Advertência aos profanadores


Diante da completa banalização da Magia, a Vera Scientia, sem falar das bizarrices trazidas pelos miasmas mentais desta era de trevas, é de suma importância o interdito contra os profanadores, curiosos, feiticeiros e charlatães, lançado pelo mais célebre ocultista e mago da Tradição Ocidental do século XIX, Eliphas Levi, em sua mais fundamental obra, Dogma e Ritual de Alta Magia, que citamos abaixo.

Segue:

Continue lendo “Advertência aos profanadores”

Vermelha ou azul?


A despeito do alegado livre arbítrio, vemos as pessoas se sentindo cada vez mais oprimidas, vazias. Para além da aparente desorientação social e econômica, podemos perceber um contraste entre liberdade aparente e opressão. Quão mais livres pensamos ser, mais nos sentimos presos. Por que será?

Continue lendo “Vermelha ou azul?”

Três questões e uma armadilha fatal


Neste domingo, véspera da Festa de São Miguel, proponho algumas questões que considero importantes aos leitores deste espaço. Questões quase nunca respondidas por pessoas do lado de lá do muro da insanidade. Recomendo, então, os tópicos abaixo para reflexão sobre o Aborto e sobre o alcance da Liberdade.

Continue lendo “Três questões e uma armadilha fatal”

O Mistério de “Avôhai”


O assunto desse domingo, sem mais ninguém pra pegar no pé, é sobre uma de minhas dúvidas antigas. Dúvida cabalística, pra variar! Esse vosso blogueiro meio doido, meio infantil, este que vos fala, alquimista desastrado e manipulador de teorias mal buriladas, resolveu fazer marcação cerrada ao Zé Ramalho. Mas, por quê ao Zé Ramalho?

Continue lendo “O Mistério de “Avôhai””