Blog

Parábolas do Silêncio


Eu poderia manter-me em silêncio, agora. Porém, se a palavra é de prata, o Silêncio não remete a metal precioso algum. Não, o Silêncio não é de ouro e sequer reluz. Com efeito, o Silêncio é como uma névoa extremamente sutil, cheia de virtudes misteriosas e balsâmicas para uns e de ácidas conotações para outros.

Resgate


RESGATE As linhas de expressão refletem Palavras não escritas, rugidas, Prenúncios de dívidas insolúveis. O ressoar da Promessa tropeça Nas…

Translúcida


TRANSLÚCIDA Só, escutando as gotas, Cheirando a mesma névoa, E o assento, só. Ingerindo teu gemido, Introjetando cada nota, E…

Elogio ao Egoísmo


Boa parte das pessoas se levanta para professar louvores ao chamado “altruísmo” como forma de evolução moral e de caminho…