A Vontade e a Plenitude da Lei


O Livro da Lei, originalmente intitulado Liber AL vel Legis, de autoria do mago ocultista Aleister Crowley, é um dos mais polêmicos dos últimos cem anos. Ele faz declarações, supostamente inspiradas, que poderiam ser interpretadas de várias formas. A despeito das controvérsias, a Lei de Thelema, promulgada neste livro, continua a ser um símbolo para a chamada Nova Era de Aquário.

Continue Lendo “A Vontade e a Plenitude da Lei”

Manipulação nas relações afetivas


Até que você perceba que você está sendo manipulado, vai lá um longo caminho de dúvidas e sentimentos de culpa. É horrível, sim, esta constatação. Ela expõe, diante de nós (senão de outras pessoas também), nossas fragilidades. Todos temos pontos fracos, e as pessoas manipuladoras exploram-nos exatamente porque elas sabem quais são os próprios pontos fracos (antes de nós).

Continue Lendo “Manipulação nas relações afetivas”

Parábolas do Silêncio


Eu poderia manter-me em silêncio, agora. Porém, se a palavra é de prata, o Silêncio não remete a metal precioso algum. Não, o Silêncio não é de ouro e sequer reluz. Com efeito, o Silêncio é como uma névoa extremamente sutil, cheia de virtudes misteriosas e balsâmicas para uns e de ácidas conotações para outros.

Continue Lendo “Parábolas do Silêncio”

Elogio ao Egoísmo


Boa parte das pessoas se levanta para professar louvores ao chamado “altruísmo” como forma de evolução moral e de caminho para a paz com seus semelhantes. Outros termos aromatizados artificialmente são utilizados como sinônimos, tais como: caridade, amor incondicional, empatia, generosidade, etc.

Mais frequentemente, ainda, confundem aquele mesmo altruísmo com alienação, transferindo aos outros a responsabilidade por suas mazelas e insucessos. Não! Você é o único responsável por seus sucessos e insucessos. Se outros te prejudicarem de forma direta, reaja de forma estratégica ou direta (mas reaja). Mas, então, como sermos felizes by ourselves (por nós mesmos)?

Para responder a essa questão (e a outras) é que proponho este elogio ao egoísmo. Vamos lá?

Continue Lendo “Elogio ao Egoísmo”