Esqueceram de mim


No fim das contas, o ser humano é apenas uma criança assustada, sem saber quem são seus pais, esquecida numa estação do tamanho de um planeta, com sua mente alcançando as estrelas do Céu. Sem saber aonde ir, resta-lhe o confinamento num corredor qualquer da Estação Terra. São seus pais as estrelas, os deuses, humanos transformados em cristais de luz?

Continue Lendo “Esqueceram de mim”

Translente: um olhar impessoal sobre o Mundo


Aqui estou eu para anunciar mais um daqueles meus projetos inquietos, que fazem o Coração bater forte e a Mente trabalhar demais. Os dedos já estão exaustos, pedindo descanso. No entanto, vamos lá!

Continue Lendo “Translente: um olhar impessoal sobre o Mundo”

Deus cósmico (?)


Fico pensando em quanto poder teria uma entidade (ídolo, egrégora) tornada viva, sem ser contestada, absoluta sobre um bando semisselvagem e idiotizado como o nosso!

Continue Lendo “Deus cósmico (?)”

Modernidade em dissolução


— Trecho citado a partir do artigo The Unspeakable is spoken again (“O indizível é dito novamente”), em The Chrysalis. Tradução livre, para o português, de Ebrael Shaddai, logo abaixo da citação.

You may have noticed it. What was once unspeakable has become speakable again.  Even if not respectable or decent it has gained some measure of “legitimacy”. Continue Lendo “Modernidade em dissolução”