The Reckoning (by Robert W. Service)


Cambirela com neve

My 35-year carreer upon this planet is most all fulfilled… even right up to now. Yeah! I believe we’ve only got the “now” and the “here”, these ubiquous illusions that gather altogether to perform that uncomprehensible thing called Reality.

Olavo de Carvalho: fundador de uma seita fanática


Para quem não sabe, eu já fui seguidor do pseudo-guru e astrólogo fracassado Olavo de Carvalho. Inclusive, já citei várias de suas falas oportunistas aqui, nesse espaço. Não apaguei nem uma citação dele, sequer, por pura honestidade e vergonha na cara (características ignoradas por aquele sujeito). No entanto, é constrangedor admitir que já dei ouvidos ao Olavo.

Porém, como as pessoas tendem a evoluir intelectualmente (e moralmente, também), eu consegui enxergar, munido de alguma lucidez que me restava, o perfil maquiavélico e cínico do esmoler da Virgínia. Esta postagem é direcionada a você, que já se sentiu enganado(a) pelo falso vidente Olavo ou que, desgraçadamente, ainda o segue.

Wallpapers do Portador da Promessa para 2015 (download)


Num surto criativo repentino, resolvi personalizar o site e presentear os leitores com alguns pensamentos e imagens editadas, em forma de wallpapers (papéis de parede para área de trabalho). São oito temas diferentes, prontos para download.

O Portador da Promessa


Os anos passam e todos nós, se não mudamos, temos de nos adaptar à vibração dos anos. Nossos nervos se adaptam às porradas da Vida e, assim, a abordagem que fazemos às curvas do Caminho vai se modificando. Não permitimos que nossa essência se dilua diante dos desafios, mas ela deve continuar seguindo o melhor Caminho, ainda que fluindo como as águas de um rio ou irrompendo como meteoro pelos Céus. O Caminho tem sempre seus pontos altos e baixos, sejam eles acentuados ou suaves.

Quem me acompanha desde o início deste blog talvez se lembre dos motivos de eu ter adotado esse nick, Ebrael. Foi para, ao mesmo tempo, funcionar como “amuleto” e pseudônimo, já que não gostava de assinar minhas poesias e relatos com meu nome de batismo. Paralelamente, o título do site, DIES IRÆ (em lat., “Dia da Ira”), que é o título de uma obra sacra do séc. XIII, funcionou como sinalizador do espírito do que viria a ser escrito aqui.

No entanto, visando acompanhar a evolução natural da Vida e consoante as peças que a mesma me pregou até hoje, acho por bem modificar o nome que está à porta desta “casa” virtual. Esta não perderá seu caráter ácido, inerente ao espírito daquele que dela cuida, mas deixará de lado a impessoalidade aparente para assumir, de uma vez, a personalidade de quem vos fala. A partir de hoje, pois, esta “casa” será do “Portador da Promessa”.

Mas, qual é o motivo por qual é atribuído este título ao site?