Site grátis para seu negócio


Num país, como o nosso, em que a pirâmide do INSS já dá sinais de que vai desabar a qualquer momento, deixando os contribuintes a ver navios em um futuro próximo, uma multidão de pessoas se aventuram em empreender seu próprio negócio.

Porém, na era da tecnologia (com um empurrão da pandemia por Covid-19), em que serviços e produtos são caçados cada vez mais através da internet, negócios sem presença digital nas redes sociais acabam perdendo espaço (e, portanto, oportunidades de faturar mais).

Você pode perguntar: Mas, como eu poderia aumentar a presença digital do meu negócio? É sobre isso que vim falar com você.

Santander, bancos digitais e seus fãs


Talvez, o apego emocional a tudo que seja novidade no Mercado não seja exclusividade do brasileiro. Me causa horror que norte-americanos passem dias em filas para comprar aquela nova versão do IPhone ou que brasileiros invadam lojas, como zebus enlouquecidos, em manhãs de liquidação.

Liberdade econômica é uma balela


(Aos liberais que vierem me trolar, quero dizer que o que segue são apenas apontamentos, comentários. Prometo, a qualquer hora dessas, dedicar uma ou duas horas a sistematizar meus argumentos.)

Não se enganem: nada disso que vem acontecendo no Brasil nos últimos anos – nem os escândalos de corrupção, nem as denúncias que os escancararam – foi à toa. Todos os partidos agem sob uma mesma batuta estrangeira, com auxiliares fiéis e mercenários deste solo, tanto da chamada Esquerda como da Direita. A estratégia é: a Esquerda escandaliza o povo com leis e gestão bizarras, a Mídia prepara um clima de instabilidade (e lucra com os dois lados) e o povo, anestesiado e faminto, exige a volta das quadrilhas engravatadas e liberais da Direita.

PT e PMDB: prestes a estuprarem a Constituição!


Eu poderia passar algumas noites (ou semanas) elencando, em extensos compêndios, todos os atos e projetos de lei inconstitucionais dos últimos três governos do PT na Presidência da República. Não apenas do PT, mas também de seus satélites socialistas (PC do B, PSOL, PDT) e grupelhos mercenários (PMDB, PR, PP). Eu ainda me ocuparei disso, mais à frente. Mas, nesta próxima semana, estaremos diante de mais um capítulo triste nessa novela mexicana, em que temos certeza do sequestro do Congresso pelo PT e do estupro coletivo da Constituição.

Como já era previsto, sua Excrescência, a presidente da República, Dilma Rousseff, deixou para falar a verdade acerca de suas cagadas anuais (ou anais) quando o povo não podia mais reclamar nem dizer que foi “enganado”. Agora foi, agora fodeu! Não adianta, o Congresso já se sente à vontade, com um passaporte de 4 anos, para pisotear a Lei numa sanha de ódio pelo que há de moral nela contido.