O Louco e o Aprendiz


Simples, síntese da poesia, extremamente impactante e única: assim é a lâmina de O Louco no Tarô de Marselha, a mais tradicional versão do livro de Hermes.

Para além de ser o coringa da Jornada do Herói, ela também evoca a ideia primeva de Deus e se coaduna com os significados da Iniciação ao Grau de Aprendiz nos ritos maçônicos. Ao menos, foi a essa conclusão que chegou minha inspiração.

Vens comigo nessa jornada? 😉

Nós não amamos!


(Postagem republicada a partir do site Astro Errante.)


Hoje, enquanto eu meditava sobre as oposições em Cartas Natais, encontrei uma pergunta interessante (em um grupo do Facebook) que me fez pensar a fundo acerca de nossa condição humana. Concluí (e adianto, de propósito) que são as mais duras provações interiores que nos permitem evoluir como seres atrasados que somos.

O Paradoxo de Epicuro e o problema do Mal


As questões do Paradoxo de Epicuro, filósofo grego, propõem análise do problema do Mal e da suposição da existência de “Deus”. Foram muito debatidas por teólogos e ateus em muitas épocas. É sobre elas que faço alguns apontamentos a seguir.

Sementes de Vontade


Neste ser de multicamadas, em que cada um de nós consiste, duas instâncias se sobressaem: a Mente e o Coração, representativos de nossa Razão e de nossas Emoções, tais como Sol e Lua, os lados positivo e negativo.

%d blogueiros gostam disto: