estarmos aqui. Para quê? De que serve, à evolução humana, todo esse processo de sofrimentos?

O Homem, o Templo e o Universo


Segundo a Lei das Correspondências, “o que está acima é como o que está abaixo, e o que está abaixo é como o que está acima”. Assim, tudo, seja superior ou inferior; nos altos Céus, na Terra ou abaixo desta, reflete uma única Verdade, uma Lei viva, que permeia todas as coisas.

Por meus dedos


Dedico minhas penas, palavras e dedos pequenos, à genialidade de Paulo Mendes Campos, um mineiro cujas crônicas me encantaram desde a mais tenra infância. Agora, infância nem mais tenra, nem mais iludida.