Sobre a Violência na Psicopatia


Como se dá o processo de alienação e deformação da personalidade psicopática? Como poderíamos descrever cada um de seus estágios, se nos fosse possível?

Opinando sobre os estupradores e a caminhada de alguns deles dentro da Psicopatia, disse eu em resposta a uma postagem no Facebook:

Yuri Bezmenov e o Brasil no Caos


Conscientizar as pessoas acerca de coisas que elas, provavelmente, não tiveram chance de saber, não é um trabalho fácil. Mas, após tê-lo realizado, ninguém poderá dizer: “Não fui avisado, não sabia”. Claro, essa Consciência advirá se a mente já estiver de sobreaviso ou conter os elementos essenciais para que possa absorver o que lhe é passado.

A quem interessam os conflitos sociais e a tal “guerra de classes”? O que querem os socialistas quando dizem pretender acabar com os “privilégios de classe”? Será que eles iriam acabar com a mamata de sua própria classe burocrata, quando chegam ao poder?

Nun, de Nazareno: a letra do Martírio cristão no Iraque


O que significa essa letra árabe que muitos cristãos têm adotado como avatar nas redes sociais? Por que, justamente, essa letra? Ao que se refere? Para responder, primeiramente, repassemos algumas notícias recentes…

Incrível! Pasmem — mas até os veículos sionistas da Rede Esgoto (conhecida como Globo) noticiaram a campanha dos ultrarradicais islâmicos do ISIL para aniquilar os cristãos do Iraque e leste da Síria. Segundo fontes cristãs, o número de cristãos no Iraque decresceu de quase 1,2 milhão em 2003 para 300 mil nos últimos meses, segundo estimativas. A maioria teria fugido para países vizinhos, mas alguns milhares já teriam sido massacrados em suas próprias cidades, tanto no Iraque como na Síria, como tenho noticiado neste site [1].

O ISIL (sigla em inglês para Islamic State of Iraq and Levant – Estado Islâmico do Iraque e Levante) é um grupo terrorista extremista do Iraque, considerado radical demais até pelos próprios cabeças da Al-Qaeda na região, pelos quais foram recrutados. Eles pretendem instaurar não apenas um Estado islâmico na região, mas estender o Islamismo a todo o mundo por meio de um califado. Localmente, já começaram a instaurar a Sharia (lei civil islâmica) literalmente, o que significa que todo muçulmano teria permissão para matar qualquer cristão que se recusasse a renunciar à Fé e/ou abraçar o Islamismo.

As revoluções enquanto negócios


Nesses tempos em que as manifestações populares deixaram de surgir em favor de  uma causa e se tornaram fenômenos meramente midiáticos, ou mesmo da moda, seria útil nos perguntarmos até que ponto tais eventos são realmente espontâneos. Pois, um povo que diz exigir o cumprimento da lei não pode, ao mesmo tempo, se arrogar o direito imediato de infringir a própria lei.

Serão, então, essas manifestações um teste de para nossa percepção a fim de percebermos quão irracionais e incoerentes podem ser tais manifestantes? Hoje, estar do lado dos “oprimidos” é conveniente para aqueles que precisam de salvo-conduto para sair vandalizando tudo. Me perguntarão se, acaso, defendo os bancos e a integridade de suas agências bancárias? Não, o que eu defendo é a ordem pública e a não proliferação de maus exemplos aos jovens. Pois, se esses “manifestantes” vandalizam por “justiça”, o que não fariam se tivessem carta branca de verdade?

%d blogueiros gostam disto: