Vós sois deuses!


“Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós outros sois Filhos do Altíssimo” (Salmos 82, 6).


salmo82-6

“Ani amarthi: Elohim áthem u-vnei Elion kulkhem!”

Eu junto esse versículo dos Salmos àquele em que o Mestre nos declara que o Reino de Deus está dentro de cada um de nós. Ora, devemos manifestar essa natureza divina inerente à nossa Alma, seja por virtudes, pensamentos e palavras.

Ao invés de focarmos com nossos sentidos falhos a turbulência mundana com falta de fé, devemos nos lembrar que o Criador originou tudo, e organizou, a partir do Caos e do Nada. Devemos transformar, com confiança, o que está em desarmonia em uma realidade plena de Ordem, que é o primeiro sintoma da ação do Amor. Devemos manifestar essa filiação divina, colocando ordem no Mundo, com a mesma certeza de quando o Senhor disse: “Haja a Luz”.

Salmo 121 em Hebraico (melodia linda)

Havia dito essas coisas a uma amiga querida, por e-mail, que está passando por problemas, aos olhos dela, insolúveis. Nesse mundo, não se resolve apenas os casos de morte que, por si mesmos, já estão resolvidos. Eu não chamo Morte à cessação da manifestação de uma alma em um corpo físico, mas apenas Transição, como o fazem os Rosacruzes.

O cerne do sofrimento humano é a separação de sua compreensão da presença da Divindade em si mesmos. A essas pessoas, dizem que Deus criou o Universo a partir de seus próprios pensamentos e de sua própria substância. Elas se decepcionam quando, por sua incompreensão e incapacidade de perceber a Divindade, e manifestá-la por efeitos objetivos, não conseguem vislumbrar nada além das nuvens espessas que se transformam em tornados, frente à inércia de suas Vontades.

Quando as pessoas sofrem, elas podem até se abrir com outras pessoas, mas acabam se fechando em si mesmas. Devem, então, parar de focar no sofrimento, para que de sementes boas, surjam soluções para aquele terreno com problemas. Focar o Bem, as pessoas que podem ajudar, o Amor que transforma. Ele (o Amor) colocou tudo em ordem, aquilo que fora criado pela Luz e animado pela Vida, e haverá de renovar todas as coisas do Universo, até que cheguemos à Noite de Deus e tudo volte a dormir em sono profundo. Até lá, o Amor restituirá tudo, as alegrias e as dores, e todas as provas necessárias para passar de Ano na Escola do Universo.

Eleições 2010 e Eventos Psicodélicos


Ainda há muitos patriotas (os quais eu respeito) que nos exortam a não “jogar nosso voto no lixo”, assinalando NULO. Mas, como não enlouquecer, ficar instável, quando nos deparamos com tantos eventos burlescos na Politicalha Nacional? Há um certo entorpecimento mental, um relaxamento moral, às vezes forçoso, que nos chega pelos meios de comunicação, e originada pela agressividade dos agentes que deveriam (e muitas vezes são, no mal sentido) exemplos para a sociedade.

Almejar uma saúde mental nacional, uma vida de paz nas ruas, sendo que não conseguimos parar o estardalhaço que a perplexidade nos causa são ideais quase que unânimes hoje em dia. Não sei se isso (a doideira coletiva) é intencional, por desejo das elites, ou natural mesmo, tendo em vista os eventos psicodélicos que vivemos todos os dias. A Martha Suplicy falava pra gente relaxar e gozar. Isso seria um paliativo para as dores sociais por que passa a Mãe Gentil?


Se o estupro é iminente…relaxe e goze!

Se o salário mínimo só dá pra comprar comida…relaxe e engula!

Se os ladrões criaram esse país, e o controlam…relaxe e pague o imposto (por existir)!

Se o voto é obrigatório…relaxe e vote (nulo ou não)!

Se a educação é um porcaria…relaxe e estude a coxa da vizinha!

Se a bala que nos mata é perdida…relaxe e ache uma granada!

Se o Tiririca não sabe ler, e se eleger…relaxe – a maioria também não sabe –, e aprenda a ler melhor!

