Parábola da Avó Cega


Isso não nos é contado pelos evangelistas politicamente corretos dos tempos de Chessus. Porém, eu vou lhes revelar a parábola, contada pelo Mestre, para ilustrar o desastre inenarrável que seria o país das bananas de exportação (vulgo, Brasil). Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Chessus nos garantiu que não há nada de oculto que não venha a ser revelado.

Continue Lendo “Parábola da Avó Cega”

Dia de quê, mesmo? Independência?


Há muito tempo que articulistas na internet têm dificuldades em falar sobre algo ameno. Sintomático: assuntos tensos sempre nos chamam mais a atenção, nos deixam mais alertas, principalmente quando o que está em jogo é a manutenção de nosso precário projeto de civilização. Quando falamos em independência, então, sentimos vontade de chorar. E choramos, perplexos, olhos arregalam-se. Pausa para respirar.

Continue Lendo “Dia de quê, mesmo? Independência?”

Site Ficha Limpa: Contribua!


O site Ficha Limpa tem por objetivo cadastrar e juntar informações de candidatos suspeitos de crimes eleitorais e outros que estão em dívida com a Justiça ou enfrentando processos na mesma. Ajude, contribuindo com suas informações e mantenha a comunidade virtual brasileira informada a respeito de alguns (dentre inúmeros) canalhas da Política brasileira.

Acesse: http://www.fichalimpa.org.br/

Escreveu, não leu… e foi eleito!


É isso aí: não bastasse tudo que temos presenciado nesse circo de horrores que é a Politicalha Brasileira, essa xanxada ridícula, agora vimos o inteligentíssimo povo brasileiro exercendo de forma magnífica (!!!) seu poder de voto. Elegeram o Tiririca como candidato mais votado para a Câmara Federal.

 

Tiririca, o Bobo-da-Corte

O Poder Judiciário tentou salvar a parada, a honra do pleito eleitoral, mas não adiantou muito; de forma, no mínimo, contestável, Tiririca “provou” que sabe ler e escrever. Mas, saber ler e escrever garante que alguém esteja preparado para legislar?? Sim, um deputado federal é eleito a ser um legislador para a Nação. O Congresso Nacional não é apenas um Circo Politiqueiro, onde jogos de interesses oligárquicos são confrontados. É o Templo de Representação da Coletividade Nacional… é onde se congregam os representantes das Unidades da Federação!!

Na minha leiga opinião, para legislar um cidadão, além de ser brasileiro e outras prerrogativas, deveria, em primeiro lugar, ter noções básicas de Direito e Cidadania. Aprender a ouvir e estar preparado para falar diante das mais variadas seções da sociedade, assim podendo sintetizar e idealizar a Vontade da maioria.

Mas, o que fazer, se a vontade da maioria é que não lhes saibam representar?? Posso deduzir, por isso, que a maior parte do povo não se importa em que lhes ouçam as verdadeiras e essenciais demandas sociais, mas apenas cumprir uma obrigação cível de votar ou usar a faculdade eletiva para protestar. O que poucas dessas pessoas que votaram por protesto em Tiririca não sabem é que junto dele, elegeram mais quatro (4) candidatos que talvez nunca tenham ouvido falar!

No passado, quando a educação era mesmo artigo de luxo, tornava-se compreensível que se fizesse acessível a representação do Povo aos que menos tivessem educação, para fortalecer efetivamente a Representatividade popular. Mas hoje, quando a educação tornou-se algo menos inatingível, mais acessível a todos, aceitar que um analfabeto, sem nenhuma experiência em representação social e mobilização por direitos da coletividade, sem qualquer noção das Leis que regem a República, seja investido de um mandato  nacional é de uma inconsciência arrebatadora!!

Não defendo que todos, indistintamente, tenham que ser formados em profissões nobres, nem privilegio as mesmas profissões. Um artista pode mesmo ser deputado, mas o que o tal artista fez para engrandecer a cultura do país?? Foi formador de opinião, ou ajudou a  fragmentá-la? Lutou e esteve atuante em alguma causa coletiva, ou legislará em causa própria?

Temos exemplos fartos de que deputados e senadores, em sua maioria, não possuem os mínimos rudimentos de atualidades brasileiras. No programa CQC, da Band, certa vez, vários congressistas foram entrevistados, e surpreendidos, sem que soubessem responder quando perguntados sobre a capital de Cuba ou o significado da palavra República. Como legislarão para a República, se nem sabem o que é uma República?? Quem dirá se perguntados sobre os primeiros artigos da Constituição Federal!!

O Presidente Lula é uma das raras exceções à regra, já que, mesmo aproximando-se de sua primeira eleição sendo um semi-analfabeto, tinha muita vivência social por todo o país, e conhecia de perto as demandas nacionais, embora imbuído de visões comunistas arcaicas.

Mas como aceitar um analfabeto no Congresso?? Isso é sinal de como o povo deseja erradicar o analfabetismo do país, elegendo um analfabeto que nada saberá fazer no Congresso, além de ser o bobo-mor da Côrte da Sacanagem!!