Hipocrisia, incoerência e cinismo


É comum, no discurso politicamente correto da atualidade, a acusação contra certas pessoas por hipocrisia. Se alguém age como amigo dos pobres, mas vive na riqueza, é porque não passa de um hipócrita. Se diz aos filhos para não fumarem, mas continua fumando, é outro hipócrita, falso. Faz o que digo, não o que eu faço.

Mas, como venho alertando às pessoas do meu convívio, o povão, mal sai da classe de alfabetização, já se acha na condição de formar opinião sobre tudo e todos. E, não temendo envergonhar ancestrais e seus professores (os mais antigos), saem por aí a arrotar inflamados discursos pseudo-moralistas aos quatro ventos. Isso é hipocrisia? Não, isso é falta de boa educação e imprudência!

O que é o Feminismo? (Sou machista, graças a Deus!)


Uma das coisas mais simples de se fazer, hoje em dia, quando você quer encher o saco de alguém ou acabar com uma boa reunião de família, é pegar um adjetivo qualquer e atrelar a ele o sufixo -ismo. Você quer dar uma de intelectual de pijama? Comece por dar asas ao seu intelectualismo. Numa dessas aventuras, alguns retardados, entediados que estavam com suas matinês revolucionárias, resolveram inovar. Criaram os termos MachismoFeminismoSexismo. Vejamos!

Sobre a Violência na Psicopatia


Como se dá o processo de alienação e deformação da personalidade psicopática? Como poderíamos descrever cada um de seus estágios, se nos fosse possível?

Opinando sobre os estupradores e a caminhada de alguns deles dentro da Psicopatia, disse eu em resposta a uma postagem no Facebook: