Plantar é preciso


O rosto sério preserva um coração esperançoso. Palavras duras protegem os pés inexperientes. A mão firme segura, controla, corrige, mas também busca salvar a si e aos que ama do furacão no Mar do Tempo.

Nós não amamos!


(Postagem republicada a partir do site Astro Errante.)


Hoje, enquanto eu meditava sobre as oposições em Cartas Natais, encontrei uma pergunta interessante (em um grupo do Facebook) que me fez pensar a fundo acerca de nossa condição humana. Concluí (e adianto, de propósito) que são as mais duras provações interiores que nos permitem evoluir como seres atrasados que somos.

Sobre o que é importante


Há muito tempo que deixei de me importar com a maior parte das datas comemorativas, tais como a do meu aniversário, Natal, Ano Novo, etc., exceto com as que ressoam diariamente em minha Vida. Ao contrário do que nos sugere o termo inglês date (encontro), para mim datas não são compromissos, mas indicadores de quanto algo nos marca, sobre o que nos importa verdadeiramente.

Ainda é pouco


Lembra de quando eu acordava com você às quatro horas da manhã para preparar seu café e te despertar do sono? Às vezes, eu te chamava com um beijo, às vezes eu resmungava. Essa noite, acordei no mesmo horário e você não estava ali, para que eu te chamasse ou conferisse se você estava tapada.

%d blogueiros gostam disto: