A ingratidão e a ira ainda imperam


Muitas religiões, ao longo dos últimos séculos, foram úteis no processo de refinamento moral (apesar de lento) da espécie humana. No entanto, no Ocidente, embora deficiente em muitos aspectos e auxiliada por conceitos do Oriente, a ritualística católica conseguiu imprimir no vulgo o imperativo hermético do equilíbrio entre as necessidades físicas e espirituais. Mais: eu não temo ser rotulado como coroinha por anticatólicos, nem como herege pelos católicos.

Continue lendo “A ingratidão e a ira ainda imperam”

Ganesha, o Senhor dos Sons


Até hoje, tive pouca ou quase nenhuma experiência com mantras. No entanto, hoje venho contar o que anda acontecendo nos últimos dias no meio em que vivo. Enfim, tive que passar pela experiência recente, em questão, para atestar os efeitos benéficos do uso de certos mantras. Vamos lá!

Continue lendo “Ganesha, o Senhor dos Sons”

Náufragos sem fronteiras


Sim, essa postagem é uma crítica, além de simples reflexão. Sim, ela se aplica aos seres humanos ansiosos, perdidos e confortavelmente à deriva em meio a esse grande Oceano de gente em que vivemos. Náufragos, de todas as idades, de todos os lugares, de todas as redes.

Continue lendo “Náufragos sem fronteiras”