Sal da Terra e Luz do Mundo


Numa certa pregação, Jesus teria dito aos seus discípulos e ouvintes que eles são o “sal da Terra” e a “Luz do Mundo” ¹. Devemos tentar entender essas expressões como paralelas e conjugadas. Através da via analógica (como aquela utilizada por Hermes Trismegistos²), sabemos que o Sal e a Luz são, para o Universo, semelhantes ao que são para a Terra; para o homem como o são para a mulher; para o que é pequeno como para o grande. Andiamo!

Continuar lendo “Sal da Terra e Luz do Mundo”

Feliz e coerente Natal!


Deixando para outros a tarefa de escrever lindas e comoventes mensagens, venho deixar meus votos de um Feliz Natal a todas as pessoas de boa vontade acrescentando que:

  • Uma pessoa torna-se cristã através do Batismo, mas permanece como tal através da ação coerente;
  • Por ação coerente, nesse caso, entendo fazer o que Aquele nascido em Belém deixou dito, quando adulto, que fizéssemos;
  • Toda vez que vestimos um descamisado, damos de beber a quem sofre de sede e de comer a quem está passando fome, estamos cobrindo, hidratando e alimentando a Pessoa de Jesus (ainda que este não precise, pessoalmente, disso);
  • Jesus está no meio de duas ou mais pessoas reunidas em nome dele, mas ainda mais entre aqueles que fazem o que muitos cristãos, estupidamente, preferem esquecer de fazer;
  • Fazer promessas e não cumprí-las equivale a dizer “Sim” e adotar o “Não”, demonstrando, no mínimo, nossa patente fraqueza, quando não mesmo nossa patifaria;
  • A celebração Natalina é uma data memorial simbólica, que lembra o Nascimento de quem não necessita de presentes, mas de ter seus ensinamentos postos em prática;
  • Jesus é o Homem mais importante da História do Mundo; não reduza sua Memória a um festerê de comilanças e bebedeiras;
  • Se você não for capaz de ceder um pouco da fartura de sua mesa ou da alegria do seu Coração a alguém que necessite, seu Natal não passa de uma ilusão num mar de ilusões;
  • Natal sem Jesus é como um pulmão que não respira: serve apenas para preencher espaços vazios.

Vamos, juntos, neste e em todos os dias do Ano, praticar o que o Mestre nos ensinou: orar, trabalhar, cultivar a gratidão e, sobretudo, fazer aos outros o que gostaríamos que nos fizessem!

Feliz e Santo Natal, no Coração de Jesus! 😀

Ebrael.

Considerações sobre o Karma


Mesmo tendo uma alma com raízes católicas, nunca me desliguei totalmente das reflexões sobre a Justiça e as Leis Universais que regem a Criação. No que toca, especificamente, à humanidade, escrevi recentemente sobre as tais Penas Eternas. Agora, me volto a pensar sobre as “penas pagas em prestações”, as quais são relacionadas ao que se chama Karma.

Continuar lendo “Considerações sobre o Karma”

Outra vez, deixo o Mundo…


Buscando não perder o contato com meus amigos cristãos, trago à Luz, hoje, nova controvérsia dos Evangelhos para análise de todos. Obviamente, para alguns, tal controvérsia não é tão “nova” assim. Para outros tantos, é um tanto amarga e indigesta, tendo em vista seu apego ao ensino oficial estabelecido, do qual não conseguem se desatar nem por um milímetro, com receio de cair em “mortal heresia”.

Enfim, vamos aos trabalhos!

Continuar lendo “Outra vez, deixo o Mundo…”