Simples mortal


Vejo que as pessoas superestimam uma suposta sinceridade como virtude, como se fosse um must, um tremendo diferencial. A partir da originalidade porra-louca, extravagâncias e os delírios mais toscos são permitidos a fim de anestesiar a alma aflita por um mundo em mudanças incontroláveis. Até um assassino pode ser sinceramente assassino, ou um estúpido ser estúpido sem medo de ser feliz. Mas, a sinceridade arrogante e patética – deboche moderno – já não basta às massas ávidas por esquisitices várias.

Os Eleitos


Já te disseram, alguma vez, que você é especial e foi escolhido para algum propósito na Vida? Pois bem, essa é a esperança da maioria, mesmo que ninguém tenha lhe dito.

Crime e Juízo


Por que assassinos costumam evitar olhar nos olhos de suas vítimas? Serão os carniceiros de frigoríficos, açougueiros, carrascos, matadores, todos eles insensíveis à Razão?

Contra si mesmo


Pulsão de morte: o medo da aniquilação a precipita.

Nesses casos, não raros, o gozo e o sofrimento já não fazem qualquer diferença. Nos misturamos aos efeitos, quando a indiferença deveria ser pelas causas, apesar das causas. Por isso, o ser humano é, no entender hermético, um ser sublunar, passivo e inócuo.

Postagens no e-mail

Junte-se a 1.230 outros seguidores

Informe, no campo abaixo, seu endereço de e-mail, clique em “Assinar” e confirme a assinatura no link que chegará à sua Caixa de Entrada. Pronto! Você passará a ser avisado, por e-mail, sempre que novas postagens forem publicadas.

Junte-se a 1.230 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: