Direito: proteção ou intervencionismo?


Num cenário de expansão do que chamamos democracia, as massas, mimadas pelas comodidades, aparentemente gratuitas, da era tecnológica, distorceram a noção de direito, como se este fosse uma forma mágica de satisfazer suas necessidades subjetivas como se fossem fundamentais. Afinal, que distorção seria aquela?

Continue lendo “Direito: proteção ou intervencionismo?”

Teórico da Conspiração, eu?


Há pessoas cujas mentes não se satisfazem com a preguiça costumeira, mas precisam, e ainda mais, repetir os clichês disparados na mídia contra aqueles que buscam, sinceramente, alertar as pessoas sobre o que ocorre no mundo ao redor delas enquanto elas assistem BBBosta.

Dizem que precisamos estudar mais sobre tal assunto (como se BBBosta fosse educativo). Arrotam títulos acadêmicos, mas envergonham suas ex-professoras do ensino primário ao soltar alguma pérola no Twitter. Enfim, acabamos nós, os divergentes, que não assistem a Rede Globo ou que não caem na balela de que os EUA combatem o Terrorismo, sendo tachados de “teóricos da Conspiração”.

Continue lendo “Teórico da Conspiração, eu?”

“Pacientes, conheçam seus direitos!”


“Pacientes, conheçam seus direitos!” — isso é o que ouvi insistentemente de um homem cuja voz bradava com certo desespero, pelas filas de pacientes, às portas do Hospital Governador Celso Ramos (Florianópolis, SC).

Gasparino Martinho Rodrigues, presidente da Associação Amigos da Saúde (Florianópolis, SC)
Gasparino Martinho Rodrigues, presidente da Associação Amigos da Saúde (Florianópolis, SC).

Seu nome é Gasparino Martinho Rodrigues. Com 68 anos, tendo apenas o Ensino Fundamental completo, empresário, natural de Gravatal (SC), é presidente da Associação Amigos da Saúde e conselheiro do Conselho Local de Saúde de Florianópolis. Depois que a esposa foi enviada a Porto Alegre para tratamento médico, teve que pagar todas as custas da viagem e recebido do Governo do Estado apenas a passagem de ida dela, Gasparino ficou sabendo que há leis que protegem o povo nessas circunstâncias difíceis. “O que falta mesmo”, segundo ele, “é o povo se conscientizar e cobrar das autoridades, não se acostumar com esse estado de coisas”.

Continue lendo ““Pacientes, conheçam seus direitos!””

Diga não à Ditadura Facebookiana!

Conferimos poder demais ao Facebook


É essa a conclusão a que cheguei recentemente, embora seja um pouco tardia. Nelson Rodrigues bem dizia que “toda unanimidade é burra; quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”. Eu complementaria dizendo que a unanimidade é perigosa, e que melhor seria não arriscar-se a emitir uma opinião que concorde com a unanimidade. A quase-unanimidade de que falarei hoje é o Facebook.

Vamos pular a parte que fala sobre a história do Facebook e seu fundador, sua trajetória, etc. Me cansa demais isso tudo. Vamos direto ao ponto…

Continue lendo “Conferimos poder demais ao Facebook”