Se quem você elegeu rir de você, e te chamar de pé-rapado…relaxe, vire as costas, e mande uma banana pra ele (pra ele enfiar em si mesmo, onde quiser).


alt


Realmente, depois de mensalões, mensalinhos, dólares na cueca, assassinatos, espionagem, boate virando igreja e igreja virando boate (sábio Zeca Baleiro) e toda a fauna de espécies de corruptídeos infestando nosso país, posso dizer que parece o fim do mundo. Vamos sentar e assistir ao glorioso fim dessa palhaçada chamada democracia. Até a Esperança está de malas prontas para o Universo Paralelo. O Amor é artigo supérfluo e a tinta de cabelo é de primeira necessidade. A caridade não se mostra, pois quem deve abrir os olhos, ou dorme de preguiça ,ou coça-os, fingindo não ser consigo.

A honestidade é demodê, a virtude é do vidro de carro mais fumê e a candidata guerrilheira é dejavù. Cansei de tentar entender o que se passa no Brasil. É uma sequência tão irracional de coisas surreais, perpassando nossas retinas diariamente, que não consigo mais filtrar o que vale a pena ver e lembrar. A capacidade de discernimento e individuação perdem-se com tanta hipnose coletiva. Somos tão apertados, e de tal forma oprimidos, contra os acontecimentos que nos assombram que quase nos vemos como um gado, simples gado, com destino certo: a servidão e a aniquilação.

Sintomas de medo são esses do último parágrafo. Nos indicarão barbitúricos ou aquela cerveja barata, com som pseudo-pop e leitura de caderno de esportes.

Isso tudo é inacreditável!! E o senhor, doutor?!? Acredita?


Gotan Project: Tango para o século XXI


Este post não tem nada a ver com algum sentimento de remorso pelo sarro que todos nós, brasileiros, tiramos, com justiça, dos malfadados torcedores argentinos, pelo fiasco maior da seleção argentina, em relação à Seleção Brasileira na Copa 2010.

Se tem algo admirável, comum, aos povos brasileiro e argentino, este é o orgulho de suas raízes populares e culturais. Assim como o samba, o futebol e a religiosidade são para o brasileiro suas marcas maiores, entre tantas outras, o tango, Maradona, o patriotismo e o churrasco o são para o argentino. Dentre estes últimos exemplos, o que para mim é mais encantador (talvez o único) é o tango.

Não vou fazer uma descrição histórica do tango, nem versar sobre a biografia de Carlos Gardel, argentino mundialmente reconhecido como sendo o próprio ícone do tango. Tango para mim: ritmo musical popular, melódico-sensual, despertador de extrema e embriagante luxúria e de uma cadência única e original. E como eu aprecio coisas originais!! Tudo o que é original – talvez isso seja um paradoxo –, também é versátil e evolui harmoniosamente. É chegado o século XXI, o século de mudanças, culturais e de consciências, muito velozes e avassaladoras.

O Gotan Project é um projeto que busca mesclar e adaptar o Tango e suas vertentes clássico-populares aos novos tempos e ritmos. Ao meu ver, os criadores do projeto têm conseguido ótimos resultados nesse sentido. No site do projeto, linkado acima, há discografia e biografia do Projeto. A seguir, alguns vídeoclipes relacionados ao Gotan Project, que achei muito interessantes, tanto pelo som gostoso de ouvir como pela arte em si. Confiram:

Pastor João e a Igreja Invisível (Raul Seixas)


Não me entendam mal. Não é que eu queira pegar no pé de alguém (ou de alguns), ainda que alguns deixem o rabo para ser puxado… Às vezes, até eu me entendo mal. Porque será que teria de postar justamente um vídeo com o teor como o desse??

Não sei, mas um fogo abrasador arde em meu peito… Parece que estou escutando uma voz conversando comigo…Deixa eu me concentrar.

…Sim, estou uma escutando uma voz… uma voz soando forte e vigorosa em meus ouvidos….uma presença irresistível. Ela está me profetizando algo.

É minha mulher, me atasanando para postar logo esse vídeo infame e ir ajudá-la a fazer o almoço, pois é domingo e eu não tenho desculpa que estou cansado. É melhor eu ir, antes que, ao invés de fogo do céu e dinheiro, o que é mais difícil, chova panelas na minha cabeça.