Potenciais estupradores?


Ao contrário do que muitos podem pensar pelo título, hoje não vou comentar o caso da garota que acordou com trinta e poucos caras sobre ela. Isso é assunto para a Polícia do Rio de Janeiro e da Justiça (??) daquele Estado. Meu foco hoje é a polêmica fala de algumas feministas (e simpatizantes), dizendo que vivemos em uma “cultura do estupro” e que “todos os homens são potenciais estupradores“.

Continue lendo “Potenciais estupradores?”

Sobre a Violência na Psicopatia


Como se dá o processo de alienação e deformação da personalidade psicopática? Como poderíamos descrever cada um de seus estágios, se nos fosse possível?

Opinando sobre os estupradores e a caminhada de alguns deles dentro da Psicopatia, disse eu em resposta a uma postagem no Facebook:

Continue lendo “Sobre a Violência na Psicopatia”

Repudio o estupro, mas também a falta de vergonha na cara!


Bem, tudo tem limite nessa vida. Não defendo o estupro nem qualquer desrespeito, mas falta, sim, prudência a uma boa porção de mulheres por aí. Mulheres que se cobrem como vadias, com um pedaço de pano que mal esconde a vagina (vulgo, “perseguida”) ou com calças cuja única serventia é visualizar o útero, não têm moral para ficar reclamando de falta de respeito alheio ou surtar por indignação ao serem bolinadas.

As mulheres que se dão ao respeito – aquelas que são de respeito – e deixam isso bem claro pela roupa que usam, pelas palavras que saem de suas bocas e pelo que fazem para crescer na Vida, é que têm moral pra exigir respeito. E a maioria das mulheres são assim. Mas…

Aquelas que se comportam como putas, putas são e como putas serão tratadas por homens que acharam seus pênis na lixeira. Nesse caso, temos fingidas de um lado e jumentos energúmenos de outro.

Sem vergonha na cara, não tem jeito!