Há alguns anos, eu publiquei um pequeno documento acerca do nome ‘Ebrael’, adotado por mim também como instrumento de proteção espiritual, além de simples pseudônimo literário. No entanto, entre a publicação daquele documento e os dias atuais, me dei conta de outras nuances que trouxeram luz sobre minha busca.

Naquele tempo, eu disse que o nome Ebrael (עבראל, em caracteres hebraicos) foi escolhido por mim ao juntar a raiz עבר (éver, que denota movimento e distingue o povo עברי, hebreu ) ao nome divino אל (El). Eu estava nos estágios iniciais de meus estudos de Kabbalah, precisamente durante a leitura do Sépher Ha-Zôhar (Livro do Esplendor), comentada por Samuel L. MacGregor Mathers (co-fundador da Ordem Hermética da Aurora Dourada, mais conhecida como Golden Dawn).

Eu sempre guardei profunda devoção pelo ser indicado como Arcanjo Mikhael (מיכאל) , conhecido e venerado como São Miguel pelos católicos e cristãos ortodoxos. Não imaginava eu, no entanto, que estranha ligação havia entre os nomes Ebrael e Mikhael. Isso mesmo! Eu não percebia qualquer ligação entre ambos. Apenas evoquei a força marciana (corregente de Escorpião, meu arquétipo Natal) para escolher bem meu nome místico. Qual surpresa a minha quando percebi, anos depois, que, em Ebrael, não prevalece a energia marciana, mas a solar!

Após muitos anos desde a publicação do primeiro documento sobre tal nome, voltei a ler alguns artigos sobre Guematria e estudar os valores numéricos atribuídos às letras hebraicas. Resolvi-me, então, a rever as “contas” relacionadas aos nomes citados. Eis, a seguir, o que encontrei.

(O quadro com os valores numéricos das letras hebraicas pode ser encontrado aqui.)

  • Ebrael, עבראל, tem valor numérico total 303 (reduzido, 6).
  • Mikhael, מיכאל, tem valor numérico total 101 (reduzido, 2).

Ou seja, Ebrael é Mikhael três vezes!

Amuleto a partir do nome Ebrael
Amuleto cunhado a partir do nome ‘Ebrael’ (Mikhael três vezes).

Decompondo Ebrael, temos que עבר soma 272, reduzido 2, e אל, que soma 31, reduzido 4 (2+4=6); Mikhael, temos que מיכ soma 70, reduzido 7, e אל, que soma 31, reduzido 4 (7+4=11 >> 1+1=2).

Transpondo os valores reduzidos à Etz Chaiyim, temos que o valor reduzido (6) de Ebrael é solar, vibrando na esfera de Tiphereth, regida por Mikhael. Só que, regendo Tiphereth, Mikhael é um nome cujo valor reduzido (2) nos conduz a Chokhmah – a Sabedoria.

***

Os valores do antigo pseudônimo completo do Autor, Ebrael Shaddai (עבראל שדי), soma 303 com mais 314, o que resulta em 617 (reduzido 14 >> 1+4=5). Neste contexto, tal nome composto evoca a energia marciana da Guerra e do Rigor. A partir de certo momento de minha Vida, tornou-se conveniente a supressão do segundo elemento, Shaddai, por inspirar certa instabilidade.

Se levarmos em conta as analogias bíblicas:

  • Dos 318 homens convocados por Ló para ajudar Abraão a vencer o rei de Sedom, faltam 4 aos 314 de Shaddai (שדי);
  • Para os 613 preceitos da Torah, sobram 4 aos 617 de Ebrael Shaddai.
  • Aos 303 de Ebrael, faltam 15 (1+5=6) para alcançar a ajuda dos 318 homens que venceram Sedom (Sodoma, símbolo dos vícios e da blasfêmia).
  • A energia do número seis (6) vibra na esfera de Tiphereth, tradicionalmente associada ao Sol, ao Cristo sacrificado e redentor, ao Coração do Homem e da Natureza.

Por isso, então, é que, intuitivamente, escolhi o nome Ebrael como distintivo místico e a Via Cardíaca do Martinismo como senda evolutiva.

***

Ainda sobre o número 6

Há, ainda, algumas considerações a serem feitas. Por exemplo, segundo a ciência cabalística, os kameas são os quadrados mágicos resultantes de matrizes construídos a partir de números. Sua utilidade mágica e numerológica é imensa.

Em nosso caso, a soma de todos os elementos de uma matriz n x n, sem repetição de elementos e com soma idêntica entre todas as linhas (chamada, por isso, de quadrado mágico), com n = 6 (o reduzido de Ebrael), resulta em… 666.

Apliquemos a fórmula de cálculo (citada aqui) para o número planetário (S, soma total dos elementos) da matriz 6 x 6:

S = [(n + n³) / 2] . n

S = [(6 + 6³) / 2] . 6
S = [222 / 2] . 6 = 111 . 6 = 666
Kamea do número 6 (Sol).

Sim, mas o que quer dizer o Apocalipse quando afirma que 666, a soma dos elementos da energia solar, é o número de um homem? Não é necessário ir muito longe para acharmos, na própria Bíblia, o número 666 como significando o de uma religião institucional baseada num culto luminoso (ou iluminista, que pretenda levar-nos a um tal verdadeiro deus).