Achados e Perdidos


Os mares amam as garrafas com bilhetes e seus pedidos de socorro. Estes, por sua vez, são sinais de que há alguém, ainda vivo, esperando ser resgatado por aquela que os lerá. O ideal romântico traz, quase sempre, esse afã de redenção e apoteose, quase uma abdução por um ente alienígena, porém doce e pacífico.

Continue lendo “Achados e Perdidos”

Brilho de faca


Poderíamos elencar conceitos, atitudes e sentimentos por aquilo que o senso comum aceita deles como válido e por seu oposto reconhecido. Há, no entanto, aqueles conceitos que tendem a promover sentidos aceitos como padrões aromatizados artificialmente e que apelam ao sentimentalismo típico de mentes alienadas da realidade, com pouca ou nenhuma compreensão do íntimo de si mesmas.

Um desses conceitos superestimados, e que podem camuflar sombras da psiquê humana, é o perdão, que figura, ao meu ver, como uma faca de dois gumes.

Continue lendo “Brilho de faca”