Lula, espantalho de Bolsonaro


Ao contrário da postagem anterior, esta será breve e direta. Sim, as ideias a seguir podem parecer improváveis. Mas, a improbabilidade, no Brasil, é algo corriqueiro. Do primeiro presidente, após a Constituição, ao último, tudo era improvável.

Continuar lendo “Lula, espantalho de Bolsonaro”

Fanatismo bolsonarista


Estávamos, todos, fartos do populismo petista que, por trás dos panos, formava um caixa de grana suficiente para financiar campanhas vitoriosas (a reboque de chantagem sobre os mais pobres) até, pelo menos 2036, segundo certas delações premiadas da Lava-Jato.

Continuar lendo “Fanatismo bolsonarista”

Parábola da Avó Cega


Isso não nos é contado pelos evangelistas politicamente corretos dos tempos de Chessus. Porém, eu vou lhes revelar a parábola, contada pelo Mestre, para ilustrar o desastre inenarrável que seria o país das bananas de exportação (vulgo, Brasil). Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Chessus nos garantiu que não há nada de oculto que não venha a ser revelado.

Continuar lendo “Parábola da Avó Cega”

O destino final de um besouro rola-bosta


Vou contar-lhes uma estória que me surgiu à mente, hoje, tendo como inspiração o Molusco que agora se arrasta pelos gramados altos de Brasília. Curiosamente, o personagem desta fábula não é aquele animal com nove tentáculos malemolentes, mas um besouro rola-bosta, aquele que deposita sua prole no meio do cocô fresco.

Continuar lendo “O destino final de um besouro rola-bosta”