Os Reptilianos e a Nova Ordem Mundial


Neste meu primeiro podcast em 2016, falo sobre um dos temas mais controversos, polêmicos do universo marginal chamado, injustamente, de “conspiratório”: Reptilianos e a Nova Ordem Mundial.

Como uma raça alienígena poderosa, numa galáxia cheia de planetas semelhantes à Terra, teria forjado todas as religiões existentes, fazendo-se adorar, chegando mesmo a forjar o temperamento e o DNA de toda a espécie humana terráquea? De aparentes “demônios”, teriam se transfigurado em seus opostos, os deuses, exclusivistas, sedentos por sangue e carne humana, controlando-nos como bovinos a servir-lhes c omo escravos e repasto.

Assista ao áudio no Youtube:

Tempos de fúria


Se antes, como seres confusos, já tínhamos imensas dificuldades para compreender nossos próprios sentimentos, hoje em dia essa tarefa se mostra ainda mais sofrível. A tecnologia era lenta e nossos deveres eram duros, mas tínhamos algum tempo para refletirmos e nos exercitarmos. Com as cidades atuais abarrotadas de gente violenta, carros rápidos, barulhos constantes, deveres mais urgentes, nem o pouco tempo que tínhamos para pensar temos mais. O que anda errado?

O sistema financeiro, a falsa liberdade e a marca da Besta


Eu sou muito resistente a certos sensacionalismos, principalmente aqueles que se baseiam em profecias, depois de já ter me iludido por muito tempo com eles. No entanto, hoje em dia, os governos e políticos a nível mundial só têm vindo a querer confirmar o que muitos religiosos pregam acerca do Apocalipse.

Um dos temas apocalípticos mais polêmicos é o que se refere ao aparecimento do Anticristo e da “marca da Besta”. Segundo o livro do Apocalipse, o Anticristo reuniria todas as nações da Terra para destruir Israel (no sentido próprio, não simplesmente o Estado de Israel) e os que confessam o nome de Jesus Cristo. A tal “marca da Besta” seria um sinal posto à testa e na mão direita de todos aqueles que não seguissem a Lei de Deus e renegassem o nome de Cristo, para sua escravização e condenação de suas almas, sem a qual não seria possível a ninguém comprar ou vender coisa alguma.

As portas do Inferno não prevalecerão contra ela


Quando um católico sincero, devoto, verdadeiramente cristão, que segue e ora nas pegadas de nosso Salvador e Senhor, Jesus Cristo, vê a Santa Igreja ser atacada por marxistas, vilipendiada por políticos apóstatas, atingida por ultrajes e imoralidades das hordas de pervertidos, com bispos infiéis à frente do Povo de Deus,  que pregam a depredação da Doutrina e se aliam a movimentos anticristãos (como Maçonaria e Marxismo), ele pode se perguntar se esse já é o antepasto que precederia a Grande Tribulação (Mateus cap.5, 11 e cap.24) ou se ele deveria ler mais um pouco da profecia de São Malaquias.

Paixão de Cristo

Fico ainda mais entristecido quando escuto palavras saídas da boca de nosso Pastor, Sua Santidade, o Papa bento XVI, que vão de encontro aos ideais sabidamente públicos de nossos inimigos, os Mestres Maçons. Quando o Papa Bento XVI evoca “uma autoridade mundial que traga a paz entre os Povos”, ele parece esquecer-se que somente Cristo pode nos dar a verdadeira Paz, que “não é a Paz que o mundo nos [pode] dar” (Jo 14:27). Pelo contrário, um líder que reunir em torno de si todas as nações, terá sobre si, inevitavelmente, o cumprimento da profecia acerca da Besta, que governará o Mundo e perseguirá os cristãos como inimigos da Humanidade.  Isso é seguro dizer pois um Governo Único só poderá obter reconhecimento se houver uma Religião Única, isso sim também objetivo de maçons e rosacruzes. Não, essa Religião Única não será a Fé em Cristo, mas o Ecumenismo da Besta, que fará uma síntese de todas as religiões e encarnará o Enviado da Nova Era.

%d blogueiros gostam disto: