Contra si mesmo


Pulsão de morte: o medo da aniquilação a precipita.

Nesses casos, não raros, o gozo e o sofrimento já não fazem qualquer diferença. Nos misturamos aos efeitos, quando a indiferença deveria ser pelas causas, apesar das causas. Por isso, o ser humano é, no entender hermético, um ser sublunar, passivo e inócuo.

Postagens no e-mail

Informe, no campo abaixo, seu endereço de e-mail, clique em “Assinar” e confirme a assinatura no link que chegará à sua Caixa de Entrada. Pronto! Você passará a ser avisado, por e-mail, sempre que novas postagens forem publicadas.

Junte-se a 1.268 outros seguidores

Coragem


A Vida é uma Guerra inglória.

Me lembro dos filmes da Primeira Guerra, em que alemães e aliados passavam as trincheiras para se presentearem no Natal. Após o ano novo, voltavam a se trucidar uns aos outros.

Na Segunda Guerra, em meio ao frio e à fome, os frontes nazistas e aliados montavam Guarda enquanto jogavam carteado, escreviam cartas, cantavam. Alguns morriam enquanto cantavam; outros, sobreviviam a morteiros, com ou sem seus membros inteiros.

No fim, até onde se sabe, todos tiveram seu fim. Morreram porque tiveram coragem de viver.

Empreendedorismo para poucos


Vão me chamar de demagogo, eu sei. Mais: serei insensível, para uns; populista, para outros. Mas, à parte a velha disputa entre o liberalismo selvagem e o paternalismo social, devemos buscar o verdadeiro sentido do espírito dito empreendedor. Venha comigo!

Continuar lendo “Empreendedorismo para poucos”

Vermelha ou azul?


A despeito do alegado livre arbítrio, vemos as pessoas se sentindo cada vez mais oprimidas, vazias. Para além da aparente desorientação social e econômica, podemos perceber um contraste entre liberdade aparente e opressão. Quão mais livres pensamos ser, mais nos sentimos presos. Por que será?

Continuar lendo “Vermelha ou azul?”